30/04/2017

RESPEITAR E APOIAR OS IDOSOS

Os idosos não precisam apenas de comer e dormir
(Publicado em O DIABO de 21 de Março de 2017)

Os idosos, principalmente quando são mendigos ou sem abrigo, não deixam de ser pessoas a merecer respeito pelos seus direitos humanos. Os apoios sociais têm desenvolvido uma actividade meritória, mesmo que ainda incipiente, no apoio material, dando comida e, por vezes, abrigo aos mais desprotegidos. Mas os idosos, mesmo os menos carentes, não precisam apenas de comer e dormir. Precisam também de ser ajudados a manter activo o seu lado espiritual, psíquico, através de ocupação cultural, de curiosidade pelo que se passa, de transmissão do seu saber acumulado durante a vida e até de fazer algo de útil, em trabalhos de lavores, de pinturas, de artesanato, de bricolage, de arte musical, etc. Esse apoio, devidamente orientado, contribuirá para manter activos os sentimentos, afectos, amizade e sentido de utilidade. Isso e a realização de contactos entre os residentes em lares e alunos de escolas poderá contribuir, pela transmissão do saber sedimentado pela idade, para ajudar estes jovens a serem mais conscientes e felizes num mundo com mais ética e civismo e a ter comportamentos sociais mais correctos e com flexibilidade para se adaptarem às condições sempre mutáveis da sociedade. Um lar bem organizado deverá ter algumas semelhanças com uma academia para séniores, com base no voluntariado.

Os dirigentes este tipo de instituições devem ter sensibilidade e humanismo para obterem os melhores resultados e serem, por isso, convenientemente respeitados e valorizados.

Recordo que o Secretário-Geral das Nações Unidas, em 26 de Fevereiro, disse que o "desrespeito pelos direitos humanos é uma doença" que se está a espalhar pelo mundo e sublinhou que, para atalhar a um tal perigo desta epidemia social, a "prevenção deve ser a prioridade". E para cimentar a convicção de que é preciso praticar activamente o respeito pelos direitos humanos, deverá, sem demora, ser respeitado o conceito de que as pessoas, além do corpo, têm uma alma que precisa de ser apoiada. E uma situação psíquica equilibrada ajuda a viver mais e melhor.

É certo que, num lar de idosos, há pessoas que já são pouco ou nada receptivas a apoio psíquico ou cultural, mas as que ainda possuem ligação com as outras deverão sentir-se melhor com estas ajudas, do que se estiverem paralisadas em frente da TV de que não tiram benefício significativo. Talvez seja preferível que olhem para os trabalhos artísticos e os lavores feitos por colegas e que olhem para os seus exercícios de dança, de ginástica, de ensaios corais, de leitura de poesias, etc.

Por outro lado, os trabalhos realizados podem ser objecto de exposição ao público, com fundo musical de alguns cantos, dança, fotografias, etc. que contribuirá para realçar a imagem do lar de idosos que levar a cabo essa actividade e, ao mesmo tempo, para divulgar a «prioridade» a que se referiu o engenheiro António Guterres. Esses trabalhos também podem ser vendidos, se os autores estiverem de acordo, e o resultado da venta ser destinado a melhoria das suas vidas ou a outro fim de beneficência.

Se a ociosidade é mãe de todos os vícios, as pessoas, dentro das suas possibilidades e energia disponível, devem evitar parar e estagnar, por que isso é provocar um fim prematuro. Devem manter-se o mais activas que puderem, quer física quer psiquicamente.

António João Soares
14 de Março de 2017

12/04/2017

PÁSCOA FELIZ

Caras Amigas e caros Amigos, Desejo a todos vós e vossos familiares e Amigos uma Páscoa com saúde, alegria e com sinais que vos inspirem confiança e esperança em dias melhores e que seja ultrapassada depressa a actual crise e ameaça mundial de convulsões indesejadas.

02/04/2017

HÁBITOS PARA TER UMA VIDA MELHOR

20 hábitos diários para ter uma vida melhor

Se praticar estes hábitos diariamente vai conseguir mudar a sua vida para melhor.

1.Faça exercício ao acordar

 Alguns minutos de exercícios musculares logo de manhã, pouco depois de acordar, ajudam a despertar o corpo e impedem a acumulação de gordura corporal durante o resto do dia. Se não tiver tempo de ir ao ginásio, tente fazer 20 a 30 minutos de flexões, abdominais, agachamentos e outros exercícios.

2. Faça uma lista

 A melhor coisa para relaxar é não pensar no que tem a fazer no dia seguinte e, com a lista, poderá descansar sabendo que será mais produtivo(a) com tudo organizado.

3. Mande mensagens

De cada vez que se ligar ao Facebook, envie uma mensagem a alguém com quem não tenha falado há algum tempo. Este hábito fará com que manter o contacto com velhos amigos que não quer perder se torne automático.

4. Faça primeiro o que gosta menos

Quando chegar ao trabalho, dedique-se primeiro às tarefas de que gosta menos, dessa forma liberta-se do problema para o resto do dia e sentir-se-á mais motivado(a).

5. Apanhe sol diariamente

 Logo de manhã, se possível, vá lá para fora e apanhe sol. O movimento, a luz e o ar fresco vão ajudar a acordá-lo, relaxá-lo e ajustar o ritmo circadiano de forma a manter-se alerta durante o dia e dormir melhor durante a noite.

6. Deixe passar a fúria on-line

Se vai estar a perder a cabeça de cada vez que alguém lhe disser algo que irrita nas redes sociais ou na i
Internet, então não vai viver muito tempo. Deixe passar, não responda, vá dar uma volta, fazer outras coisas e verá como, em pouco tempo, nada do que o enfureceu tem importância. Pelo menos, quando e se responder, o assunto não o afectará tanto.

7. Veja-se ao espelho

Quando se sentir incomodado pela maneira de ser ou por um hábito de outra pessoa, veja-se ao espelho e pense se não terá também a mesma maneira de ser ou hábito. Focar-se nas falhas de terceiros é um mau hábito em si mesmo, mas pode ser uma excelente ferramenta de auto-melhoria se o utilizar como forma de introspecção. Aprenda a questionar-se: "Será que também sou assim?".

8. Ultrapasse os medos

O medo pode ser tão poderoso que domina a sua vida. Aprenda a dizer-lhe "não" diminuindo-lhe influência: pergunte-se qual é a pior coisa que pode acontecer, objectivamente, e elabore um plano para lidar com isso quando e se acontecer. Os medos tendem a desaparecer quando são olhados de frente e confrontados com racionalidade.

9. Atitude nova para pessoas novas

Quando conhecer uma pessoa nova adote uma nova atitude: em vez de pensar "espero que goste de mim", experimente pensar "espero gostar desta pessoa". A mudança do foco, da sua necessidade ou do pensamento automático "espero que não seja um idiota", pode ajudá-lo a ver as melhores qualidades das pessoas e a manter uma expectativa positiva.

10. Vista-se como quer ser

Aquilo que vestimos não é tão importante para o que os outros pensam de nós como para a atitude que nós próprios adoptamos quando nos vestimos como quem queremos ser. Vista-se para uma entrevista telefónica como se tivesse ido pessoalmente e verá como a sua atitude é mais confiante.

11. Beba oito copos de água por dia

A maioria das pessoas vive crònicamente desidratada, prejudicando a saúde a longo prazo. Mantenha-se hidratado bebendo pelo menos oito copos de água por dia, o que equivale a um mínimo de 1,5l de água. Refrigerantes e bebidas alcoólicas não contam porque têm precisamente o efeito oposto: desidratam.

12. Coma os vegetais no início da refeição

A maioria das pessoas não ingere o mínimo de vegetais recomendados por dia e acaba por encher-se de calorias de que não precisa antes de chegar aos legumes ou à fruta. Resolva-se a comer os legumes, seja em sopa, seja em saladas, antes da refeição para garantir que fica de barriga cheia antes de ter o prato mais calórico à frente.

13. Medite dois minutos por dia

 Apenas dois minutos de meditação diariamente já são capazes de produzir alterações positivas em quem a pratica. Sentir-se-á mais calmo, mais feliz e menos centrado em si mesmo. O mais importante é fazê-lo todos os dias e não fazê-lo menos vezes durante muito tempo, porque a consistência vale mais do que a intensidade.

14. Faça pausas ao longo do dia

Sabia que pode aumentar a sua produtividade e capacidade de concentração se fizer mais pausas durante o trabalho? Experimente trabalhar 20-30 minutos, depois faz uma pausa de 5-10 minutos, repete algumas vezes e, finalmente, faz uma pausa de 30 minutos. Verá que perde menos tempo a fazer as coisas quando regressa ao trabalho e mantém-se completamente focado.

15. Seleccione os amigos nas redes sociais

Não deixe que as redes sociais o deprimam ou irritem. Use as listas do Facebook para organizar os amigos de forma a evitar os que são negativos e a manter por perto os que admira ou que o fazem sentir melhor. Se for caso disso, deixe de seguir quem incomoda (não deixam de ser amigos e ele(a) não vai saber) e sinta-se melhor.

16. Partilhe os créditos sempre que puder

Ninguém faz nada sozinho e quando se trabalha com outras pessoas a melhor atitude é partilhar os créditos. Fazê-lo não irá diminuir a sua importância, na maioria dos casos, mas fará com que essa atitude seja sempre lembrada pelos outros.

17. Ouça toda a gente

Quando qualquer grupo em que esteja envolvido tiver de tomar decisões, garanta que ouve a opinião de toda a gente - e não apenas a dos que fizeram questão de serem ouvidos. Algumas pessoas não dão opinião até ser-lhes pedida. Seja a pessoa que garante que essas pessoas são ouvidas.

18. Procure boas notícias

Se deixássemos, com base nas notícias, este seria um Mundo apocalíptico em que a Humanidade se degrada cada vez mais. Mas há boas notícias, procure-as! A verdade é que o Mundo é hoje um lugar melhor do que há 10 anos, com menos doenças, crime, violência, guerras e desgraças. Procure as notícias positivas para equilibrar as más que têm mais tempo de antena.

19. Procure pela melhor qualidade das pessoas

Em todas as pessoas com que se cruza diariamente, procure pelas melhores qualidades que possam ter, em vez de procurar motivos para detestá-la. Se procurar por motivos para gostar das pessoas, vai acabar por encontrá-los.

20. Adopte uma postura positiva

A linguagem corporal é poderosa para moldar a nossa mente e o mundo à nossa volta. Adopte uma postura positiva e confiante para se sentir optimista e cheio de confiança. Encoste-se para se sentir relaxado. Sorria e sinta-se mais feliz. Se controlar o seu corpo, pode controlar a sua mente.