10/08/2009

"Os Gostos do Albino" (história curtinha, com uma pitada de ironia)



A bordo de um navio patrulha da Armada, enquanto em comissão de serviço no antigo território Português da Guiné-Bissau, Albino era o nosso criado Africano. Cruzeiro após cruzeiro, eu via-o comer sempre peixe (com arroz), almoço ou jantar, dia após dia. Achando este comportamento “estranho” , e para satisfação da minha curiosidade ignorante, decidi perguntar-lhe, um dia: “Albino, porque é que nunca te vejo comer carne, tu não gostas?”
Resposta pronta do Albino: “ Não, senhor Vitor, Albino não gostar de carne; Albino não tem dinheiro pra comprar”

Vitor Chuva
10-08-2009
Vitor Chuva

4 comentários:

Fernanda disse...

Amigo Vitor,

Infelizmente há muitos Albinos por esse mundo fora.
Felizmente ele tinha o peixinho para de alimentar.

Mais uma vez, num pequeníssimo texto, consegues mostrar como todos os pequenos pormenores nunca te passaram despercebidos, mostrando assim, como sempre, a tua extrema sensibilidade.

Obrigada pela partilha.

Beijinho

A. João Soares disse...

Caro Vitor,

E na Guiné, nessa época, havia muitos que nem sequer comiam peixe mas apenas arroz ou funge simplesmente com óleo de xabéu.
Os recursos naturais eram muito escassos, bem como o poder de compra.
A propósito, algum dia assistiu aos Felupes «pescarem» com arco e flecha?

Um abraço
João

Vitor Chuva disse...

Olá Caro joão!

É verdade, uma grande parte deles, à altura, limitava-se a comer arroz simples, na forma de bolas, que moldavam com as mãos. A personagem da minha história tinha mais "sorte" já que apanhava o peixe(o nome porque era conhecido abstenho-me de o referir...)no rio quando estávamos em cruzeiro, fora de Bissau. Hoje, por aquilo que nos é dado ver, parece que estarão ainda em pior situação!
Quanto a essa forma original de pescar confesso nunca ter visto, mas não deveria ser muito eficaz, parece-me!!!

Um abraço.

Vitor

Vitor Chuva disse...

Olá Fernanda!

Obrigado pelo teu simpático comentário acerca desta história do Albino. A resposta que ele deu , bem analisada, estou seguro que seria tema interessante para animado debate.

Beijinho.

Vitor