28/06/2009

A Saúde

Dado que hoje será o meu último dia desta etapa de "repouso obrigatório", pois já me sinto como nova (mas que exagero !...), vou deixar aqui um pouco de mim, saído fresquinho da minha cabeça, depois dum sono reparador. O meu tema será: SAÚDE. Polémico, mas que fala de como eu tenho, até hoje, ultrapassado as minhas doenças.
............

Talvez porque tenho um Deus maravilhoso, que me acompanha e me tem protegido todos os dias e a que todos chamamos Natureza, eu procuro com Ele ultrapassar - até hoje com êxito - os meus pequenos problemas de saúde. Assim, vejamos, só como um simples exemplo entre muitos, para não alongar o meu texto:
Enquanto a maioria das pessoas, quando tem febre por causa duma gripe ou duma amigdalite, toma um antibiótico, uma Aspirina ou Paracetamol, etc., etc., eu recorro à minha toalha de água fria que coloco sobre a zona abdominal, conservando a sua baixa temperatura com um saco de gelo sôbre a toalha. Esta operação é repetida sempre que a toalha aquece demasiado e até que a febre desapareça. Salvo uma ou duas raras excepções, só permaneço de cama um dia. No segundo, faço a minha vida normal, embora não saindo de casa. Quando sinto que a gripe vem acompanhada de problemas do aparelho digestivo, uso a papa de argila, preparada com os cuidados necessários (não usando água de torneira, nem objectos de metal, etc.), a qual é mudada de duas em duas horas. Não tenho, durante algum tempo, como acontece com a maioria das pessoas que recorrem aos antibióticos, enjoos, perda de apetite, etc. Bem pelo contrário!
O meu método SEMPRE resultou e foi com ele, usados nos meus 6 filhos, que eu fugi sempre do recurso a antibióticos, os quais deveriam ser evitados ao máximo. Exceptuo, porém, uma colher de Britacil, dada a dois dos meus filhos, em diferentes anos, no dia de Natal. Era costume passarmos até à meia-noite, na casa do meu sogro e cunhados e, depois da meia-noite, irmos para casa dos meus pais. A mudança de temperatura fez com que, nesses dois anos, dois deles tivessem uma ligeira otite. Aí ..., no que se refere à otite, eu dei-lhes uma colher de Britacil e a dor passou logo. No que se refere ao Natal, decidimos passar a ir um ano a casa do meu sogro e no outro a casa dos meus pais. Quanto ao Britacil, passada a dor, já não lhes dei a segunda colher.
Eu sei, eu sei que vão dizer-me que deveria ter-lhes dado o frasco todo ..., mas eu nunca o fiz. Posso afirmar-vos que eles cresceram sem precisar de antibióticos. Foram 6 filhos criados assim. Será que não basta como bom exemplo? Claro está que sempre considerei que o segredo da saúde reside, principalmente, na alimentação e numa vida o mais natural possível. E eles tiveram essas duas coisas.
Escrevi sôbre saúde. Espero não ter ferido a susceptibilidade de quem abusa dos antibióticos ...

8 comentários:

A. João Soares disse...

Querida Mizita,
Parabéns e agradecimentos por este tema tão bem apresentado. Todos os químicos devem ser evitados. Mesmo na alimentação devem evitar-se os excessos e a monotonia. Um organismo bem alimentado e bem tratado resiste às doenças da forma como explica sem necessidade de medicamentos. E, na base de tudo isto deve estar um psíquico bem equilibrado com pensamentos positivos e optimismo quanto baste.

Beijos
João

Mara disse...

Querida Mizita,

Como sabes, sou "quase" tão amante dos produtos naturais como tu. Há tantos anos que trocamos ideias que muito tenho aprendido contigo. Este é um tema que tem tanto de útil como de necessário à nossa saúde. Acabas de me ensinar como tirar a febre (embora eu nunca tenha febre) o que muito te agradeço. Sobre a argila vamos ter que conservar mais um pouco.

Não fiques com problemas de criar susceptibilidades pois quem abusa de antibióticos vai ficar a pensar no assunto.

Mara disse...

Sabes que há argila de duas cores. A cinzenta e a verde. Não sei qual das duas serve para uso interno.

Depois explicas-me.

Beijinhos
Milai

Maria Letra disse...

A utilização da argila só deve ter lugar depois de adequada informação sôbre como o fazer. Eu sou, desde os meus 18 anos, amante das curas naturais como primeira tentativa. Ainda não me dei mal com isso. Mesmo num caso grave que tive, uma poli-nefrite, quando estava grávida da minha filha, de um mês e meio, em que me deram a alternativa única de tomar o antibiótico "Garalone" e abortar, já que ele iria afectar o fecto (basta ver os seus efeitos, descritos na internet). A "minha" alternativa, apoiada pelo melhor especialista, na altura, foi a de ficar de cama, não comer carne nem peixe e tomar muitos sumos, sobretudo de cenoura e alimentar-me o mais naturalmente que sabia e podia. Um mês depois os valores estavam no seu normal e hoje tenho a minha única filha, entre os seus 5 irmãos.
Mara, raríssimas vezes tive necessidade de recorrer a argila para uso interno e a argila que uso é sempre a verde.
Espero o meu texto tenha sido lido como uma mensagem àqueles que abusam dos medicamentos, sem deixar de ter em consideração que, em certos casos, salvam vidas. Todavia, logo o mal esteja ultrapassado, seria bom recuperar a saúde através das curas naturais.
Um bom resto de domingo.
Beijinhos.
Maria Letra

Maria Letra disse...

Peço desculpa, João, passei por cima do meu "devido" agradecimento pelo seu comentário. Não foi intencional. Quando falo de curas naturais, distraio-me.
Um beijinho amigo.
Maria Letra

Fernanda Ferreira disse...

Querida amiga Mizita,

Agradeço profundamente este seu post. Realmente as pessoas usam e abusam dos medicamentos e tudo não passa de um comércio como outro qualquer.
Todos facturam, os médicos, os farmacêuticos bem como os propagandistas médicos e todos os que estão ligados ao ramo.

Beijo.

Ana Martins disse...

Claro que não feriu Maria Letra,
todos nós sabemos que o uso exagerado de antibióticos não faz bem a ninguém e que em certos casos, quando mais tarde não se podem mesmo evitar, os organismos entupidos com eles chegam mesmo a fazer-lhes resistência, o que dificulta muito o tratamento dos pacientes.

Beijinhos,
Ana Martins

Luis disse...

Querida Mizita,
Desconhecia por completo as virtudes da argila e gostaria que me ensinasse como utilizá-la e em que tipos de doenças. Quanto à forma de debelar a febre essa já era minha conhecida e como sabe é muito aplicada nos bébés e com bons resultados. Quanto aos cuidados com a alimentação também vou tendo ainda que por vezes, mas poucas, feche os olhos e cometa umas ligeiras desatenções! Um pouco de "Sal e Pimenta" na Vida também é bom! Aprender até morrer tem sido o meu lema por isso fico aguardando como usar a argila.
Um grande e muito amigo beijinho por mais esta lição.