09/08/2020

SINDROMA DE NOÉ

(Recebido por e-mail, sem indicaçãode autor)

Na actual legislação portuguesa quem tem um animal de companhia este é considerado adoptado.
Mas se um filho tomar conta de seu Pai ou Mãe ou de ambos, por incapacidade destes, é considerado um CUIDADOR INFORMAL dos mesmos.

SÍNDROMA DE NOÉ - DEMAGOGIA É ISTO SEM TIRAR NEM PÔR
“Síndroma de Noé”
É o nome que os psiquiatras lhe dão.
É a pandemia do século XXI.
Desconhece latitudes.
Dormem com eles na cama, beijam-nos na boca e comem do mesmo prato... O amor incondicional aos animais domésticos, quase exclusivamente dirigido aos cães e aos gatos,está a alterar os comportamentos de uma forma, que já levou o Papa Francisco a censurá-los com palavras ásperas...
As multinacionais do “bem estar animal”, sejam as que produzem as rações ou as que vendem os champôs e a parafrenália toda, esfregam as mãos de contentes, com o tilintar das caixas registadoras.
Perdeu-se completamente a noção das prioridades.
Um velho caído no chão deixa-os completamente indiferentes...
Um gato que subiu a uma árvore, mobiliza uma multidão para o salvar...
Num bairro de barracas onde sobrevivem crianças, com esgotos a céu aberto, voltam a cara para lado…
Um canil com más condições, provoca manifestações de protesto com ameaças e agressões…
Um lar de idosos onde os velhos morrem de Covid, é notícia de rodapé nas TVs e breves comentários nas redes sociais…
Um cão perigoso que matou uma criança, desperta no Facebook campanhas lancinantes e histéricas de solidariedade para o salvar do abate...
Em cada aldeia, vila ou cidade “nascem” associações de protecção de gatinhos e cãezinhos, na mesma proporção em que fecham lares de idosos, por não haver interessados para tratar dos avós...
Repetem até à exaustão as frases mais estúpidas:
“quanto mais conheço os homens mais gosto dos animais”...
“choro a morte do meu cão como não chorei a da minha família
“Os velhos podem ir pedir ajuda à Segurança Social, os cães não…”
Ainda ontem as TVs mostraram os protestos e a recolha de “bens” em todo o país..
As multinacionais da alimentação animal, “criam” e financiam partidos e associações, promovem campanhas, fazem publicidades milionárias, obtêm milhões de lucro, aproveitando-se da ingenuidade, da candura, da boa fé das pessoas e desta cultura animalista doentia...
O Facebook está inundado de “pedidos de ajuda” para cães e gatos, canis e gatis, que enchem os cofres das multinacionais, aproveitando-se da tontice destes incautos “amiguinhos dos animais”, mas muito distraídos em ajudar os humanos que lhes deram vida...
Grupos violentos com nomes como “Ira”, propõem-se invadir propriedades e atacar pessoas, se os canis dos animais - que já não podem ser abatidos pela lei estúpida aprovada na AR em 2016 - não tiverem ar condicionado e paredes almofadadas…

27/07/2020

O TEMPO NÃO PODE SER TRAVADO

(De autor não identificado)

Recebido por email com a anotação de que é um texto muito velho, mas sempre actual



Para reflectir. 

O tempo não pode ser travado; a vida é uma tarefa a ser feita e que levamos para casa. 

Quando olhamos, já são 18 horas. 
Quando olhamos, é já sexta-feira. 
Quando olhamos, já terminou o mês. 
Quando olhamos, já terminou um ano. 
Quando olhamos, já passaram 50 ou 60 anos. 
Quando olhamos, damo-nos conta de ter perdido um amigo. Quando olhamos, o amor da nossa vida partiu e damo-nos conta de que é tarde para voltar atrás... 

Não pare de fazer alguma coisa que lhe dê prazer, por falta de tempo, não pare de ter alguém ao seu lado, ou de ter prazer na solidão. 

 Porque os seus filhos subitamente não serão mais seus e, deverá fazer alguma coisa com o tempo que sobrar...(Muitos meses ou anos). 

Tente eliminar o “depois” da sua linguagem... 
Depois ligo... 
Depois faço... 
Depois falo... 
Depois mudo... 
Penso nisso depois... 

Deixamos tudo para depois, como se o depois fosse melhor, porque não entendemos que: 

Depois, o café arrefece... 
Depois, a prioridade muda... 
Depois, o encanto se perde... 
Depois, o cedo se transforma em tarde... 
Depois, a melancolia passa... 
Depois, as coisas mudam... 
Depois, os filhos crescem... 
Depois, a gente envelhece... 
Depois, as promessas são esquecidas... 
Depois, o dia fica noite... 
Depois, a vida acaba... 
 Não deixe nada para depois! 

 Na espera do depois podem-se perder os melhores momentos, as melhores experiências, os melhores amigos , os melhores amores ...  
Lembre-se que o depois pode ser tarde. 
O dia é hoje, não estamos mais em idade de procrastinar. 

Talvez tenha tempo de ler e compartilhar esta mensagem ou deixar para...”depois” 

 Passe aos seus melhores amigos; não depois....Agora !