17/08/2009

Férias e pedido de desculpas


Fui para férias para o meu pequeno "paraíso" no Alentejo. Esperava poder ter Internet para poder continuar a estar convosco neste blog mas tal acabou por não acontecer por razões totalmente alheias à minha vontade. Portanto as minhas desculpas e aproveitando a minha vinda à capital eis-me a tentar explicar a minha ausência que por alguns amigos foi interpretada por motivo de doença, o que felizmente não foi o caso, ainda que tenha sido mordido "à má fila" por uma gata da vizinha que me levou a ter que ir ao hospital com uma infecção na perna direita. "Azar dos Távoras" que não esperava ter tido! Mas felizmente tudo acabou em bem... Prometo na "reentrada ao serviço" poder apresentar alguns textos da minha autoria a mostrar-lhes como se vive por estas bandas. Não é só no Minho nem nas Beiras que podemos gozar bons momentos, boa comida bons queijos e bons vinhos... Por cá também há tudo isso pelo que tentarei recolher dados nesse sentido e dar-lhes a conhecer também as suas belezas naturais!

Estou a tentar criar um grupo local para dar execução à nossa acção de "Limpar Portugal" aproveitando as minhas férias por aqui!

Até breve e um abraço de muita amizade

3 comentários:

Fernanda disse...

Querido amigo Luís,

Tão bom saber de si... eu sabia onde estava mas confesso que estava cheia de saudades. Faz cá muita falta.
O blogue está tão tristinho...

Ainda bem que vamos ter migas e açordas, e carne de porco preto e isso tudo que há no Alentejo lindo.

Beijão amigo Luís, eu prometo que não lhe mando mais e-mails.

Ana Martins disse...

Caro Luís,
umas óptimas férias é o que lhe desejo.
Felizmente que já está recuperado da dentada da gata, que acabou bem mas muitas vezes traz problemas.
Aguardo então pela boa cozinha alentejana com o seu regresso.

Beijinhos,
Ana Martins

Fernanda disse...

Amigo Luís,

Com o entusiasmo esqueci-me de lhe dizer que tenha cuidado com essas dentadas de gatos.
Eu tenho o meu polegar da mão esquerda irreversivelmente estragado, porque um gatinho que eu tentei domesticar, fez-me o favor de me perfurar a falange.

Ninguém me opera sob risco de piorar, agora tenho um dedo que não tem articulação nenhuma.
Na altura tive que tomar 4 antibióticos, porque a infecção não diminuía e mais anti-inflamatórios.
Fiquei literalmente sem defesas e estive retida, numa das vezes que fui ao hospital,7 horas!!!

Tenho dois gatos que adoro, o Kilas e o Malato, mas nunca mais quero saber de gatos vadios.

Beijinho e continuação de boas férias.