20/06/2020

PRONTA RESPOSTA

Tal como recebi de um amigo ligado aos técnicos da saúde por amizades e gratidão pelo muito que lhes deve.

Eis a merecida resposta ao brilharete do senhor PM!

Que falta de senso, de consideração pelo esforço de todo um conjunto de profissionais laborando na área da Saúde, correndo riscos acima do normal - médicos, enfermeiros, técnicos de várias especialidades, auxiliares, técnicos de ambulância do INEM – os primeiros na linha da frente no combate ao Covid-19! 

Realmente eles não precisam de palmas! Precisam é do respeito e da estima de todos nós pelo sacrifício e dedicação ao trabalho que desenvolvem, por vezes arredados, dias e dias, de suas Famílias.

15/06/2020

REVOLUÇÃO RACISTA

Revolução racista
Por Maria Vieira

"A HBO retirou o filme "E Tudo o Vento Levou" (um dos filmes mais premiados de Hollywood) do seu catálogo nos Estados Unidos e a NETFLIX, assim como todas as plataformas de "Streaming" do Reino Unido, baniram uma das mais geniais "Sit-Coms" de sempre, exibidas pela BBC - "Little Britain"!

A razão apresentada para a remoção dessas duas obras da arte cinematográfica e da comédia televisiva foi a mesma em ambos os casos: a PORCARIA do RACISMO!!!

Estou farta de ouvir falar no racismo! Estou farta de ver a história ser adulterada, ultrajada e apagada por ideologias marxistas, globalistas, multiculturalistas e divisionistas!

Estou farta de ver gente que sofre de complexos de inferioridade, gente que vem maioritariamente de países sub-desenvolvidos, falidos e arruinados, a tentarem apoderar-se de nações onde nem sequer nasceram, com a passividade e a complacência daqueles que deveriam defender a sua pátria, o seu povo, a sua cultura e os seus costumes!

Estou farta de assistir ao desmoronamento da civilização ocidental que se está a transformar naquela mesma sociedade totalitária, prevista por George Orwell no seu livro - "1984"!!!

Pelo amor de Deus: a actriz - Hattie Mcdaniel - foi a primeira actriz negra a receber um Óscar pelo seu magnífico desempenho em "E Tudo o Vento Levou"! Onde é que está a porcaria do racismo, no reconhecimento da competência e do talento dessa mulher???

E perante esta afronta, perante esta censura descarada e perante este crime de lesa-arte, onde estão os protestos dos agentes culturais, dos meus colegas actores e de todos os artistas da Esquerda-Fofinha que passam a vida a acusar o presidente do Brasil de censura, quando na realidade ele nada censurou e nada censura e apenas se recusa a financiar com dinheiro público, todo o lixo pseudo-artístico que antes sustentava uma cambada de incompetentes, de canastrões e de parasitas de toda a espécie e feitio!

É hora de nos erguermos. É hora de lutarmos pela nossa terra, pelo nosso povo, pela nossa cultura, pelos nossos costumes e pela nossa civilização.

É hora de sermos bravos antes que de nós façam escravos..."

13/06/2020

CONDENAR ACTOS DE VANDALISMO

Catarina Furtado expressa a sua revolta com atos de vandalismo racistas
12/06/20 23:47 ‧ Por Rita Alves Correia

A apresentadora escreveu um longo texto nas redes sociais.



 © Global Imagens

Com as manifestações e protestos anti-racismo que se fazem têm marcado a atualidade em Portugal, assim como em todo o mundo, fizeram-se também notar reações contraditórias que dão força a movimentos discriminatórios. Perante isto, Catarina Furtado fez uso das redes sociais para dar voz à sua revolta.

Na noite desta sexta-feira, a apresentadora da RTP recordou uma imagem na qual aparece um bebé refugiado - um registo captado durante uma viagem ao campo de refugiados de Moria, na ilha de Lesbos, na Grécia. A esta fotografia, junta-se uma outra, de um ato de vandalismo em Portugal.

"Estou a expor a criança deliberadamente. Os pais deixaram. As fotografias seguintes são de actos praticados esta madrugada em lugares como Sacavem, Odivelas, Loures. O meu golpe é baixo! Usar este bebé refugiado para combater a maldade, a violência, a ignorância de quem escreve frases como estas e fica com um séquito de ratos enfeitiçados pela flauta dos movimentos de extrema direita que querem hipnotizar o povo para depois derrubar a democracia", começou por escrever na legenda da publicação.

E continuou: "E os cobardes que ainda dizem, a boca cheia, que o racismo não existe? Pois não, tudo pertence ao mundo onde eu de vez em quando mergulho, o da ficção!! O pior é que estes últimos tempos da minha vida foram dedicados a OUVIR pessoas, reais, que fugiram à guerra, à opressão, à violência, à fome e só querem trabalhar, estudar, viver em PAZ".

Catarina Furtado referiu ainda que a imagem pertence a uma reportagem realizada para o programa 'Príncipes do Nada', da RTP: "Palavra que esta gente que consegue escrever estás palavras de ÓDIO não conhece. Os refugiados e migrantes que entrevistei para o meu programa 'Príncipes do Nada' dão as respostas que precisamos para que possamos estar tod@s do mesmo lado da barricada! Quem está?"

COMENTÁRIO:

Não devemos destruir algo de que não gostamos. É conveniente ser tolerante, compreensivo e preparar um futuro melhor com respeito pelos outros que queiram colaborar na construção de uma sociedade mais justa e mais solidária e harmoniosa sem ódios nem violências.
Os grandes monumentos que são atracção de turistas foram construídos no passado e têm sido mantidos em bom estado pela dedicação de gerações posteriores. As raízes, as origens e os alicerces da civilização devem ser respeitados e devemos retirar dos nossos antepassados as melhores lições ara gerirmos o presente e prepararmos o futuro.
É certo que as boas inovações são necessárias, mas há que evitar destruir aquilo que foi feito de bom pelos nossos avós. A sociedade actual, sob a pressão de imaturos pouco esclarecidos, está a entrar em degradação e requer esforços de pessoas boas, inteligentes e solidárias para a boa formação e educação dos cidadãos de amanhã e cabe aos mais notáveis, com maior visibilidade, o melhor esforço nesse sentido. Nesse aspecto, a notável Catarina Furtado Furtado, entre outras pessoas, está a dar passos inteligentes e solidários para um melhor futuro de Portugal ao expressar a sua revolta contra «actos de vandalismo racistas». Os meus agradecimentos de cidadão respeitador e desejoso de um futuro risonho. Para as novas gerações. Já hoje manifestei esta minha ideia em duas mensagens no Facebook.
A Comunicação social e as páginas da Internet devem ser utilizadas nesta acção didáctica.

ESCUTISMO PRESERVA MEMÓRIA DO SEU FUNDADOR

Escutismo português solidário com preservação da memória do seu fundador
13/06/20 06:23 ‧ Por Lusa

A Federação Escutista de Portugal (FEP) está solidária com os escuteiros do Reino Unido pela "preservação da memória" do fundador do escutismo, cuja estátua vai ser removida temporariamente por ser um potencial alvo de manifestantes antirracismo naquele país.


© Getty

Em comunicado, a FEP, que é composta pelo Corpo Nacional de Escutas e Associação dos Escoteiros de Portugal (AEP), expressou a "solidariedade" com os "irmãos escutas" do Reino Unido na "preservação da memória" do fundador, Robert Baden-Powell.

A união dos municípios de Bournemouth, Christchurch and Poole, no Reino Unido, decidiu na quarta-feira à noite remover temporariamente a estátua do fundador do escutismo, Robert Baden-Powell, após ter sido identificada numa lista de potenciais alvos de manifestantes antirracismo.

Os protestos antirracistas no Reino Unido foram desencadeados pela morte de George Floyd, um afro-americano de 46 anos, em 25 de maio, em Minneapolis (Minnesota), depois de um polícia branco lhe ter pressionado o pescoço com um joelho durante cerca de oito minutos numa operação de detenção, apesar de Floyd dizer que não conseguia respirar.

A FEP partilhou ainda o comunicado da Organização Mundial do Movimento Escutista (OMME) que garante estar a acompanhar "as notícias da possível remoção da estátua" de Robert Baden-Powell, de Poole Quay em Dorset.

A organização The Scout Association, membra do OMME no Reino Unido, está a "discutir o assunto com o conselho da cidade local", acrescenta ainda o comunicado.

"Como fundador do Movimento Escutista Mundial, Baden-Powell, nascido em 1857, inspirou a criação de um movimento que cresce há mais de 113 anos que capacita centenas de milhões de jovens em todo o mundo. Baden-Powell viveu numa era diferente e dentro de realidades diferentes. Hoje, o Movimento que ele fundou inclui mais de 54 milhões de escuteiros em 224 países e territórios, promovendo a tolerância e solidariedade em todo o mundo", destaca a nota.

A OMME salienta ainda que irá continuar "a trabalhar em estreita colaboração com a Associação Escutista do Reino Unido, reconhecendo o valor histórico e o simbolismo que os escuteiros de todo o mundo atribuem ao local de nascimento do Movimento Escutista".

O comunicado da FEP realça que em Portugal, as duas associações têm um efetivo de mais de 75 mil elementos, e que contribuem "para a formação integral da juventude e procurando fazer destas crianças e jovens adultos honrados, cooperativos e com valores para serem cidadãos que contribuem para uma sociedade melhor e mais interventiva"

Leia Também:
EUA: Estátuas de Cristóvão Colombo estão a ser vandalizadas e derrubadas
https://www.noticiasaominuto.com/mundo/1506569/eua-estatuas-de-cristovao-colombo-estao-a-ser-vandalizadas-e-derrubadas

COMENTÁRIO:

Devemos honrar as nossas origens, as nossas raízes. O Mundo hoje não seria tão bom como é se não tivesse havido pessoas tão boas e generosas para a humanidade e a pensarem num futuro melhor para os seus vindouros. Imperfeições sempre houve mas a glória deve ser contemplada. E os valores dos heróis das nossas estátuas e outros monumentos foram considerados pelas gerações posteriores. Não devemos permitir que, agora, haja vândalos que as queiram destruir, talvez por inveja por não virem a merecer tais recompensas póstumas.

GOVERNANTES DEVEM PROTEGER OS MAIS VULNERÁVEIS

Miley Cyrus pede que governantes protejam os mais vulneráveis na Europa

 13/06/20 06:30 ‧ Por Lusa

A cantora Miley Cyrus publicou na sexta-feira uma série de mensagens no Twitter dirigidas ao presidente do Governo espanhol, Pedro Sanchez, e ao primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, a pedir que estes protejam a população mais vulnerável da pandemia.


© REUTERS/Idris

"Espanha, vocês uniram-se em solidariedade com o 'Black Lives Matter' [vidas negras importam] com os Estados Unidos. Temos que seguir juntos contra a covid-19 e o grande impacto nas comunidades mais desfavorecidas, especialmente entre as pessoas de cor. Por favor, unam-se", escreveu a cantora norte-americana na rede social Twitter, numa mensagem onde mencionou Pedro Sanchez.

Miley Cyrus também se dirigiu aos líderes dos governos da Irlanda e da Holanda, com mensagens semelhantes, assinalando a ligação entre as desigualdades raciais e o acesso aos serviços de saúde, segundo noticia a agência Efe.

A autora de temas conhecidos como o 'Wrecking Ball' promoveu a iniciativa da Global Citizen Foundation, que pede aos líderes europeus que garantam acesso igual ao tratamento médico para todos os habitantes.

A Global Citizen organizou em abril o megaconcerto solidário 'Um mundo: juntos em casa', juntamente com a Organização Mundial da Saúde, conseguindo recolher 127 milhões de dólares (112 milhões de euros) para combater a pandemia de covid-19.

Spain, you united in solidarity with Black Lives Matter in the US. We must keep standing together to tackle #COVID19 and its disproportionate impact on marginalized communities, especially communities of color. Please join us, PM

A iniciativa juntou mais de uma centena de artistas internacionais, como Rolling Stones, Jennifer López, Paul McCartney, Maluma e Stevie Wonder, que participaram a partir das suas casas em mais de oito horas de música ao vivo, tendo Lady Gaga como embaixadora.

Durante a transmissão, através de televisões e redes sociais em todo o mundo, participaram ainda personalidades como o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, ou as ex-primeiras-damas dos Estados Unidos da América, Michelle Obama e Laura Bush, e ainda Bill e Melinda Gates, entre outras figuras públicas.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 423 mil mortos e infetou mais de 7,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (114.065) e mais casos de infeção confirmados (mais de dois milhões).

Seguem-se o Brasil (41.828 mortes, mais de 828 mil casos), Reino Unido (41.481 mortos, quase 293 mil casos), a Itália (34.223 mortos, mais de 236 mil casos), a França (29.374 mortos, mais de 192 mil casos) e a Espanha (27.136 mortos, quase 242 mil casos).

A Rússia, que contabiliza 6.705 mortos, é o terceiro país do mundo em número de infetados, depois dos EUA e do Brasil, com mais de 510 mil.

COMENTÁRIO:

As pessoas, com mais notoriedade na Comunicação Social Têm muita influência na opinião dos jovens, os responsáveis e interessados no melhor futuro da Humanidade e, por isso devem usar a sua boa opinião para melhorar o futuro de todos no melhor sentido e opor-se à onda de degradação social de que vimos sofrendo.

28/05/2020

CONVÍVIO DAS QUINTAS - MEMÓRIA

Continuando as limitações do restaurante habitual, o organizador teve dificuldade de realizar o tradicional convívio das quintas. Para refrescar a memória e matar saudades dos Amigos, coloco aqui imagens antigas, de 09-08-2018.

27/05/2020

CONVÍVIO DAS TERÇAS 200526

Parabéns a estes AMIGOS que são sempre jovens, apesar da experiência que têm acumulada. E cumprimentos especiais ao jovem que aparece em duas fotos depois de semanas de ausência. O afecto da AMIZADE constitui o principal factor de felicidade, que se sobrepões a qualquer atributo material. Desejo que possam repetir este acto «religioso» durante muitas terças-feiras, para o que tenham a melhor saúde e boa disposição. Que a sorte vos proteja.

06/04/2020

HAJA PAZ, SEGURANÇA E SAÚDE

Actualmente, para haver PAZ, SEGURANÇA e SAÚDE, é indispensável, a nível global:

- Evitar conflitos armados, 

- Praticar negociações construtivas, a qualquer nível, 

- Fazer coordenação política e tomar medidas anti-crise, entre muitos países, 

- Proceder a negociações económicas para equilibrar os mercados.

02/04/2020

OPTIMISMO OU PESSIMISMO ?

Optimismo ou pessimismo? Ontem à noite, ouvi uma idosa a despedir-se de outro idoso dizendo «até amanhã, será mais um dia até que…». Achei que isto é um pessimismo muito doentio. O ambiente em que estamos a viver é realmente muito degradante das mentalidades mais débeis e o pessimismo nada traz de bom. Gostaria que a senhora dissesse que se sentia feliz por completar mais um dia de vida e esperar que amanhã fosse melhor.

 Na vida real será bom que se avalie cada circunstância com sensatez, isto é, moderação. Se o pessimismo pode ser origem de azares, acidentes e erros graves, também o optimismo exagerado pode trazer grave inconvenientes. Já soube de casos em que a esperança num grande prémio de jogos de sorte (ou azar) levou pessoas com posses à falência repetição de grandes investimentos improdutivos.

 Mas quem tem poderes de decisão na administração de empresas ou de instituições públicas, como o governo, deve materializar o optimismo em planos estratégicos, bem elaborados com base em estudos bem elaborados, por forma a preparar um futuro promissor. Isso representa esperança e optimismo sensatos. Uma abertura de espírito acerca das realidades da vida prepara as pessoas para aceitar qualquer percalço e procurar as melhores soluções, com esperança de os ultrapassar e evitar a repetição das causas para evitar que voltem a acontecer, a fim de o amanhã poder ser mais radioso. Ficar a chorar um mau caso nada resolve e atrofia as energias necessárias para uma vida mais auspiciosa. É mais conveniente acreditar que, enquanto há vida, há remédio.

Isso não evita o termo da vida, mas esse não depende de nós, competindo-nos a responsabilidade de controlarmos sem exageros o nosso dia-a-dia que por norma tem altos e baixos, mas é nessa montanha de montes e vales que temos que conduzir. Como disse o General Eanes, na sua entrevista, «o medo é razoável, mas é da nossa obrigação ultrapassá-lo». Em vez do medo, deve haver algum receio e tomar medidas para enfrentar e vencer as situações difíceis.

Temos que enfrentar os problemas como a actual pandemia, de forma sensata e solidária, porque só nós colectivamente, para nosso bem e dos outros, podemos encontrar soluções para responder à crise se pensarmos com humildade e com corresponsabilidade, evitando ser contagiados e ter comportamentos que possam prejudicar os outros. Não devemos perder tempo com o nosso ego caprichos e interesses pessoais. Está em jogo a colectividade em que estamos inseridos. E desta forma a pandemia pode constituir um importante factor de solidariedade, gerando um mundo melhor, acabando com o egoísmo focado no próprio umbigo e reforçando laços de solidariedade para bem de todos em geral. A quarentena que obriga as famílias a fecharem-se e vivendo mais intensamente entre si, tem por finalidade evitar infectar os outros, isto é, procurar benefício colectivo para toda a sociedade, evitando o aumento de casos do novo coronavírus. Desejo que esta quarentena não nos escravize por mito mais tempo. Para isso, sigamos os conselhos que têm sido difundidos.

30/03/2020

PERIGO DAS RADIAÇÕES ELECTROMAGNÉTICAS

Perigo das radiações electromagnéticas

O perigo das radiações electromagnéticas para a saúde tem sido alvo de preocupações desde há muitos anos, mas a ambição de progresso e de facilidades em muitos trabalhos e comodidades na vida tem levado as pessoas a esquecer ou menorizar a preocupação com tal perigo. O aparecimento da actual pandemia do Covid-19 estimulou cientistas de elevada craveira e preocupação humana a salientar tais riscos.

Uma das conclusões é que a própria natureza reage ao excesso de radiações electromagnéticas, não só agora como desde há mais de um século com a pneumónica em 1918, quando se iniciou em força a electrificação de cidades e até aldeias. Depois vieram epidemias de «gripes» no fim da II Guerra Mundial quando passaram a ser instalados inúmeros radares por todo o lado. Agora o «5 G» gerou o vício de inovações sem fios, com produção ilimitada de radiações e na cidade chinesa de Wuhan que é a mais recheada de sensores, comandos, controladores, etc. todos sem fios e geradores de radiações, surgiu o Covid-19, fruto certamente de infecções de células vivas por forças do Cinturão de Van Allen, defensor do ambiente que contém a Terra e outros astros do sistema solar.

Há pouco, ao passar por um túnel comprido que me trouxe do quarto a esta sala, passei por várias portas automáticas que se abriam à minha passagem e por lâmpadas que se acendiam e depois se apagavam, tudo isso por comando de sensores a funcionar com radiações electromagnéticas. Portanto é um espaço com concentração de radiações que, como é sabido, são lesivas das células biológicas. Também, ao entrar no urinol, a luz acendeu-se automaticamente e apagou-se quando deixei de estar em movimento e reacendeu quando mexi um braço.

E convém que pensemos que o telemóvel que temos no bolso funciona por radiações e está em condições de receber chamadas de qualquer parte do Globo. Assim como a TV pode ser sintonizada para dezenas emissores, tal como o rádio sem fios. Tenho viajado num carro que quando arranca ou manobra para estacionar dá sinal quando os sensores mostram proximidade de outros carros ou paredes. Enfim a atmosfera que respiramos está excessivamente povoada por radiações que são inimigos das nossas células, da nossa vida.

Como parar estes nossos exageros? Como evitar que continuemos a aceitar o caminho para o fim da humanidade?

03/02/2020

DÍVIDA PÚBLICA AUMENTOU

Dívida pública aumentou quase 600 milhões em 2019

A dívida pública portuguesa totalizou 249 143 milhões de euros em dezembro de 2019, um valor 597 milhões de euros superior ao registado em 2018.

Os dados divulgados esta segunda-feira pelo Banco de Portugal indicam que no último mês de 2019 houve uma redução da dívida pública (comparando com os 251 126 milhões de euros registados em novembro), mas essa descida não foi suficiente para evitar um aumento face ao total do ano anterior.

A possibilidade de haver uma redução da dívida pública em 2019 havia sido adiantada no início do mês de janeiro pelo ministro Mário Centeno, aquando do debate do Orçamento do Estado para 2020, na Assembleia da República. "Dentro em breve, poderemos vir a saber que em 2019 a dívida pública portuguesa já terá baixado em termos nominais. Estamos à espera de uma boa notícia”, disse na altura. Esse cenário, porém, não se veio a confirmar.

Apesar desta subida, o peso da dívida pública no PIB português tem vindo a cair nos últimos dois anos, fixando-se nos 120,5% no terceiro trimestre de 2019. O objetivo do Governo passa por fechar 2019 com uma dívida pública a refletir 118,9% do PIB, valor ainda a confirmar.

Comment: Expliquem à gente o destino que é dado a todo o muito dinheiro que nos é sacado em impostos e em taxas e taxinhas que têm aumentado de forma assustadora, sem vermos obra pública e de interesse para o crescimento do património e para melhoria das condições de vida da generalidade dos portugueses e, principalmente, dos mais sacrificados.

29/01/2020

AVISO. PERIGO DE RADIAÇÃO ELECTROMAGNÉTICA

Aviso. Perigo de radiação electromagnética

Venho com notícias preocupantes sobre os nossos aparelhos favoritos: telefones celulares, tabletes, WI-FI, etc

. Para o dizer abertamente, estão lesando as células vivas nos nossos corpos e matando muitos de nós antes de tempo.

Sou o Dr Martin Blank, do Departamento de Fisiologia Biofísica Celular da Universidade de Colúmbia.

Isto é angustioso para mim, e para mais de 160 colegas, que hoje estamos pedindo às Nações Unidas que abordem este problema.

Somos cientistas e engenheiros, e estou aqui para lhes dizer que criámos algo que nos está a fazer mal e que está fora de controle.

Antes da pequena bomba de Edison havia muito pouca radiação electromagnética à nossa volta. Os níveis de hoje em dia são muitas vezes superiores aos níveis de fundo naturais e estão crescendo rapidamente devido a todos os novos dispositivos que emitem esta radiação.

Um exemplo que muitos de nós temos nos nossos bolsos nestes momentos é o telefone celular.

Um estudo mostra que à medida que o uso do telefone celular se tem estendido amplamente, a incidência de cancro cerebral mortal em pessoas mais jovens tem mais do que triplicado.

Estamos a colocar antenas celulares em edifícios de vivendas, e nos telhados de hospitais, onde as pessoas estão a tratar-se para se curarem.

Contadores de serviços sem fios (contadores inteligentes) e antenas de rádio, estão cobrindo os nossos bairros com radiação.

É particularmente alarmante que a radiação da nossa tecnologia das telecomunicações e de linhas eléctricas estão lesando o ADN nas nossas células.

Para muitos biólogos é claro que isto pode ter que ver com o crescimento das taxas de cancro.

As futuras gerações – os nossos descendentes - estão em risco.

Estes biólogos e cientistas estão sendo ouvidos nos comités que estabelecem as normas de segurança.

Os factos biológicos estão sendo ignorados e, como resultado, os limites de segurança são demasiado altos. Não são protectores. Uma maior protecção, provavelmente seria o resultado da divulgação completa dos possíveis conflitos de interesses entre reguladores e a indústria.

O aumento da exposição à radiação electromagnética é um problema global.

A Organização Mundial de Saúde e organismos internacionais de normalização não estão actuando para proteger a saúde e o bem-estar públicos.

As normas de exposição internacionais para os campos electromagnéticos devem fortalecer-se para reflectir a realidade do seu impacto nos nossos corpos e, em particular, no nosso ADN.

Realmente, ainda estamos em meio de uma grande transformação tecnológica, o momento de fazer frente aos efeitos biológicos e prejudiciais para a saúde tem sido atrasado, desde há muito tempo.

Estamos realmente a ser parte de uma grande experiência biológica sem nosso consentimento informado.

Para proteger os nossos descendentes, a nós mesmos e ao nosso ecossistema há que reduzir a exposição mediante o estabelecimento de directrizes de maior protecção.

Assim, hoje, cientistas de todo o mundo apresentamos um apelo às Nações Unidas, seus Estados Membros e à Organização Mundial de Saúde, para que proporcionem directivas para lidar com esta crise emergente de saúde pública.

20/01/2020

JAPÃO É EXEMPLO DE ÉTICA

O Japão é incrível por inúmeras razões

Mas a minha parte favorita pode ser resumida em três palavras:
Consideração pelos outros.

No Japão, as pessoas agem com os outros em mente, ao invés de pensar apenas em si mesmas.
Por exemplo, algo simples, como deixar as pessoas passarem na escada rolante.
Em outros países, você pode fazer placas e as pessoas continuarão não obedecendo.
No Japão, todo o mundo faz automaticamente a coisa certa para tornar a vida mais fácil para todos os outros. E é assim com tudo.
Você pode cochilar num metro lotado, porque as pessoas estão quietas.
Você pode desfrutar de ruas limpas porque as pessoas não sujam.
Você pode se sentir como uma realeza porque as pessoas irão atendê-lo com um sorriso e reverência.
A cultura do respeito cria uma atmosfera incrivelmente segura que leva a milagres modernos.
Num café movimentado, você pode deixar o seu telefone ou laptop e não será roubado.
Você pode estacionar a sua bicicleta lá fora, e ela continuará lá quando você voltar. Mesmo que alguém possa sair com ela, no Japão, isso simplesmente não acontece.
Você pode até encontrar motos na rua com as chaves na ignição.
Quando você cultiva uma sociedade onde as pessoas estão conscientes dos outros, a vida é melhor para todos.
É uma lição que o resto do mundo pode aprender com o Japão.