21/10/2009

Uma boa lição. Fazer sempre bem

“O segredo do êxito na vida do homem consiste em estar disposto a aproveitar a ocasião que se lhe depare."
Benjamin Disraeli

UMA BOA LIÇÃO

Um estudante universitário saiu um dia a dar um passeio com um professor, a quem todos os alunos consideravam seu amigo devido à sua bondade para os que seguiam as suas instruções.

Enquanto caminhavam, viram no seu caminho um par de sapatos velhos e calcularam que pertenciam a um homem que trabalhava no campo ao lado e que estava prestes a terminar o seu dia de trabalho.

O aluno disse ao professor: Vamos fazer-lhe uma brincadeira; vamos esconder-lhe os sapatos e escondemo-nos atrás dos arbustos para ver a sua cara quando não os encontrar.

Meu querido amigo, disse o professor – nunca devemos divertir-nos à custa dos pobres. Tu és rico e podes dar uma alegria a este homem. Coloca uma moeda em cada sapato e depois escondemo-nos para ver a sua reacção quando os encontrar.

Fez isso e ambos se esconderam no meio dos arbustos. O pobre homem terminou a suas tarefas diárias e caminhou até aos sapatos, para voltar para casa.

Ao chegar junto dos sapatos deslizou o pé no sapato, mas sentiu algo dentro deste. Baixou-se para ver o que era e encontrou a moeda. Pasmado perguntou-se o que havia acontecido. Olhou a moeda e voltou-a e voltou a olhá-la. Olhou à sua volta, para todos os lados, mas não via nada nem ninguém. Guardou-a no seu bolso e foi calçar o outro sapato; sua surpresa foi ainda maior quando encontro a outra moeda. Seus sentimentos esmagaram-no; pôs-se de joelhos, levantou o olhos ao céu, e em voz alta fez um enorme agradecimento, falando de sua esposa doente e sem ajuda, e de seus filhos que não tinham pão mas devido a uma mão desconhecida não morreriam de fome.

O estudante ficou profundamente emocionado e seus olhos ficaram cheios de lágrimas.
Agora - disse o professor - não está mais satisfeito com esta brincadeira?

O jovem respondeu: Você ensinou-me uma lição que jamais hei-de esquecer. Agora entendo algo que antes não entendia: é melhor dar que receber.

Texto extraído de um .pps recebido do amigo Luís, do blog A Tulha do Atílio
.

11 comentários:

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Que maravilhosa história de amor pelo próximo. Que belo professor e sobretudo que melhor lição aprendida.
Não há efectivamente sentimento maior do que o dar em vez de receber!!!

Beijos

filomeno2006 disse...

Bonita historia. Lo que se desentona bastante es citar a Disraeli, representante del cinismo político de los politicos de la Poderosa Albion....

A. João Soares disse...

Querida Ná,

É a interiorização de lições como que fazem com que aquele que a Ná considerou «anjo da guarda» esteja sempre predisposto a ajudar em tudo o que pode. As lições devem ser aprendidas e aplicadas sempre que for oportuno, conforme a ocasião.

Beijos
João

A. João Soares disse...

Caro Filomeno,

Procurei ser fiel ao original. Mas não me parece chocante. A frase aplica-se para os assuntos éticos e para os negócios menos limpos. Há ocasiões que raramente se repetem e é preciso estar atento e aproveitá-las.
Mas concordo que num tema de tanta generosidade e humanidade, ficaria melhor uma frase do Gandi ou de Santa Teresa de Cacutá.

Abraço
João

filomeno2006 disse...

O una cita de Santa Teresa de Avila.
Ab.

Mara disse...

Amigo João,
História comovente. O professor cumpriu o seu dever: ensinou o bem e explicou porque o mal não deve ser feito. O alegria do pobre toca-nos o coração por já ter dinheiro para dar de comer aos filhos. É chocante quando há filhos que passam fome.

Abraço
Milai

Anónimo disse...

Ese profesor lusitano era tan buena persona como Don Ramón Prieto Bances.

Celle disse...

Luis, este sem dúvida o máximo dos mandamentos, é o verdadeiro sentido cristão,"amar o próximo como a tí mesmo", ja nos ensinava Cristo.Belo gesto!
Celle

Luis disse...

Amigos,
Agradeço ao João ter postado esta Lição do Professor que lhe enviei por não conseguir fazê-lo. Bem haja pela sua solidariedade e pelo seu tempo na ajuda aos amigos.
É outro tipo de lição que o João nos dá quando assim procede conosco!
Um abraço a todos e em particular para ele.

Ana Martins disse...

Caro amigo João,
uma boa e linda lição sem dúvida.
E é tão boa a sensação de fazer feliz alguém que vale sempre a pena fazer bem!

Beijinhos,
Ana Martins

Maria Letra disse...

Amigo João Soares,
Embora atrasada, não posso deixar de comentar este lindo texto, onde o bom exemplo dado, supera os maus de Benjamin Desraeli. Não podemos niglegenciar que, tendo sido primeiro ministro durante 30 anos, se não erro, ele foi estimado e admirado por muitos que o achavam excelente ... (lol). Creio ter lido um livro dele em 1962/3, mas provavelmente era tão bom que não me recordo de nada do que li. Aquela frase foi só um intróito a um texto bonito ..., que importa!
Um abraço.
Maria Letra