08/10/2009

O bem e o mal!


"Os humanos têm o hábito de responder ao mal com o mal, ao ódio com o ódio, à violência com a violência, mas esta velha filosofia não pode dar bons resultados. É pelo bem que nos opomos ao mal, é pelo amor que afastamos o ódio e é pela doçura que combatemos a violência.
Todas as palavras e todos os actos de ódio podem ser comparados a uma pedra atirada ao ar: quanto mais tempo passa, menos força ela tem para subir. Pelo contrário, uma boa palavra ou um acto de bondade podem ser comparados a uma pedra atirada do alto de uma torre: com o tempo, o seu movimento e a sua força aumentam. É este o segredo do bem: é fraco no começo, mas todo-poderoso no fim. O mal, pelo contrário, é todo-poderoso no começo, mas vai enfraquecendo."

In: Omraam Mikhaël Aïvanhov

Recebido da grande amiga Mariz
Fernanda Ferreira

13 comentários:

Luis disse...

Querida NÁ,
Preciso e conciso! Quanta verdade nestas poucas palavras! Que pena haver tanta gente sem nelas refletir... Como seria diferente o nosso mundo se assim fizessem!
Um beijinho amigo.

Fernanda disse...

Querido Luís,

Esperemos que, pelo menos, algumas delas passem a reflectir, ponderar e medir a força do ódio contido em actos e palavras antes de arremessarem pedras.

Beijinhos,

Benjamina disse...

Cara Fernanda
Lindo texto e linda imagem.
E a pedra atirada ao ar ainda tem a desvantagem de poder cair em cima de quem a atirou.
Um beijo

Fernanda disse...

Olá amiga Benjamina,

Obrigada pelo comentário.

Sem dúvida, afinal todos temos telhados de vidro.

Beijinhos

Dulce disse...



Uma doce e preciosa verdade... Pena que a maior parte dos homens não a reconheça...
Beijos e bom dia.

Mariz disse...

Querida Ná!
DIxo uma sugestão:
que cada ser humano se reveja e SE RESGATE! -porque até as palavras têm um "peso" enorme!

Sinta um enorme abraço desta Caminhante que ainda erra, mas está apostada SIM, em "SER"... cada vez melhor! - tentando ainda que outros se olhem a direito" e não em viés!.... porque desses a má fé impera!

Grata por ser uma emissária desse BEM tão necessário...
Sempre....
Mariz

Mariz disse...

Errata: "Deixo"e não Dixo - problemas de teclado!

Fernanda disse...

Querida amiga Dulce,

Infelizmente é verdade sim...
É com muita pena que se constata que realmente muito pouca gente a reconhece e a ponha em prática.

Beijos

Fernanda disse...

Querida Mariz,

Sempre as suas palavras sábias e carregadas de amor.

Todos erramos, sem dúvida... mas como diz, o essencial está no facto de apostarmos em sermos SERES cada vez melhores.

Obrigada por me ter enviado este lindo ensinamento, é sempre bom tê-lo presente.
Beijos

A. João Soares disse...

Amiga Fernanda,

Um tema que deve ser muito meditado e nunca esquecido. Já que o ambiente é tema aqui muito frequente, direi que a bondade é uma semente, um fertilizante que gera agradáveis jardins floridos, primaveras de amor, de compreensão e colaboração generosa. Enquanto o ódio, a raiva, a inveja, a calúnia, são um ácido tóxico que ataca a raiz das florestas e cria o deserto, o nada.

Beijos
João

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Não podia estar mais de acordo consigo.
Com amor, bondade, tudo se consegue, tudo é possível. O ódio e todos os sentimentos menores a ele associado, levam as pessoas a menos de nada, ao vazio total.

Beijinhos

Pedro Ferreira disse...

Que texto mais lindo mãe!!!

Quem to enviou, a tua amiga Mariz, conhece-te bem, sabe como és exactamente, incrível!!!
Quem te conhece merece-te e sabe que és doce, alguém incapaz de ferir deliberadamente.

Amo-te muito por seres exactamente como és...tal e qual :))))))))

Beijos carregados de saudade.
Pedro Ferreira

Fernanda disse...

Olá Pedro!
Meu filho lindo!

É verdade sim, a Mariz teve este carinho para comigo, entre outros. Ela é um amor de pessoa, tenho a certeza que gostarás de a conhecer um dia, quem sabe??!!!

Eu também, sabes quanto.
Beijos mil
Mãe