01/06/2009

Banco Alimentar contra a Fome

As notícias falam da solidariedade que tem alimentado o Banco Alimentar, numa época de crise em que as carências afectam grande número de famílias. Neste cenário, acho interessante o artigo pequeno mas muito rico de motivos de reflexão do JN de hoje que transcrevo.

Novos pobres
Por Manuel António Pina

Este ano fui um pouco mais generoso na contribuição para o Banco Alimentar Contra a Fome porque me lembrei do pobre dr. Vítor Constâncio e demais administradores do Banco de Portugal, que se queixam de que já não são aumentados desde 2005. Tão precária deve ser a situação de todos eles que os seus salários (ao contrário do que sucede, por exemplo, na Reserva Federal americana) nem são tornados públicos para lhes evitar a vergonha.

No entanto, segundo a sua declaração de rendimentos de 2006, sabe-se que o dr. Vítor Constâncio ganha pouco mais de 23 mil euros por mês (o presidente da Reserva Federal ganha 15 mil). É certo que o dr. Vitor Constâncio tem direito a carro de alta cilindrada e motorista pagos pelos contribuintes, taxas de juro bonificadas e reforma ao fim de 5 anos, mas que é isso para um licenciado pelo ISCEF e ex-secretário-geral do PS? Por isso, mais louvável ainda é o desprendimento e apego à causa pública com que o dr. Vítor Constâncio e seus pares dolorosamente aceitaram prescindir este ano do aumento de 5% (mais 14 mil euros anuais) que chegou a ser anunciado. Deus lhes pague.

3 comentários:

Luis disse...

Caro João,
Este post vem no seguimento do colocado por mim sobre outro "xuxalista", o Padre Melicias, de que não sei quem foi o autor, mas que reflete a mesma ideia: quem está na política fica "bem de mais" económicamente!
Quando se fala tanto em crise considero os seus salários aberrantes e pecaminosos. Deviam ter vegonha... mas não têm! Olhando para eles julgamo-nos em abastança...
Um abraço amigo

Fernanda Ferreira disse...

Amigo João,

Este facto é no mínimo um insulto a todos os portugueses.
É inacreditável, inaceitável, vergonhoso (ainda não encontrei o adjectivo qualificativo), olhe é OBSCENO...

Vitor Constâncio é o gestor mais bem pago da Europa e (se não estou errada o 7/8º do Mundo)...

Isto é um verdadeiro assalto ao dinheiro dos contribuintes.
Agora não aceitar o aumento para este ano só lhe fica bem...coitado, ainda vai passar mal!!!!
Não há VERGONHA, NADA nem NINGUÉM que se aproveita no meio desta corja de larápios.

Beijo,

A. João Soares disse...

Caro Luís,e Cara Ná,
O autor do texto, com muita ironia, aponta no rol dos que precisam de apoio alimentar Víctor Constâncio e os seus colegas da Administração do Banco de Portugal!!! São mais bem pagos que os seus pares americanos!!!
Uma situação escandalosa. Mas quem os lá pôs e os lá mantém são indivíduos do mesmo gangue, ou já comeram ou esperam comer do mesmo. Consta que o substituto do Víctor será o Teixeira Santos, aquele que mantém residência oficial em Matosinhos para estar a receber, há muitos anos, subsídio de residência.
Tais benefícios não são para todos !!!
Abraço
João