21/09/2009

Aos Domingos!

Não gosto de sair de casa aos Domingos. Regularmente vou almoçar à minha irmã, ou ela vem cá e assim ficamos na cavaqueira umas boas horas. Outras vezes recebo amigos, mas mais aos Sábados…justamente para ficar só no Domingo.

O Domingo é assim como um dia para mim e para o José, cada um faz as suas coisas, ele gosta de sair um pouco de manhã, isto quando não tem programa de BTT com os colegas, e eu amo os meus longos e relaxantes banhos de imersão, de preguiçar, de fazer um almoço mais especial, tudo com muita calma, sem hora marcada…sem stress.
Ao domingo de manhã falo longamente com o meu filho, o que me faz muito feliz, é como se estivéssemos ali, sentados lado a lado, ele com o braço sobre o meu ombro, como é seu costume e eu deliciada na sua companhia a ouvir todos os seus desabafos e ele os meus.
Assim foi o meu dia ontem, Domingo, o último deste Verão. Pois é ... hoje entrou o Outono e já se sente… :(

Passei algum tempo a ver as minhas fruteiras e as poucas flores que agora restam.




Mais fotos ver aqui.
Fernanda Ferreira

7 comentários:

Kyria disse...

Linda paisagem, lindas imagens doces como o texto. Me transportou para este lugar delicioso cheio de paz e boas energias.
Uma excelente semana. Bjs

Fernanda disse...

Olá amiga Kyria,

Já estive no seu Blogue para conhecer um pouco e adorei.
Muito obrigada pelo comentário.
Volte sempre.

Boa semana e beijinhos,
Fernanda Ferreira

A. João Soares disse...

Querida Ná;

E se eu fosse beato, perguntaria: e a que horas foi à missa???
Para evitar perguntas dessas é que nada conto da minha vida!!! A felicidae da vida clandestina, nada a paga!!!

Mentira. Tenho dito muito: Quem sou? e Um dia como os outros.

Beijinhos
João

Mara disse...

Querida Ná,

Pões-me maluca com as fotos que embelezam o teu blog.

Beijinhos
Milai

Fernanda disse...

Caro amigo João,

Pois essas perguntas não se fazem, no entanto a moda agora é ir à missa ao Sábado...mas eu não sigo essas modas.

Sabe que já muita gente me disse, inclusive o José, que eu me exponho demais...mas eu sou assim mesmo, já perceberam todos, tenho acerteza. Que hei-de eu fazer???
Não sei ser diferente.

Verdade que até já estivemos juntos na sua herdade no Alentejo, na altura da colheita da alfazema, tenho esse aroma empregnado em mim desde então...

Beijos

Fernanda disse...

Amiga querida, Milai,

As minhas pobrinhas flores, que já são tão escassas...
Gostas delas??? leva-as todas para o teu Crepúsculo, são tuas!!!

Beijinhos, bella

Fernanda disse...

Amiga Kyria,

Muito obrigada pela sua gentil visita e comentário.
Fico muito feliz que assim se sinta e espero voltar a vê-la por cá.

Bjs. e boa semana,