07/04/2018

APOIO A IDOSOS NO BRASIL

Osmar Terra lança programa voltado à pessoa idosa
https://mail.google.com/mail/u/0/?tab=wm - inbox/1629cdfec632893d
06/04/2018 16:58 (GMT -3) PRNewswire

O país precisa ter políticas públicas voltadas à população de idosos, cujos problemas exigem, na maioria das vezes, soluções urgentes. Com esse objetivo, o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, lançou, nesta semana, a Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa.

"O Brasil tem que se tornar gradualmente um país que atenda essa população crescente de idosos, que tem necessidades especiais e problemas que precisam ser resolvidos urgentemente", ressalta Osmar Terra.

A estratégia tem como foco os idosos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e reunirá ações dos setores governamentais, organismos internacionais e instituições públicas e privadas.

"Essa é uma política nacional que também envolve os ministérios da Saúde, da Educação e da Cultura e precisa, agora, ter a participação do Ministério das Cidades", observa Osmar Terra.

A iniciativa conta ainda com a participação do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Qualidade de vida

De acordo com o ministro, a estratégia oferecerá mais qualidade de vida para as pessoas com mais de 60 anos, além de fortalecer a Política Nacional do Idoso. "É um caminho para trabalharmos com os municípios [e também estados] e estabelecermos uma rota [de atendimento aos idosos]."

Hoje, o Brasil tem 29,6 milhões de idosos. Desses, 6 milhões estão no Cadastro Único. Ao aderir à estratégia, assinala o ministro, estados e municípios assumem o compromisso de garantir o direito dos idosos e de desenvolver ações voltadas a essa população.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, a Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa garante que as ações voltadas aos idosos serão acompanhadas de perto pelos conselhos municipais e pela sociedade.

O monitoramento da execução da política pública fará com que os municípios elaborem diagnósticos sobre os idosos e planos para posterior aprovação pelas câmaras de vereadores, a fim de que possam ser transformadas em lei para sanção pelos prefeitos. A partir disso, as ações começam a ser efetivadas.

O município de Ponte Nova, em Minas Gerais, foi o primeiro a assinar a adesão à Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa. A cidade desenvolveu o projeto piloto da estratégia nacional, em parceria com o MDS e a Universidade Federal de Viçosa.

Standard Comunicação
Contato: (21) 9.7263.6617
FONTE Osmar Terra

31/03/2018

VOLTAIRE E OS DOIS TIPOS DE LADRÕES

Voltaire e os 2 tipos de ladrões
 Na vida, existem 2 tipos de ladrões;
 1-O ladrão comum: é aquele que rouba o seu dinheiro, sua carteira, relógio, telefone, etc.
 2-O ladrão político: é aquele que rouba o seu futuro, seus sonhos, seu conhecimento, seu salário, sua educação, sua saúde, sua força, seu sorriso, etc.

 Uma grande diferença entre estes dois tipos de ladrões, é que o ladrão comum escolhe-o para roubar os seus bens enquanto o ladrão político é você que o escolhe para ele o roubar. E a outra grande diferença, não menos importante, é que o ladrão comum é procurado pela polícia enquanto o ladrão político é geralmente protegido por um comboio policial. Pense antes de escolher o seu ladrão, da próxima vez ...

11/03/2018

VALORES CÍVICOS

VALORES a respeitar por cidadãos e por governantes

1. A ética, como base;
2. A integridade;
3. A responsabilidade;
4. O respeito às leis e aos regulamentos;
5. O respeito pelos direitos dos outros cidadãos;
6. O amor ao trabalho;
7. O esforço pela poupança e pelo investimento;
8. O desejo de superação;
9. A pontualidade.

Deve haver preocupação em melhorar a sociedade, os cidadãos… pela educação e pelos exemplos que devem vir de cima.

Devem ser meditados os bons conselhos como este do pensador e chefe religioso MRTIN LUTHER KING:
«O que é mais preocupante não é o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem ética. O que é mais preocupante é o SILÊNCIO DOS QUE SÃO BONS».

05/03/2018

TERCEIRA IDADE. NÃO RECEIE

No que respeita a caducidade das chamadas “Pessoas da Terceira Idade”, os Geriatras explicam que é uma etapa da vida que varia conforme a cultura e desenvolvimento da sociedade em que tais pessoas vivem.

Por exemplo, em países classificados como «em vias de desenvolvimento», alguém é considerado da "Terceira Idade" a partir dos 60 anos. No entanto a Geriátrica ou Geriatria, ramo da medicina que foca o estudo, a prevenção e as principais ocorrências na pessoa idosa, considera que somente após alcançar 75 anos a pessoa é considerada de "Terceira Idade".

Nessa idade as pessoas têm habilidades regenerativas limitadas. As mudanças físicas e emocionais expõem a perigo a qualidade de vida dos idosos.

O Geriatra Alemão Dr. Michael Ramscar considera que:

" Afinal, os cérebros das pessoas mais velhas são lentos só porque elas sabem muito.

As pessoas não declinam mentalmente com a idade.

Os cientistas acreditam que elas apenas têm mesmo mais tempo para recordar factos e acumulam muito mais informações nos seus cérebros.

Muito parecido com o que acontece nos discos rígidos dos computadores quando ficam cheios, dificultando assim o tempo de acesso às informações pretendidas.

Os investigadores dizem que esta desaceleração não é o mesmo que o declínio cognitivo.

O cérebro humano funciona mais lentamente na velhice, disse o Dr. Michael Ramscar, mas apenas porque temos armazenadas mais informações. Com o tempo, o cérebro de pessoas mais velhas não fica mais fraco. Pelo contrário, elas simplesmente sabem mais.

Mesmo quando as pessoas mais velhas se esquecem do que iam fazer na outra dependência da casa, esse não é um problema de memória mas apenas uma forma da Natureza as obrigar a fazer mais exercício físico"...