29/06/2009

Perder um amigo...


Um verdadeiro amigo é alguém que aquece o nosso coração, que nos anima, nos ouve, compreende e ajuda a superar os momentos difíceis. Raramente pensamos no seu valor, que o temos, mas sempre naquilo que ainda nos falta, até ao dia em que o perdemos!

Hoje estou com o coração em pedaços, chorei e fiz mal a uma alma querida, alguém muito especial para mim.
Parti o seu coração, perdi a sua amizade e perdi uma parte de mim, da minha vida, agora mais insignificante do que nunca.
Perdi o meu melhor amigo, é inexplicável o que a vida nos faz.
Éramos donos do mundo, não tínhamos nada mas tínhamos tudo, o sentimento mais nobre do Mundo...O dom da amizade e do carinho.

O mais difícil de aprender na vida é saber quais as pontes a atravessar e como dizer adeus a alguém que parte. Infelizmente essa opção foi-me imposta, nós sabemos porquê... e só nós o sabemos... por isso peço-te, meu bom amigo, não chores pelo que terminou, antes ri pelo que aconteceu e tivemos enquanto durou.
Fernanda Ferreira

11 comentários:

Ana Martins disse...

Lamento muito Fernanda, força e muita coragem é o que lhe desejo porque nestas horas nunca sei o que dizer.

Beijinhos,
Ana Martins

Luís disse...

NÁ, minha Amiga,
Estou consigo e desejo-lhe muita força, coragem para vencer este momento difícil e triste porque está a passar. Tal como disse a ANA nada mais poderei ou saberei acrescentar.
Um grande beijinho muito solidário.

Desnuda disse...

Igualmente chorei...Muito hoje Fernanda. Porque hoje, se viva estivesse, uma sobrinha jovem , saudável, boa, linda e feliz faria aniversário...


Neste mês perdi dois amigos. Quando choro por um, choro por todos que perdi. E são muitos entre familiares e amigos...


Por isso, vim mesmo que virtualmente deixar meu abraço enorme e acolhedor.

Celle disse...

Maninha,estou triste por voce!
Não sei bem o lhe dizer nesse momento de dor, senão que, tenha certeza da nossa solidariedade e das nossas orações.
Digo mais, quando alguém que amamos muito vai embora a saudade eterniza sua presença, e só o tempo a dor aquieta...
Lamento muito minha querida!

A. João Soares disse...

Querida Amiga Ná,
Só imagina tal sofrimento quem por ele já passou. A vida tem um fim, mas como é muitas vezes inesperado e repentino o choque é maior, quase insuportável. Para quem crê no Além, tenha esperança de que estará melhor sem as atribulações desta terra mesquinha e pouco sã.
Solidarizo-me consigo na sua dor, mas desejo que se conforme e continue a sua vida sendo feliz com quem a acompanha, vivendo com cada um, um dia cheio como se não houvesse amanhã. Devemos estar preparados para o amanhã não contar com qualquer dos nossos entes mais queridos. É a vida

Um beijo de muita solidariedade e comprensão pelo seu luto
João Soares

Fernanda Ferreira disse...

Agradeço a solidariedade de todos os meus amigos deste Blogue, aos que fazem parte activa e aos queridos leitores...

Beijinhos

Dulce disse...



Isso é tão triste, tão sufocante, forma-se um enorme vazio dentro de nós, um vazio que nunca será preenchido...
Entendi que uma amizade foi desfeita, uma ligação de almas foi quebrada e que cada um segue agora seu caminho, desolados os dois, pela falta que um vai fazer ao outro. É isso? Ou será que interpretei mal o seu texto e você fala de uma partida definitiva, de uma morte? Se for isso, é mais sufocante ainda, minha amiga. De qualquer forma, lamento que passe por isso.
Uma profunda amizade que se desfaz deixa-nos meio perdidas, e essa sensação conheço bem, porque vivi-a faz pouco tempo e até hoje me perco nessa ausência... doi demais, a vida fica carecendo de sentido...
E só o tempo poderá amenizar isso, minha amiga. Só o tempo...
beijos
Dulce

Fernanda Ferreira disse...

Obrigada amiga Dulce por todo o apoio e carinho.
Beijinhos

Maria Letra disse...

Tive conhecimento agora mesmo, através do e:mail onde recebo as postagens, da morte dum amigo seu. Não posso deixar de manifestar o meu pesar pela SUA dor, já que o seu amigo estará, concerteza, melhor do que todos nós: EM PAZ. Eu sei como deve ser grande a sua mágoa, mas Ná, a morte faz parte da vida e temos de encarar isso com muita resignação. Estou consigo e desejo apenas que encontre uma forma de ultrapassar este mau momento. Não sou muito a pessoa ideal para tentar suavizar a dor dos outros quando este tipo de coisas me deixa destroçada. Ainda não encontrei a coragem necessária para enfrentar estes episódios das nossas vidas.
Um grande abraço.
Maria Letra

Fernanda Ferreira disse...

Amiga Mizita,

Obrigada amiga por todo o apoio e carinho.
Beijinhos

Pedro Ferreira disse...

Mãe...entendo agora melhor porque te sinto triste quando falamos...não me disseste nada, também tens tantos amigos...mas se este era tão especial como o perdeste??? tu não és de perder amigos mas de fazer, mais e mais.
Pela minha leitura, acho que o teu amigo não morreu, mas fico com a sensação que te causou uma grande dor, o que também não é normal.

Bem, conheço-te bem e sei que me falarás no assunto.
De qualquer modo também sei da tua força e que brevemente ultrapassarás a perca.

Beijinhos e um abração cheio de ternura e saudade,
Pedro