13/09/2009

Na Holanda a gripa A não é paranóia

Recebi um mail de uma amiga que está na Holanda.

Na Holanda, a gripe A passou a ser considerada apenas como pouco mais que a gripe sazonal, já nem fazem exames, não estão a contabilizar o número de casos, não aparece nas notícias...
Apanha-se e cura-se. Ponto final.
Os casos problemáticos que derivam de algumas pessoas terem outros problemas de saúde não são ignorados, mas não se espalha a paranóia.
Estima-se que um terço das pessoas que vivam na Holanda venham a ter gripe A neste Outono/Inverno. São essas as expectativas, tudo está calmo.
Os efeitos colaterais do Tamiflú não estão suficientemente testados, pelo que só será administrado em casos que revelem complicações.
Não se prevê nenhuma campanha especial de vacinação contra a gripe A.

Estou a transmitir o que me transmitiram.
Não deixem de informar-se da veracidade. No entanto, a Holanda prescindiu da histeria. E eu acho bem.
MJ

NOTA: Recebido por e-mail da Amiga Maria João F a quem agradeço a simpatia de contribuir para este espaço.

8 comentários:

Fada do bosque disse...

Ora isso é o que realmente convém.
Deixar a histeria de lado e os alarmismos irão por água abaixo... e quando tudo isto se esvaír, deixará de haver tanta manipulação.
Faz muito bem em divulgar, o civismo, que devemos ter como exemplo.
Haja sangue frio.

Abraço

Fernanda disse...

Caro amigo João,
Fico muito feliz com as boas notícias.
Aliás eu própria já tinha recebido notícias nesse sentido. Tenho um amigo Inglês, o Gary casado com uma Holandesa, a Coby, e ambos estão calmos e serenos no que refere este assunto.
Comos diz e muito bem a nossa amiga Helena (Fada), nada de alarmismos e acaba a histeria, eu adicionaria...acaba-se o negócio para muitos.

Todas as informações neste sentido são impostantíssimas, bem haja pela divulgação.

Beijo

Ana Martins disse...

Ná,
é sempre bom divulgar estas situações, porque por trás deste alarmismo todo está um jogo de interesses que sem dúvida se resume a muitos milhares de euros.

Beijinhos,
Ana Martins

A. João Soares disse...

Caras Amigas Fada Fernanda e Ana,

O benefício de quem lançou a campanha estava apoiado na maneira de ser das pesoas. Era garantido. O antídoto para o pânico é a serenidade racional, lógica, que está a aparecer em países evoluídos. Em casos de propaganda enganosa, a solução mais eficaz para a segurança das pessoas é a incredulidade, desconfiar até ter a certeza baseada em dados fiáveis. Os donos de multinacionais vivem da nossa boa fé. É preciso deixar de entrar no jogo deles. Eles, como os políticos desprezam a ÉTICA. Há uma jovem do PS que declarou á imprensa que gosta de ganhar e, para não perder, é capaz de fazer batota. Para tal gente, o valor moral é o seu lucro, em dinheiro contado!!!

Haja prudência e não nos deixemos ir em propaganda e promoições.

Abraços
João

Fada do bosque disse...

Caro Sr João Soares

É essa a minha posição, um pouco céptica em relação a tudo. Tomei foi a "vacina" anti Media, fomentadora dos medos e negócios.
Quanto à menina Patrocínio, devia ter aprendido o que nosso pai nos ensinou: Não sabes perder, não jogas!
Mas outro dia, tive que dar um sério raspanete a uma menina de 9 anos que disse exactamente o mesmo e a mãe achou imensa graça!
Só disse à mãe:- leva uma boa esoola, para mais tarde, ser um autêntico TGV, a esmagar quem lhe faça frente e uma das vítimas, vais ser tu!
É que os papás agora deseducam os filhos... que raiva! Mas isto é só cá!

Abraço

A. João Soares disse...

Cara Fada do Bosque,

Obrigado pela posição que toma para educar as pessoas. Realmente o mal da juventude recai na má educação que os pais dão às crianças e que, em muitos casos, já vem dos avós. Estamos a escorregar para o abismo.
Que não nos faltem forças para continuarmos a lutar contra este descambar para o caos.

Abraço
João

Maria Letra disse...

Sinceramente, amigo João Soares, eu já não ouço falar da gripe como há uns 2 meses. Eu própria não estou preocupada. Quando saio, tomo as precauções devidas, principalmente na desinfecção das mãos quando, por exemplo, saio dos transportes públicos. Uso um produto que trago sempre na carteira, Aromavit, para pôr no lenço algumas gotas e tenho o cuidado de não levar as mãos à boca, aos olhos e aos ouvidos. Ridículo? Talvez, mas como, infelizmente, tenho de evitar febres, pela primeira vez tenho estes cuidados.
Um abraço.
Maria Letra

A. João Soares disse...

Caras amigas,
Realmente o seguro morreu de velho, embora não tivesse evitado morrer!
Mas sem exageros sem paranóias. A higiene e e a manutenção da capacidade de reacção do organismo é fundamental.

Abraços
João