15/10/2009

Educação Enferruja por Falta de Uso‏



Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento.É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples 'obrigado' diante de uma gentileza.
É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada.
É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.
É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas, por exemplo. Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.
É possível detectá-la em pessoas pontuais.
Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.
Oferecer flores é sempre elegante. É elegante não ficar espaçoso demais.
É elegante você fazer algo por alguém, e este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para o fazer… porém, é elegante reconhecer o esforço, a amizade e as qualidades dos outros.
É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.
É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.
É elegante retribuir carinho e solidariedade.
É elegante o silêncio, diante de uma rejeição…
Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.
É elegante a gentileza.
Atitudes gentis falam mais que mil imagens… Abrir a porta para alguém é muito elegante…
Dar o lugar para alguém sentar… é muito elegante…
Sorrir, sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma…
Oferecer ajuda… é muito elegante…
Olhar nos olhos, ao conversar é essencialmente elegante…
Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural pela observação, mas tentar imitá-la é improdutivo. A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social: Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os desafetos é que não irão desfrutá-la.

Adaptação de trecho do livro "Educação Enferruja por Falta de Uso" do pintor pós-impressionista francês Toulouse-Lautrec (1864-1901); feita por Carlos Augusto Roveri / Colaboração: Rogério Felippe – FTS CPQ)


4 comentários:

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Em suma, é preciso ter o culto de valores, ser sincero, coerente com o que se pensa e pôr em prática esses valores e essa coerência em qualquer momento. Um dos valores é o civismo, o respeito pela liberdade dos outros.
É preciso ensinar tudo isto aos que pertencem a gerações mais recentes em que só o interesse próprio, muitas vezes impróprio», os motiva.

Abraço
A. João Soares

Fernanda disse...

Querido amigo Luís,

É exactamente assim, mas esses valores estão cada vez mais distantes.
Lamentavelmente o egocentrismo das pessoas aumentou e hoje em dia nem a uma senhora de idade se dá mais um lugar sentado, seja onde for.

As excepções são tão raras que nos deixam boquiabertos. É fundamental que esses valores fossem ensinados, nada como ser-se elegante, ser gentil, ser educado/a.

Obrigada por ter trazido este tema ao Blogue.

Beijinhos

Maria Letra disse...

Amigo Luís,
Iria rir-se se soubesse porque tive de apagar o comentário. Contar-lhe-ei por e:mail.
Vou repeti-lo:
Amigo Luís,
Sabemos bem que a educação deve servir de base a um bom relacionamento entre as pessoas as quais, por sua vez e em consequência disso, sentir-se-ão motivadas para respeitarem-se mutuamente. O problema é que muitas pessoas negligenciam estes princípios e preferem substitui-los por uma arrogância e indelicadeza que chocam. Toda a vida foi assim, sendo mais agravada em sociedades onde a formação cultural é muito precária.
Um abraço.

Luis disse...

Bons Amigos,
Parece que o chamado "progresso" trouxe o consumismo, o materialismo, o egoismo, fez esquecer a educação, as boas maneiras e a solidariedade nas pessoas!
Progresso assim é retrocesso!!!!
Espero que venham "ventos de mudança" que varram de vez esta sociedade e a tornem limpas destes "abcessos"!!!
Um grande abraço