14/10/2009

MAITÊ PROENÇA: VEJAM O VÍDEO E DIVULGUEM POR FAVOR!

A todos os leitores, amigos e visitantes deste espaço quero aqui formalizar a minha indignação pela atitude da actriz brasileira Maitê Proença, aquando da visita dela a Portugal.
Maitê Proença não se poupou a esforços para ridicularizar Portugal e portugueses, mas na verdade só demonstrou a sua total ignorância e ridícula foi ela.

Ana Martins

RECEBIDO POR EMAIL O TEXTO ABAIXO:



http://www.youtube.com/watch?v=1GCAnuZD7bk


Este vídeo foi para o ar no programa Saia Justa. A actriz (?) e escritora (?) Maitê Proença estava em Portugal por causa de uma peça teatral e aproveitou o seu momentos de horas vagas (?) para fazer algumas imagens para o quadro do semanal do canal GNT. A pergunta é: como isso foi para o ar? O tema? Aquele mesmo assunto pobre de sempre: gozar com os portugueses. Como isso ainda não basta, ela terminou o vídeo cuspindo. A pergunta é novamente: para quê? Será um laboratório para ela ser “o próximo chafariz” da nova novela da TV Record?

Todo o vídeo é uma ofensa a Portugal e aos portugueses. Começa por ir a Sintra para mostrar uma porta de uma casa aparentemente comum com o 3 virado para a direita e, sem perceber o significado esotérico, zoa com os portugueses, pois diz que aquilo demonstra que está em Portugal - os caras nem sabem colocar direito um algarismo numa porta! Só vai a Sintra, que tem imensos monumentos, castelos e palácios, para gozar com aquilo.
Depois goza com o Tejo ser, para os portugueses, o mar, quando na realidade ela está junto ao Estuário do Tejo, onde o rio desagua no mar e ambos se confundem. Fala também no Salazar, de que ela não sabe nada, imaginando que, por ter sido um ditador, foi igual a Hitler ou a Mussolini. Goza com o túmulo de Camões, com o estilo arquitectónico manuelino, enfatisando o Manuel, nome injuriado no Brasil nas piadas de português e fala também no episódio no Hotel com o seu PC, quando o Hotel tem áreas de Internet e se tinha problemas com o seu Computador pessoal, deveria usar o equipamento disponível no Hotel para os clientes. O Hotel não tem obrigação de reparar os equipamentos pessoais dos clientes, sejam PC's ou carros ou máquinas de barbear ou sei lá o quê.
Eu acho que ela vai ter muita vergonha quando souber das reacções dos portugueses ao vídeo e vai pensar duas vezes antes de voltar a falar do país e dos seus habitantes. Infame, só revelou ignorância e rancor, talvez dor de cotovelo.

Enfim... vejam o vídeo e, por favor, divulguem:



http://www.youtube.com/watch?v=1GCAnuZD7bk

13 comentários:

Anna disse...

Já tinha visto no blog da Manuela e em outros.
Estou super chateado com o acontecido,pois nasci no Brasil apesar de toda minha família ser da Italia.
Me sinto mal com isto, estou comentando com todos que conheço, pois ficou muito , muito chato, para não usar palavras mais pesadas.
Estou com vocês
Beijos

Ana Martins disse...

Não se sinta mal Anna, você não tem que pagar pelos erros dos outros.

Beijinhos,
Ana Martins

Pelos caminhos da vida. disse...

Já vi esse texto num blog hoje e fiquei chateada,antes ela tivesse ficado com a boca fechada do que falar o que não deveria.

beijooo.

Fernanda disse...

Querida Ana,

Recebi o dito e triste e-mail o qual reenviei a todos os meus amigos/as, incluindo brasileiros, para que todos saibam qual o baixo nível da actriz em questão.

Uma amiga comum, deu-me conhecimento hoje, que desta vez passou à acção e escreveu por todos os indignados..onde ela também se inclui, fazendo seguir um mail para o Ministro da Cultura; Assessor do 1º Ministro para a Cultura; Clube de Jornalistas; RTP, TVI, SIC (redacção das televisões); Dr Adriano Moreira; Fundação Camões.

Espero nunca mais ouvir falar desta "actriz" cuja accção não podia ser mais deplorável.

Beijo grande Ana, pela coragem de publicar aqui este assunto.

Luis disse...

Boas Amigas,
quando o recebi fiquei igualmente muito chocado com a "chicana" que ela fez tentando fazer graça onde ela não existia. Mostrou ser ignorante, grosseira e ingrata para com um povo que tão bem a recebeu! Difícilmente poderia ter sido pior!
ESPERO QUE TENHA O BOM-SENSO DE CÁ NÃO VOLTAR!!!
Estou de alma e coração com todos vocês.
Um beijinho solidário.

Pitanga Doce disse...

Assisti ao vídeo no Jornal da TVI e devo dizer que acho que a atriz deve ter passado a noite nas Caves do Vinho do Porto e só na manhã seguinte resolveu fazer "graça" em Sintra.
No Programa Saia Justa ela sempre aparece como uma mulher esotérica, que conhece várias culturas, queima incensos e outros bichos mais.

O que foi que deu na mulher??????

Maria Letra disse...

Amiga Ana,
Atitudes deste tipo, já não me surpreendem, infelizmente. Tenho visto tanta coisa do género ... Menos ainda se feitas dum modo tão de baixo nível, aproveitando, a dado momento, cobardemente, a ausência dos técnicos portugueses para dizer o que disse.
Apetecia-me perguntar-lhe como se sente sabendo que centenas e centenas de compatriotas seus, vêm para Portugal e é-lhes dada a possibilidade de trabalhar? Não terá ela vergonha de parte do que ganha como artista ser pago pela compra das telenovelas em que entra? Ou não será isso que acontece?
Portugal dá trabalho a brasileiros deixando continuar no desemprego milhares de portugueses. Uma interrogação fica no ar: Não se sentirá ela mal sabendo disso?
Não tenho outra explicação para que ela tenha feito este vídeo, senão ter sido para fazer anedota do comportamento de alguns portugueses, em casos isolados. Mas mesmo que não fossem isolados, só tinha que fazê-lo duma forma não-ofensiva, o que não foi o caso, porque fez desses cassos isolados uma generalidade inexistente. Quis provar o quê, a quem? Saíu-se muito mal.
Anulei a minha mensagem anterior exactamente porque esquecia-me de esclarecer que, naturalmente, nem todos os brasileiros pensam com um cérebro de esquilo igual ao dela e, portanto, não têm culpa nenhuma da sua ridícula manifestação de regozijo dum feito que não passa duma imbecilidade, sem qualquer qualidade.
Beijinhos.
Maria Letra

14 de Outubro de 2009 13:35

Maria Letra disse...

Ana, corrijo cassos para casos.
Obrigada.
Maria Letra

A. João Soares disse...

Querida Ana Martins

Confesso que, apesar de transcrever este post para outros blogs não estraguei o meu preciso tempo a ler o vídeo com atenção. «O humor é uma arte, mas o escárnio e mal-dizer é uma coisa muito diferente». Estas palavras de Luísa Castel-Branco antecedem as de «falta de cultura… igual à sua pobreza de espírito».
O caso merece acção diplomática, mas não mais comentários. Não há desculpas aceitáveis a não ser que venha confessar (redundantemente) que a sua vacuidade cerebral chegou a zero e a caixa craniana só lhe serve para sustentar a cabeleira que o cabeleireiro lhe prepara.

Beijos
João

Mentiroso disse...

Não se trata dum simples acaso, mas apenas duma continuidade do que já vem de longe. Esta «pétasse», como lhe chamariam os franceses, escritora de paredes de retretes, limitou-se a exteriorizar o gozo geral de que os imigrantes portugueses têm sido alvo no Brasil desse há muitas décadas. Não é uma novidade e tanto esses imigrantes como os brasileiros estão bem ao corrente. Que os jornaleiros vigaristas nos contem outras balelas, nada muda à realidade.

Isto deve-se tanto aos portugueses serem realmente atrasados como aos brasileiros não o serem menos: uns são bem dignos dos outros. É conhecido como os imigrantes portugueses são considerados nos países avançados para onde emigram. Como as pessoas nesses países são mais evoluídas, educadas, não fazem a mesma chacota que os brasileiros, apenas os considerando muito justamente como atrasados, dando-lhes esse desconto quando deles falam ou com eles tratam. Em contra-posição, como os brasileiros, ainda são mais atrasados, acham diferenças, mas não tendo a mesma evolução que nos países mais desenvolvidos, optam pelo gozo e pela chacota, característica bem conhecida dos atrasados mentais que também são.

Vistos bem os factos, não é de criticar tanto esta pobre idiota nas suas apreciações, como exposto ao início do presente comentário. Também não é de crer no seu falso arrependimento, tendo ela crescido a ouvir o que agora disse, ou seja, portanto convicta de estar em posse da verdade. Que aliás não é mentira: os portugueses são enormemente atrasados, é esta a realidade. Agora que goze a história, aliás partilhada pelo seu país, os monumentos que o Brasil não pode ter e outras coisas do género, isso sim, faz dela um animal sujo, ignorante, invejoso e desprezível, incapaz de reconhecer o atraso intangível do seu próprio povo, idêntico ao português mas num grau muitas vezes superior, na escrita e na fala dum descomunal número de iletrados.

Sobretudo, jamais creiamos no seu falso arrependimento.

Luis disse...

Amigo Mentiroso,
Não posso concordar consigo ao dizer que somos atrasados. Haverá os que são e os que não são! Em todo o mundo há povos que fazem ou tentam fazer graça com outros e disso temos vários exemplos a saber: ingleses com os escoseses, portugueses com galegos, nortenhos com os alentejanos,portugueses com brasileiros, judeus com católicos e vice-versa etc., etc.
E isso não quer dizer que os visados sejam atrasados longe disso mas que as graças são mordazes isso são!
Mas aqui ela foi longe demais demonstrando atraso, ignorância, estultícia e falta de humildade!
Daí, desculpe-me, mas não poder estar de acordo consigo.
Por onde tenho andado o português pode não ser muito letrado, na maoria dos casos, mas afirma-se pelas suas qualidades de trabalho e desembaraço amplamente reconhecidas e aqueles que têm mais habilitações até se têm distinguido nos países para onde emigraram.
A propósito hoje li no Correio da Manhã um artigo em que Miguel Sousa Tavares, que dizem estar perdido de amores por ela, vem em sua defesa alegando que as nossas reacções se devem a sermos saloios , provincianos e sei lá que mais. Por muito que se goste de alguém não se deve ser cego e muito menos agredir ainda mais quem já está ofendido e cheio de razão para assim se sentir! Ele aí é que mostrou a sua fraqueza e provincianismo perante quem nada vale!
Um abraço.

Para disse...

Espreitem um conjunto de imagens e videos cómicos sobre o assunto, muito bom mesmo, em:
http://pararir.com/maite-proenca-polemica-portugal-piadas/

Acho k se está a dar demasiado credito a uma pessoa k nao merece tal protagonismo

fikem bem

Mentiroso disse...

Deixando passar algum tempo sobre estes tristes acontecimentos, podemos reflectir e tirar algumas conclusões e lições que deveríamos aprender, mas que parece terem sido em vão.

O vídeo do programa da TV Globo mostra a aprovação geral sobre o que a «senhora» disse, o que estende o caso muito para além da sua opinião particular e confirma o que a esse propósito expus no comentário acima. É um caso que merece o desprezo, mas não o esquecimento, pois que encerra algumas verdades, ainda que estas tenham sido apresentadas de modo grosseiro e por uma estulta, que podem ferir um orgulho mal fundado e que por cá é alcunhado de auto-estima para esconder a triste realidade. Contudo, vistas as reacções, os posts e os comentários que o assunto despertou na internet em geral, não se produziu qualquer proveitosa autocrítica. As suas desculpas evidenciam bem a falta de arrependimento, o que só veio agravar o caso, a ponto de se poder dizer delas pior a emenda que o soneto. As fotos da «artista» denotam os seus princípios, mas não parece poderem agravar nem atenuar o caso.