08/07/2009

Alguém sabe a resposta???

video

Digam-me porquê?
No meu sonho, as crianças cantam
uma canção de amor para cada um de nós.
O céu é azul, os campos verdes e o riso é a língua do Mundo.
Depois eu acordo, e tudo o que vejo
é um Mundo cheio de gente com necessidades,
Digam-me porquê? Tem que ser assim?
Digam-me porquê? Será que há algo que eu não entendi?
Digam-me porquê? Porque eu não entendo
quando alguém precisa de alguém
nós não damos as mãos para ajudar,digam-me porquê!

Todos os dias me pergunto,
o que tenho que fazer para ser um homem.
Terei que me erguer e lutar
para provar a toda a gente quem sou eu?
Será para isso que serve a minha vida?
Para desperdiçá-la num mundo cheio de guerras?
Digam-me porquê? Tem que ser assim?
Digam-me porquê? Será que há algo que eu não entendi?
Digam-me porquê? Porque eu não entendo
quando alguém precisa de alguém
nós não damos as mãos para ajudar, digam-me porquê!
Digam-me porquê? Será que há algo que eu não entendi?

Digam-me porquê?
Porquê? Porquê? os tigres fogem
Porquê? Porquê? Nós disparamos armas
Porquê? Porquê? Nós nunca aprendemos
Pode alguém dizer-nos porque deixamos a floresta arder?
Porquê? Porquê? Dizemos que nos importamos
Porquê? Porquê? Nos erguemos e espantamos
Porquê? Porquê? Os golfinhos choram
Pode alguém dizer-nos porque deixamos o mar morrer?
Porquê? Porquê? Se somos todos iguais
Porquê? Porquê? Nós passamos a culpa aos outros?
Porquê? Porquê? Isto nunca mais acaba
Pode alguém dizer-nos porque não podemos ser só amigos
Porquê? Porquê?

Tradução adaptada da autora do post.
Fernanda Ferreira

24 comentários:

Maria Letra disse...

Muito emocionante, Ná. Depois ..., a voz deste jovem, que não me canso de ouvir, é simplesmente maravilhosa.
Respondi com um poema meu, em inglês, porque também faço essa pergunta a mim mesma ... embora até conheça a resposta, infelizmente. Ou não a conheceremos todos? Lanço essa pergunta para o ar dezenas de vezes, sobretudo quando vejo certos "quadros da vida real", sabendo bem que os imbecis que dão origem a esta pergunta nunca quererão responder. Estão num plano muito abaixo do nosso, não convém responder. Para responderem a essa pergunta, iriam tocar peças dum puzzle que levou anos a encaixar num todo que não lhes é indiferente ... Já vem de longe ... muito longe ... Tem séculos, esse puzzle.
Um abraço.
Maria Letra

Luis disse...

Querida Ná,
O nosso amigo João é que tem razão!
Vai ser esta gente pequena que irá pôr isto na Ordem... Agora este miudo, antes foi aquela garota na ONU a chamar à atenção para as atrocidades que se estão a fazer ao meio ambiente e quantos outros desta geração já estão a insurgir-se contra este estado de coisas, Valha-nos isso pois se assim não fôr qualquer dia o mundo acabaria!
Para além disso a voz da criança é fenomenal!
Beijinhos.

A. João Soares disse...

Querida Ná,

Só agora, depois do comentário do Luís citar o meu nome, encontrei força para enfrentar o inglês.
Muito interessante. Peço-lhe o favor de me enviar a tradução porque é uma poesia que fica bem no meu blog a seguir aos posts mais recentes.

Caro Luís,
Ao dizer isso, eu não invento nada. É um facto: tem de ser eles a salvar o mundo que herdam em péssimo estado de saúde. É imperioso que o façam para viverem em melhores condições. Hão-de começar por chamar os piores nomes feios aos pais e avós que estragaram o ambiente, a Natureza, em que eles terão de sobreviver.
As gerações anteriores só estragaram e eles têm de alterar os comportamentos para benefício da humanidade. Têm de abandonar os vícios de consumismo, de ostentação de obsessão pela modernidade que só satisfaz vaidades. Terão de seleccionar a modernidade a aplicar ao conforto e bem-estar efectivo, real, das pessoas, o que muitas vezes depende da simplicidade de vida.

Abraços
João

Fernanda Ferreira disse...

Queridos amigos,

Este é efectivamente um sinal positivo de que nem tudo está perdido, que há esperança.
Eu sempre disse, desde um dos meus primeiros posts para este Blogue, relembro aquecimento-global,
que deixa claramente essa mensagem, que está muito nas nossas mãos e muito mais nas das gerações vindouras...recuperar, restaurar, repor e fundamentalmente educar no sentido de respeitar a natureza.

Como todos concordamos, só é preciso que reaprendamos a viver de uma forma mais simples, mais natural, menos materialista. Ao fazê-lo estaremos a preterir bens produzidos massivamente em indústrias altamente poluentes e assim a ajudar a limpar o ambiente.

Desculpem se me alonguei, mas este é um tema inesgotável.

Amigo João, eu só publiquei este vídeo, mesmo tendo em conta que estava legendado só em Inglês, porque a sua mensagem é entendível, a voz do jovem cantor é admirável e a própria letra da canção bastante acessível...contudo entendo a necessidade de a traduzir mesmo para complemento deste post.
Assim, e ainda hoje, farei um apenso no mesmo post com a letra da canção traduzida para Português.
Sei ser uma das normas deste Blogue a não publicação de textos noutras línguas, falha minha.

Aproveito para publicamente comunicar que estarei um bocadinho mais arredada do nosso querido Blogue, mesmo nos comentários, perdoem-me, por razões de trabalho.

Beijinhos

Mara disse...

Querida Ná,

Este vídeo com que nos presenteaste tem 4 características que não me podiam passar despercebidas:

1- a juventude e beleza do cantor

2- a sua maravilhosa voz

3- a lindíssima e comovente letra


4- e o mundo triste que o rodeia


Parabéns Ná.
Penso que também tenho num dos meus blogs um vídeo deste pequeno génio.

Beijinhos
Milai

Fernanda Ferreira disse...

Querida Milai,

Obrigada amiga pelo teu generoso comentário.

De vez em quando lá dou uma volta pelos teus Blogs, mas acabo sempre por descobrir mais um...se calhar tens, mas eu ainda não vi.

Beijinho, bella.

A. João Soares disse...

Querida Amiga Ná,
Muito obrigada pelo trabalho de traduzir a letra. Assim, permite uma mais calma e profunda reflexão sobre este grito de alerta. Transcrevi-o para o meu blog com o título Porque não usufruímos a vida e o ambiente? , precedendo-o com uma pequena introdução.

Beijos
João

Fernanda Ferreira disse...

Obrigada amigo João,
É para mim uma enorme honra que tenha seleccionado um dos meus posts para o sue blogue, sinto-me muito lisonjeada.

Beijinhos

Vitor Chuva disse...

Olá Fernanda!

Bonito esforço o teu, que não desistes!
Correndo o risco de repetir o que muito já foi atrás dito, ainda assim vou dizer algo do que penso do tema suscitado por esta canção.
Só a inocência poderia colocar tantas questões sem que para as mesmas não tenha, ainda,encontrado respostas.Crescendo,e estando atento, ele irá encontrá-las , tal como a maioria de nós já certamente o fez, e receio que não vá ficar muito animado com a descoberta. Não querendo destoar em relação ao tom de optimismo aqui manifestado, ainda assim, e para ser coerente com o que penso, não me parece que a ordem que nos tem governado possa mudar muito, pelo menos tão depressa como gostaríamos. Quem a institui e dela tira proveito irá esforçar-se por que isso não aconteça, e há pricípios básicas, que a todos nos governam, que jogam em seu favor - as regras do jogo são sempre ditadas pelo lado mais forte. E, enquanto o lado mais fraco se não tranformar no mais forte...

Um abraço!

Vitor Chuva

Ana Martins disse...

Querida Ná,
Cheguei um pouco tarde, mas não posso deixar de te felicitar por este post maravilhoso.
Esta canção deveria ser ouvida pelo mundo, ouvida e reflectida... É urgente que todos nos consciencializemos que é preciso respeitar o planeta e lutar por um mundo melhor.
Um mundo de paz, amor, fraternidade e compreensão.

Como seria bom se assim fosse!!!!!

Beijinhos,
Ana Martins

Fernanda Ferreira disse...

Queridos amigos Vitor e Ana,

Concordo contigo Vitor, sublinho a tua última frase, mas tenho esperança de que mesmo sendo um pouco sonhadora, seja possível sim ...tem que ser, senão será o fim.
Podias copiar do meu Blog fernandascorner e divulgar, ajudarias muito.

Amiga Ana,
Sei que o teu Blogue é todo ele poesia, lindíssima e que não se enquandra, mas divulga por todas as formas que saibas. Sensibilizar é muito importante, podemos fazer com que este tema corra o Mundo.

Obrigada a ambos.

Beijinhos

Ferreiras disse...

Olá!!!

Muito por falta de tempo, ainda não consigo acompanhar tudo o que se publica no Sempre Jovens, apesar de me ter feito seguidor, lamento.
Espero contudo ver revertida a situação brevemente, e então terei muito gosto em comentar pelo menos os teus excelentes trabalhos.

Neste caso específico congratulo a tua sensibilidade para este tema de vital importância para a humanidade.

Já uma vez disse e repito, herdamos um Planeta Azul e assim o deveríamos deixar aos nossos filhos, podemos pelo menos fazer mais por isso.

Beijo
José Ferreira.

Fernanda Ferreira disse...

Bem, realmente fico sem jeito...

É muito bom saber, que apesar de tudo consegues tempo, para de vez em quando, apareceres e fazeres-me um miminho.

Obrigada
Beijinho

Ana Martins disse...

Ná,
o meu blogue é todo ele poesia, como tu mesma o disseste, o que não quer dizer que não abra excepções para causas que considere justas e pertinentes. Por isso mesmo o meu próximo post será uma cópia do teu, só não sei como farei para colocar o video.

Beijinhos,
Ana Martins

Fernanda Ferreira disse...

Querida amiga Ana,

Que alegria!!!

Eu já te mandei por e-mail o vídeo e todas as indicações. Se tiveres dúvidas não hesites em contactar-me.

Beijinho grande,


PS. Quando puderes vai aos testes da Fénix e se puderes dá-me uma resposta.

Dulce disse...



que lindo esse vídeo, que menino maravilhoso, que voz... E que letra incrível e verdadeira. Tantas perguntas que ficam no ar, tantas respostas que poderiam ser dadas...
Porque não o são?...

beijinhos

Fernanda Ferreira disse...

Amiga Dulce

Obrigada pelo seu comentário.
Todos nós nos perguntamos porque o Mundo tomou este rumo e se é possível retomar o equilíbrio, tudo seria tão mais fácil.
Tenhamos esperança que ainda seja possível.

Beijinhos

Pedro Ferreira disse...

Faltava eu Mum.
Desculpa se ainda não tinha passado os olhos, pelos menos pelos teus trabalhos, sabes bem da minha vida.
Não está fácil aqui na Suíça, parece que não é fácil em lugar nenhum do Mundo, ser trabalhador, honesto e viver com algum conforto.
Mas este não é o tema, não me vou desviar dele.
Conseguiste mais uma vez um trabalho lindo que tem tudo a ver contigo.Oxalá o Homem tome consciência do mal que tem feito à Natureza e faça algo para que gradualmente se vá revertendo a situação.
Nunca nos cansemos de ouvir estas perguntas e tentar, na prática, no dia a dia dar-lhes as respostas.

Beijinhos com muita saudade,
Pedro Ferreira

Fernanda Ferreira disse...

Pedro, querido...

Só um filho lindo, lindo mesmo como tu, me faria este comentário.
Não tenho palavras, estou comovida.

Vou por o vídeo no meu Facebook, divulgá-lo por todos os meios que tenho disponíveis, faz o mesmo.

Lembro-me do dia que ias ao volante, comigo de pendura,o condutor inconsciente da frente atirou uma "barona" de cigarro a arder, em pleno Julho para a berma da estrada, e lá fomos nós apagá-la.
Não satisfeito com isso, ainda foste atrás dele e passaste-lhe um rectificativo.
Lembras-te seguramente de mais acontecimentos tristes, e para quem vive num país como a Suíça, onde tudo, mas mesmo tudo está imaculadamente limpo, até doí!

Por isso insisto, está muito nas nossas mãos remediar o mal feito.

Obrigada filho,
Amo-te muito,
Beijão

Mara disse...

Querida Ná,

Tinha-me esquecido de comentar o poema que acompanha o teu vídeo. Se bem entendo e a letra da canção que tu conseguiste passar para português.

Li-o e achei-o um espanto. Que mais posso dizer? Parabéns. Belo trabalho.

Beijinhos

Milai

Luis disse...

Minha querida NÁ,
Uma MÃE assim merece o FILHO que tem!!!! Desculpem-me meter a colher... Tenho dito!!!!
Um abração aos dois que se merecem um ao outro!

Fernanda Ferreira disse...

Obrigada a todos...conseguiram por-me a chorar, mas estão perdoados...é com grande emoção que verifico que em tão pouco tanto fiz tantos amigos...e verdadeiros.

Choro de felicidade.
Beijos e abraços,

Maria Letra disse...

Amiga Ná,

Como é bonito ver mãe e filho numa conversa virtual linda de morrer. Quem ficou com uma lagrimazinha no cantos olhos fui eu, que tenho 5 dos meus filhos longe de mim ... Mas eles estão bem e eu também.

Beijinhos.
Maria Letra

Fernanda disse...

Queridos amigos e leitores,

A título de curiosidade, e porque foi algo que muito me sensibilizou, estive hoje no Blogue da nossa amiga Ana Martins, e ela, tal como eu cumpre o que promete.Obrigada amiga.
Ela publicou mesmo este mesmo texto.
Agora imaginem só, ela tem mais de trinta comentários, e ela só agradece e comenta uma vez, geralmente no fim...pensem nisto.

Obrigada
Beijinhos