15/04/2009

Ainda sobre o Cancro dos Ovários


Caros Amigos e Leitores,

Este comentário que passo a transmitir, depois de devidamente autorizada pela sua autora,foi publicado no meu Blog - http://fernandascorner.blogspot.com/ - onde o mesmo foi primeiramente postado.

Depois de o lerem perceberão porque achei que o mesmo deveria ser publicado aqui, estou curiosa para conhecer as vossas opiniões.


"Salvé Maria Fernanda
Grata pelo seu comentário. Mas ão há nada que os nossos olhos vejam ou o coração sinta, que não sejam a nossa imagem. portanto congratulo-me de ser presenteada com a sua presença no seio de tantos outros que se revêm assim também. que bom que isso é, não?

Quanto ao seu post muito útil o que aqui refere. Mas tenha em atenção - e isto poucas pessoas e até técnicos de saúde não registam por desconhecimento, embora muitos outros, mundo fora façam j´acompanhamento holístico - o cancro é essencialmente uma doença de "apegos ao passado e ressentimentos"!
quem não é ressentida, nem exerce révanches no seu semelhante, ou ainda não vive aos "ais" pelo processo do seu passado...tempo esse que não volta mais - raramente contrai essa doença. A menos que.....a menos que... e nunca há sómente duas hipóteses, seja essa doença um motivo de alerta para se (re)encontrar com a sua Essência. Infelizmente os sustos devolvem as pessoas ao seu Ser interior e então aí elas mudam de conceitos, de formas de pensar e de vida, em suma.
Sabe-se já por estudos efectuados, que as células são os seres mais inteligentes que o nosso corpo contém e sabem perfeitamente trabalhar para o mesmo fim: manter-nos vivos. Se algo que pensamos - emitindo ondas/frequências para o exterior que vá contra a esse bom funcionamento, elas começam a adoecer e criam-se outras malignas - embora ajam dessas aos montes no nosso corpo também, esperando algo onde possam infiltrar-se!
Também pode acontecer, como referi, que haja todo um processo kármico que a pessoa tivesse adoptado, para assim, com esse sofrimento, possa evoluir mais depressa e passar a outro estágio superior!
são tudo hipóteses e se calhar haverão outras que desconheço mas que nos sujeitamos a contrair em qualquer altura da nossa vida, caso não estejemos sempre vigilantes quanto ao que pensamos e/ou como agimos...se em perfeita sintonia com o nosso EU SUPERIOR, ou ESSÊNCIA, e não, em conformidade com o que dita o nosso "ego" através da mente e que vai assim constituindo a nossa personalidade...deformada!!

Deixo um abraço abraçado a todas as conseguirem sair e rapidamente dessa tortura!
E para si a gratidão pelo alerta.
Deixo ainda um ramo de flor de alecrim e menta, com alguns Bem-me queres!

Sempre...
MAriz "

Fernanda Ferreira

5 comentários:

Unknown disse...

Amiga Ná,
quando comecei a ler este comentário, e quase a chegar ao fim, mesmo sem ler o nome do autor, pensei que era da nossa amiga Mariz.
Pela forma de escrever e sentir e pela maneira saudável e amiga com que conduz a sua vida.
Mariz é uma Mulher forte, serena e com muito para dar e ensinar.

Beijinhos,
Ana Martins

A. João Soares disse...

Cara Ná,
Fez muito bem em publicar esta opinião. Só lhe falta a referência a problemas hereditários. Mas já aqui tem sido dito que o cancro se desenvolve em ambientes ácidos, e este termo não se refere apenas ao «feitio», às tendências quezilentas.
No artigo «Cura do Cancro» aqui publicado em 24 de Janeiro último refere-se a descoberta de um médico italiano que descobriu que o cancro se evita e se cura, com bicarbonato de sódio, que torna o organismo menos ácido.
A nossa saúde resulta da forma como pensamos, como encaramos as situações, principalmente as mais difíceis. A vida é luta e mudança constantes, mas isso não significa que o façamos por inveja, vingança ou raiva, pois devemos agir com esperança, optimismo, amor, confiança.
E, por isso, auguro a melhor saúde a todos os colaboradores deste blog, que evidenciam a cada passo, estas qualidades. Somos um grupo de pessoas bem motivadas e que estão fadadas para uma boa longevidade!!!
Desejo a todas(os) a melhor saúde.
Abraços
João Soares

Fernanda disse...

Amiga Ana,

Depois de ter lido o seu comentário vi "sou pó e luz" ao fundo...é verdade sim, é exactamente a Mariz que pelo menos ambas conhecemos.

É realmente como diz a Ana, eu tenho que ir ao seu Blogue diariamente para me sentir nova, tranquila e em paz.

Beijinho,

Fernanda disse...

Caro Amigo João,

Mais uma vez, 100% de acordo. Nada a acrescentar, talvez excepto que vi há poucas semanas o filme "A Guitarra", que aconselho vivamente a quem ainda não viu.

Uma sinopse sucinta: Uma jovem a quem é diagnosticado um cancro na garganta, cuja notícia lhe é comunicada da forma mais brutal e ainda perde emprego e companheiro no mesmo dia, decide mudar radicalmente a sua vida. Despoja-se de tudo o que a rodeava e foi viver o tempo que lhe restava (dois meses) na penthouse de um hotel e luxo.
Passou a viver rodeada de tudo que ela achava que não pode prescindir, incluindo uma guitarra vermelha que os pais sempre haviam negado. Fundamentalmente ela passou a viver da forma como sempre desejou, em todos os aspectos e foi muito feliz.
O tempo passou sem ela dar conta...até que um dia, ela que tinha sido informada de como a doença evoluiria, se apercebeu que se sentia melhor, uma das consequências da doença era perder a voz mas ela conseguia gritar.
Foi então ao médico que lhe tinha dada a notícia, que estupefacto e depois de vários testes, lhe confirmou que ele estava curada.
Aparentemente, a mudança radical transformada na sua vida influenciou fortemente o seu corpo e espírito, de forma que as células malignas não reconheciam mais o corpo e regrediram até desaparecerem por completo.

Abraço,

A. João Soares disse...

Cara Amiga Ná,
Parece que começa a haver consenso em que o psíquico comanda o físico. Já em tempos se dizia que «querer é poder». «Muito pode quem quer». «A fé move montanhas».
Há muitos casos de «milagres» na reacção a doenças graves devidos aos pensamentos positivos em realça~à saúde.
Abraço
João Soares