17/04/2009

Velhice nossa e dos antigos colegas de escola

Já que as colegas têm mostrado apetência para focar temas de «velhice», então, vão gostar desta, que recebi de uma amiga por e-mail:

Eu estava sentada na sala de espera, para a minha primeira consulta com um novo dentista, quando observei que o seu diploma estava pendurado na parede.

Ao ler o nome, de repente recordei-me de um moreno alto que tinha esse mesmo nome e havia sido da minha turma de liceu, uns 40 anos atrás, e perguntei-me se poderia ser o mesmo rapaz por quem eu tinha até tido uma valente paixoneta ...

Quando entrei no consultório, imediatamente afastei esse pensamento do meu
espírito.

Este homem grisalho, quase calvo, e o rosto marcado, profundamente enrugado, era demasiadamente velho para ter sido o meu amor secreto...

Depois de me ter examinado, acabei por perguntar-lhe se ele tinha andado do
Liceu D. Duarte.

'Sim', respondeu-me.

'Quando se formou?', perguntei.

'1970. Porquê a pergunta?' respondeu.

'Eh... bem... você era da minha turma', exclamei.

E então aquele velho horrível, anormal, cretino, perguntou-me:

'A Sra. era professora de quê?'

9 comentários:

Unknown disse...

Ah, ah, ah, ele ainda a achava mais velha do que ele.....


Beijinhos e bom fim de semana,
Ana Martins

A. João Soares disse...

Amiga Ana Martins,
Este texto tem interesse porque realça o ditado «vê-se melhor um cisco no olho do vizinho do que um argueiro no nosso». O mesmo se passa com as rugas, a papada, os cabelos brancos, a careca, a cintura, etc.
As mulheres sempre foram hábeis na ocultação dos estragos do tempo, mas muitos homens já estão também a dar lucros a esteticistas.
Beijos e b.f.d.s.
João Soares

Adelaide disse...

Mas temos muita sorte porque a velhice também tem coisas boas. Posso ter um dia livre, sem nada para fazer, se nada me apetecer fazer. Posso dormir uma sesta, descansadinha da vida, sem preocupações. Isto é bom para as rugas. Para a papada umas boas massagens com um bom óleo corporal, e, fazer massagem é fazer ginástica. Para os cabelos brancos um spray de um belo branco pérola, ou cinza clarinho que normalmente estão esgotados por tanta procura, e, elevar os braços é fazer ginástica. Para a careca, é dos carecas que elas gostam mais. Ao olhar o careca fazemos ginástica com o pescoço
Para a cintura, um cinto largo de elástico (interior), macio e confortável que até sabe bem usar. Eu, por acaso não uso, (não preciso !) mas sei que assim é. Até a nossa casa pode ser considerada um verdadeiro ginásio. Abrir uma gaveta,faz bem aos braços e aos ombros. Subir uma escada para ir às prateleiras mais altas é ginástica porque se exercita as pernas e os joelhos. Apanhar uma coisa que cai ao chão é ginástica. Exercita-se a coluna. Enfim, que mais queremos !

A palava velhice é que tem uma feia conotação.

Acontece, por vezes, que é nessa fase da vida que se começa a viver uma outra nova vida. Com menos preconceitos, os olhos mais abertos, mais sabedoria. Até conseguimos ultrapassar certas barreiras (não de madeira) que noutros tempos não quereríamos ultrapassar por questões de ética.

Moral da história: Viva a "idade mais avançada" e que a alegria encha o coração de todos. Até para isto temos a lei da atração: basta dizer "tenho alegria no meu coração". E a alagria enche o nosso coração.

Beijo e abraços para todos.

Mara

Luis disse...

Queridos Amigos,
Não julgues para não ser julgado...
Quanto à "velhice" como costumo dizer é um estado de espírito e sendo assim sinto-me jovem mas mais experiente e melhor preparado para a vida, claro está com a "máquina" mais gasta pelo uso...Só é "velho" quem não quer VIVER!

A. João Soares disse...

Amiga Mara e Amigo Luís,
A humanidade é como um jardim com flores variadas, cada um tira a suia «moral» de um post.
A Mara faz a apologia da ida e dá umas receitas para quem queira melhorar a fachada e conclui bem que quanto mais velhos mais queremos ser, desde que tenhamos a máquina em condições satisfatórias! Velho para mim significa sábio e não tenho o mínimo rebuço em usar o termo.
Para o Luís, tal como acontece com a nossa Amiga Ana Martins, a moral reside na forma perspicaz como avaliamos outros e na vista curta e cansada quando olhamos para o espelho.
Espelho meu, espelho meu, quem há no mundo mais jovem e mais bonita do que eu!!!
Abraços e b.f.d.s.
João Soares

Fernanda disse...

Amigos,

Fico cada vez mais deslumbrada com as vossas palavras e sobretudo atitudes... Encontrei o meu grupo, estou tão feliz...

Eu ainda não sei, nem me interessa saber as idades de cada um, só sei que as mensagens que surgem são de gente com espírito jovem, saudável... e com ou sem a imagem dos tempos áureos, são lindos, lindos mesmo...que bom, que alegria!!!

Muitos beijinhos

Luis disse...

Queridos Amigos,
Penso como a NÁ. Estou muito contente por me sentir integrado neste blogue. As idades cronológicas não interessam, o que interessa é o nosso estado de espírito e esse é óptimo e sempre presente. Quando aqui venho sinto-me FELIZ!

Maria Letra disse...

Pois ..., e cá vou ter que recordar o tema idoso/a ou velho/a. Quanto a mim, não vale a pena pôr cremes na cara ou no corpo. Faço-o só por uma questão de "hábito estético" Detesto estar "encharcada" de óleos e depois enfiar a roupa ... Até me arrepia só de pensar. Depois ... não adianta, amigos. Nem o bisturi resolve o problema. Estica daqui, enruga dali ... e fica-se horrível, sem expressão natural. Depois tem outro inconveniente: corremos o risco de sentarmo-nos na cadeira do cabeleireiro para lavar a cabeça, colocamos a cabeça no lavatório, puxando-a bem para trás e ... à tantas ... os pés levantgam do chão e ficamos em ângulo recto. Já pensaram nisso? Que vergonha!!! Não. Eu prefiro ficar como estou e ir enrugando sem problemas. O meu coração, esse não enrugará NUNCA!!!
Um abraço.

A. João Soares disse...

Amiga Ná,
Que interessam as idades se, como diz o Luís a idade é o nosso estado de espírito. Curiosamente nem eu nem ele ocultamos a duração das nossas viagens até agora. Temos 75 anos mas atenção, ele é muito mais novo do que eu pois quando ele nasceu já eu tinha 52 dias!!!
E a Mara, pela ficha de inscrição no Clube Virtual de Seniores, é bastante mais jovem, mas não denuncio a idade de uma senhora!!!
Um abraço
João Soares