14/10/2009

Braga a Cidade dos Bispos e Arcebispos

Brácaros, outro nome atribuído aos galo-celtas, era o nome do povo que se presume ter fundado a povoação, cuja origem remonta aos tempos pré-históricos. Daí derivou o nome actual da cidade, Braga, e dos habitantes, bracarenses.
O início da cidade terá sido uma citânia no alto do monte, circundada por castros que se destinavam à sua protecção.
A cidade de Bracara Augusta foi fundada pelo Imperador Augusto entre o ano 3 A.C. e o ano 4 da nossa era, vindo a tornar-se capital da província da Gallaecia, no séc. III.
No séc. IV, após a conversão ao Cristianismo, Bracara Augusta torna-se sede de Bispado. Posteriormente, foi ocupada pelos Sevos e Visigodos ( séc. IV) e pelos Árabes ( séc.VI). O Projecto de Salvamento de Bracara Augusta teve início na década 70 com o objectivo de conhecer melhor as diferentes fases da história da cidade bem como preservar os testemunhos arqueológicos ainda existentes.

Braga é actualmente o centro do Minho, o centro para onde convergem todas as estradas. Fica a pouca distância do Porto e do extremo norte do Minho e de Portugal, de Monção e da fronteira espanhola. É o ponto obrigatório de passagem para quem se dirige ao Parque Nacional da Peneda-Gerês. Devido à sua localização central, Braga é o centro para quem se dirige em turismo a todo o Minho.
É uma cidade moderna, onde se nota, contudo, os vestígios da sua antiguidade.

Vejam como é linda a cidade de Braga, e só ficamos pelo centro.
História da cidade pesquisada na Net.
Fotos do José, mais aqui.
Fernanda Ferreira

5 comentários:

filomeno2006 disse...

Primaz das Hespanhas.....

Luis disse...

Querida NÁ,
Tive o prazer de comentar na sua casa do Rau logo que o postou. Continua na senda das reportagens da sua terra bonita o "Minho"!!! E que lindo que ele é realmente!!!
Um beijinho muito amigo.

A. João Soares disse...

Querida Amiga Ná,

Mas não restam dúvidas desta grande publicitária das belezas do Norte de Portugal. Temos que fazê-la viajar maia para Sul para nos mostrar Monsanto, Monsaraz e Marvão.
Aproveitei as imagens que colocou na Casa do Rau para fazer um post no Só imagens. O que é bom é para se ver e se mostrar.

Beijos
João

Fernanda disse...

Querido Luís,

Obrigada pela sua visita à minha Casa do Rau e pelo seu simpático comentário.
De si não se espera outra coisa.
Fico feliz por saber que de alguma maneira, faço a divulgação do meu lindo Minho e que lhe agrada a si e não só.

Beijos

Fernanda disse...

Querido João,

Se eu conseguir ser uma boa embaixatriz do Norte, deixo o sul para quem aí habita, sabe e visitou.

Obrigada por ter publicado as fotos do José no seu Só Imagens.

Beijos