16/06/2009

DANÇA VENTO...

Imagem do Google SentidodoVoo


Dança vento, mas suave e com tento,
Sem alaridos, sem rodopiar,
Dança vento e abraça o momento
Do pescador que enfrenta o mar.

Dança vento, mas suave e com tento,
Ou dorme nas ondas mudas
Em marés inda dormentes,
Serenas e não confusas.

Dança vento, mas suave e com tento,
Sê brisa que beija o mar,
Canta-lhe a canção do tempo
E deixa o pescador pescar!


Ana Martins
Escrito a 17 de Março de 2009

3 comentários:

Mara disse...

Querida Ana Mrtins,

Este poema não podia ser mais belo.

Paraqéns.

Mara / Milai

Luis disse...

Amiga ANA,
Como diz a MARA não podia ser mais belo! Fiquei sem mais palavras para o definir.
Beijinhos

Fernanda Ferreira disse...

Mais uma vez amiga Ana,

Parabéns, fica-se sem palavras...
Beijinhos
Fernanda Ferreira