31/05/2009

Os meus licores!!!

Quem nunca se deliciou com um fino licor de receita familiar depois dum lauto repasto? Ou simplesmente bebericou um calicezinho já noite dentro com os amigos? Todos seguramente!

Pelo que sei empiricamente e não só, os licores surgiram para guardar, transmitir e potencializar os princípios activos e os sabores de ervas, plantas e frutas no álcool.
Segundo o meu livro, as Receitas da Avó, a tradição do licor encontra a sua origem no fabrico caseiro. Para além do peso histórico familiar, os licores representam igualmente o aproveitamento racional dos excedentes das culturas dos frutos que existem na quinta que doutra forma seriam desperdiçados e também, naturalmente, do tempo que se tem para a sua preparação. Mas garanto-vos que não é nada de complicado e os resultados compensam todo o trabalho e tempo investidos.
Conforme o meu texto aqui-pelo-campo faz referência, eu realmente faço os meus deliciosos licores de forma completamente natural. Como?
Vejamos… para se fazer um bom licor, em primeiro lugar são precisos os ingredientes. É fundamentalmente da qualidade destes que vai resultar um licor divinal. Parte do segredo deve-se ao facto dos licores serem produtos totalmente naturais, sem adição de corantes ou conservantes, podendo-se assim maximizar o sabor e o aroma dos frutos que lhes dão origem.
Os meus licores são feitos com aguardentes que o meu marido produz, por destilação de excelentes bagaços provenientes dos lagares de familiares, ou do resultado da fermentação da própria fruta da minha mini “Quinta do Rau” que posteriormente também vou usar, sejam laranjas, tangerinas, feijoas, araçãs. As laranjas e tangerinas exigem serem previamente descascadas.

Usando as aguardentes citadas e frascos grandes com aberturas largas, veja na foto seguinte, começo por introduzir os frutos e o açúcar, pessoalmente só uso frutose, açúcar obtido a partir de fruta que pode inclusivamente ser tomado por diabéticos. De qualquer forma, uso sensivelmente metade das quantidades indicadas nas receitas publicadas, uma vez que os próprios frutos transmitirão não só a sua cor, o seu aroma mas também libertarão o seu próprio açúcar.Convém agitar os frascos regularmente para que o açúcar se dissolva completamente.


Quando os frutos estão já incolores, filtro e volto a colocar mais frutos frescos e assim sucessivamente até obter a intensidade de cor, aroma e sabor que me parecem adequados. Nesta fase, filtro novamente e coloco o líquido numa garrafa onde agora adiciono ainda um pedacinho de madeira de carvalho, outro mínimo de vagem de baunilha e canela em pau.
Com o tempo criam-se depósitos e é necessário filtrar com alguma regularidade. O produto final estará pronto a consumir ao fim de algumas semanas, duas ou três, mas…nessa altura será o sabor fresco da fruta usada que sobressairá, enquanto que mais tarde, um ou dois anos ou mesmo mais, o licor terá enriquecido substancialmente, ganho corpo (lágrima) e estará sobretudo muito mais macio, uma vez que a aguardente amadureceu. Finalmente verifica-se a graduação alcoólica e rectifica-se com água do Luso. Graduação nunca inferior a 16 graus de álcool por volume, normalmente nunca superior a 20º.

Segundo informação recolhida os licores apareceram na Antiguidade, quando egípcios e gregos deram os primeiros passos rumo ao domínio das técnicas de destilação. Naquela época, a bebida era usada para a cura de todos os males, como elixir de rejuvenescimento ou poção do amor. Imagem só!!!

Fernanda Ferreira

Estacionamento reservado

31 de maio - Dia mundial de Combate ao Fumo

Actualmente, cerca de metade da população mundial tem contacto directo com o tabaco. Seja pelos 1.200.000 de fumadores activos, seja pelos 2.000.000 de fumadores passivos ou involuntários, que inalam a fumaça do tabaco em seus lares, trabalho ou até no lazer. Sabe-se que a epidemia tabágica provoca a morte de mais de 5 milhões de pessoas por ano, sendo a principal causa evitável de morte. Nos países desenvolvidos, o cigarro mata mais que a soma das mortes causadas por cocaína, heroína, álcool, incêndios, suicídios e SIDA.

A inalação da fumaça do tabaco é causa de aproximadamente 50 doenças, e entre as 6 maiores causas de morte no mundo, 4 são relacionadas ao consumo de tabaco: enfarto do miocárdio, derrame cerebral (AVC), doença pulmonar obstrutiva crónica (enfisema pulmonar e bronquite crónica) e câncer, principalmente o de pulmão. Algumas outras doenças tabaco-relacionadas são: câncer de boca, garganta, esófago, estômago, pâncreas, cólon, reto, fígado, vias biliares, rins, bexiga, mama e colo de útero. Impotência sexual, infertilidade, úlcera de estômago, osteoporose, insuficiência arterial, gangrena, etc. Isto sem falar nas complicações e riscos para a mãe e feto no tabagismo durante a gravidez.

O tabaco, quando queimado e inalado, libera mais de 4700 substâncias químicas, sendo 60 delas cancerígenas, dezenas de substâncias irritantes, venenos poderosos e uma que causa prazer e dependência química, a nicotina. Ao chegar aos pulmões, a nicotina leva poucos segundos para chegar ao cérebro, causando libertação de vários neurotransmissores, sendo a dopamina a mais importante.

Qualquer forma de se inalar a fumaça do tabaco, seja através de cigarros, charuto, cachimbo, cigarros de cravo, de palha, narguile, etc acarreta a absorção das substâncias nocivas acima descritas.E os cigarros de “baixos teores” de nicotina e alcatrão são menos prejudiciais? Este conceito foi colocado pela indústria do tabaco, sempre procurando uma forma de esconder os malefícios de seu produto. A principal modificação feita na elaboração dos cigarros de “baixos teores” foi na ventilação do filtro.

Os dispositivos de ventilação dos filtros, geralmente, correspondem a um ou mais anéis de orifícios, que servem para diluir a fumaça como ar, e assim reduzir a concentração das emissões de alcatrão, nicotina e monóxido de carbono. Porém, como o fumador é dependente de nicotina, e precisa receber as dosagens que estão habituadas, este compensa a redução da emissão de nicotina dando tragadas mais profundas, mantendo a fumaça mais tempo nos pulmões, fechando os poros do filtro com os dedos ou ainda fumando mais cigarros que antes.

Uma das mais importantes revisões feitas pelo National Institute of Health dos Estados Unidos sobre riscos associados como uso de cigarros de “baixos teores” apresentou, entre outras, a seguinte conclusão a respeito:“Estudos epidemiológicos e outras evidências científicas não indicam benefícios para a saúde pública no que se refere às alterações no desenho ou manufactura de cigarros nos últimos 50 anos. Estas alterações não causaram diminuição importante de adoecimentos devido ao consumo de cigarros, tanto para o fumador activo, como para a população em geral”. O próprio posicionamento da indústria do cigarro, em seus documentos internos, revela: “Sem dúvida, é possível que o efeito de mudar para cigarros com baixos teores de alcatrão seja aumentar e não diminuir os riscos de se fumar.

Devido à grande variedade de carcinógenos produzidos durante o processo de pirólise (reacção química produzida pela queima de substâncias orgânicas) é pouco provável que se possa chegar a uma forma completamente segura de se fumar tabaco”. Um dos aspectos mais graves dessa questão é que o marketing dos cigarros de “baixos teores” os coloca como uma alternativa “inteligente” à cessação do tabagismo. Oferece uma falsa garantia de protecção e passa a impressão de um produto menos prejudicial.

A única forma comprovada de protecção contra as doenças tabaco-relacionadas é não fumar e não permitir a poluição tabágica.

Por tudo isso, vamos nos unir contra o fumo:

- Evite a primeira tragada;

- Não fume na frente de crianças;

- Evite pessoas e situações que o façam fumar. Resista aos que lhe oferecem cigarro, diga sempre "EU NÃO FUMO";

- Para quem deseja parar é bom saber que os sintomas ruins após a parada são piores na primeira semana, mas são temporários, devendo desaparecer no máximo em 3 semanas;

Publicada por Marcela Isabel Silveira em A Voz do Povo

The Good the bad the ugly

BOM DOMINGO, AMIGOS DO "SEMPRE JOVENS"!


30/05/2009

Importância do reconhecimento


A importância do reconhecimento!!!
As pessoas estão cada vez mais intolerantes e se desgastam valorizando os defeitos dos outros.
Por isso, os relacionamentos de hoje não duram.
A ausência de elogio está cada vez mais presente nas famílias de média e alta renda. Não vemos mais homens elogiando suas mulheres ou vice-versa, não vemos chefes elogiando o trabalho de seus subordinados, não vemos mais pais e filhos se elogiando; amigos, etc.
Só vemos pessoas fúteis valorizando artistas, cantores, pessoas que usam a imagem para ganhar dinheiro e que, por conseqüência são pessoas que tem a obrigação de cuidar do corpo, do rosto.
Vamos começar a valorizar nossas famílias, amigos, alunos,subordinados. Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude, a ética, a beleza de nossos parceiros ou nossas parceiras, o comportamento de nossos filhos.
Vamos observar o que as pessoas gostam. O bom profissional gosta de ser reconhecido, o bom filho gosta de ser reconhecido, o bom pai ou a boa mãe gostam de ser reconhecidos, o bom amigo quer se sentir querido, a boa dona de casa valorizada, a mulher quese cuida, o homem que se cuida, enfim vivemos numa sociedade em que um precisa do outro; é impossível um homem viver sozinho, e os elogios são a motivação na vida de qualquer pessoa.
Quantas pessoas você poderá fazer feliz hoje elogiando de alguma forma?
Pense nisso!


A velhice é um presente...

"Ser velha"

Um dia desses uma jovem me perguntou como eu me sentia sobre ser velha. Levei um susto, porque eu não me vejo como uma velha. Ao notar minha reação, a garota ficou embaraçada, mas eu expliquei que era uma pergunta interessante, que pensaria a respeito e depois voltaria a falar com ela.
Pensei e concluí: a velhice é um presente. Eu sou agora, provavelmente pela primeira vez na vida, a pessoa que sempre quis ser. Oh, não meu corpo! Fico incrédula muitas vezes ao me examinar, ver as rugas, a flacidez da pele, os pneus rodeando o meu abdome, através das grossas lentes dos meus óculos, o traseiro rotundo e os seios já caídos. E constantemente examino essa pessoa velha que vive em meu espelho (e que se parece demais com minha mãe), mas não sofro muito com isso.

Não trocaria meus amigos surpreendentes, minha vida maravilhosa, e o carinho de minha família por menos cabelo branco , uma barriga mais lisa ou um bumbum mais durinho.

Enquanto fui envelhecendo, tornei-me mais condescendente comigo mesma, menos crítica das minhas atitudes. Tornei-me amiga de mim mesma. Não fico me censurando se quero comer um bolinho-de-chuva a mais, ou se tenho preguiça de arrumar minha cama, ou se compro um anãozinho de cimento que não necessito, mas que ficou tão lindo no meu jardim. Conquistei o direito de matar minhas vontades, de ser bagunceira, de ser extravagante.
Vi muitos amigos queridos deixarem este mundo cedo demais, antes de compreenderem a grande liberdade que vem com o envelhecimento.
Dançarei ao som daqueles sucessos maravilhosos das décadas de 50, 60, 70 e se, de repente, chorar lembrando de alguma paixão daquela época, posso chorar mesmo!
Andarei pela praia em um maiô excessivamente esticado sobre um corpo decadente, e mergulharei nas ondas e darei pulinhos se quiser, apesar dos olhares penalizados dos outros.
Eles, também, se conseguirem, envelhecerão.
Sei que ando esquecendo muita coisa, o que é bom para se poder perdoar. Mas, pensando bem, há muitos fatos na vida que merecem ser esquecidos.
E das coisas importantes, eu me recordo freqüentemente.
Certo, ao longo dos anos meu coração sofreu muito. Como não sofrer se você perde um grande amor, ou quando uma criança sofre, ou quando um animal de estimação é atropelado por um carro? Mas corações partidos são os que nos dão a força, a compreensão e nos ensinam a compaixão.
Um coração que nunca sofreu é imaculado e estéril e nunca conhecerá a alegria de ser forte, apesar de imperfeito.
Sou abençoada por ter vivido o suficiente para ver meu cabelo embranquecer e ainda querer tingi-los a meu bel prazer, e por ter os risos da juventude e da maturidade gravados para sempre em sulcos profundos em meu rosto.
Muitos nunca riram, muitos morreram antes que seus cabelos pudessem ficar prateados...
Quanta sabedoria, gostaria de saber a autoria.

Amar os animais

Atenção a estes símbolos de pedofilia!

IMPORTANTÍSSIMO CONHECER, MESMO QUE A MAIORIA DAS PESSOAS POSSA USAR POR ACHAR BONITO.
Divulguem....DENUNCIEM....
FBI produziu um relatório em Janeiro sobre pedofilia. Nele estão colocados uma serie de símbolos usados pelos pedófilos para se identificar. Os símbolos são, sempre, compostos pela união de 2 semelhantes, um dentro do outro. A forma maior identifica o adulto, a menor a criança. A diferença de tamanho entre elas demonstra a preferência por crianças maiores ou menores.


Homens são triângulos, mulheres corações. Os símbolos são encontrados em sites, moedas, jóias (anéis, pingentes,.. .) entre outros objectos.

Os triângulos representam homens que adoram meninos (o detalhe cruel é o triângulo mais fino, que representam homens que gostam de meninos bem pequenos); o coração são homens (ou mulheres) que gostam de meninas e a borboleta são aqueles que gostam de ambos. De acordo com a revista, são informações recolhidas pelo FBI durante as suas investigações. A ideia dos triângulos e corações concêntricos é a da figura maior envolvendo a figura menor, numa genialidade pervertida de um conceito gráfico. Existe um requinte de crueldade, pois esses seres fazem questão de se exibirem em código para outros, fazendo desses símbolos bijutaria, moedas, troféus, adesivo etc. Infelizmente, é o design gráfico a serviço do mal.


SE VIR EM ALGUM CANTO, DENUNCIE!!!

AO ENCONTRAR UM SÍMBOLO DESSES, AVISE AS AUTORIDADES.
Recebido por e-mail, amiga Fernanda Moreira.

*Nota- estou a trancrever um e-mail recebido por achar de máxima importância e de interesse público.
Fernanda Ferreira


Credibilidade das Instituições

É bom ver as coisas pelo lado positivo!

Copiado do jornal PÚBLICO

Manual do Eleitor Europeu


Humoral da História
Manual do eleitor europeu
Expresso, Sábado, 30 de Mai de 2009

Minas Gerais

29/05/2009

Reforma da Educação

DÁ CÁ UMA RAIVA


DÁ CÁ UMA RAIVA ...

Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na tua cama, com a luz
apagada e te perguntam:
- Estás a dormir?
- Não! Estou a treinar para morrer!
________________________________

Quando a gente leva um electrodoméstico para a reparação e o técnico pergunta:
- Está avariado?
- Não!... É que ele estava cansado de estar em casa e eu trouxe-o para passear.
________________________________

Quando está a chover e percebem que vais sair à chuva, perguntam:
- Vais sair com esta chuva???
- Não, vou sair com a próxima...
________________________________

Quando acabaste de te levantar e vem um idiota (sempre) e pergunta:
- Já acordaste?
- Não. Sou sonâmbulo!
________________________________

O teu amigo liga para tua casa e pergunta:
- Onde estás?
- No Pólo Norte! Um furacão trouxe a minha casa para cá!
________________________________

Acabas de tomar banho e alguém pergunta:
- Tomaste banho?
- Não!... Está a chover no WC!!!!!
_____________________________

Três emigrantes vão à praia pela primeira vez.
Diz o primeiro: eh ... tanta água!
Diz o segundo: eh ... tanta areia!
Diz o terceiro: Ai...Ai Vamos embora antes que apareça o
cimento...
________________________________

O único sítio no mundo onde os carros andam na frente dos animais de carga
.... é nos super-mercados!
________________________________

Um homem todo contente à porta da maternidade por a mulher ter
dado à luz 5 gémeos, diz:
- Tenho cá um canhão!
Responde o médico:
- Veja lá se o limpa, porque saíram todos pretos.
_____________________________

Duas amigas caídas de bêbedas e aflitas para fazer xixi, vão
faze-lo no cemitério. Uma limpou-se à cuequinha e a outra como não tinha
limpou-se a uma fita de uma coroa de flores que estava perto.

No dia seguinte um dos maridos ligou ao outro:

- A minha mulher chegou bêbeda e sem cuecas acabei o casamento!
Diz o outro.
- Eu também! A minha trazia uma fita presa que dizia:
''jamais te esqueceremos. Carlos, Tiago, Pedro e todo o pessoal da
faculdade.''

Fim de semana emotivo na Serra da Estrela

Carta Aberta ao PM

Carta aberta ao primeiro-ministro

Público, 27.05.2009, Santana Castilho

A maior taxa de desemprego de sempre, uma dívida externa como nunca se viu e um défice nunca antes atingido

Senhor primeiro-ministro:
Como sabe, uma carta aberta é uma figura retórica. Usamo-la para dizer publicamente coisas que reputamos de interesse geral e para as quais queremos mobilizar os outros. É este o meu fito. Claro. Dispensando mantos negros de campanhas da mesma cor. A assinatura vai no fim. Responsabiliza e o senhor sabe quem se lhe dirige.
Quer acredite, quer não, começo por lhe confessar que tenho, repetidas vezes, verdadeira compaixão de si e da vida que construiu ao longo dos últimos anos. Não se pode sentir bem, mesmo que se julgue um salvador. Porque, objectivamente, o país que resulta da sua governação está pior do que o país que tomou e porque são muitos os que o têm por carrasco das suas existências. É, por exemplo, o caso do grupo profissional a que pertenço, os professores. A ministra e os secretários de Estado que o senhor descobriu infernizaram um sistema de ensino que já não precisava de ajuda para ser medíocre. Mas foram longe no cumprimento da missão que lhes determinou. Tornaram-no um caos. A responsabilidade, primeira e última, de tudo quanto aqui disse à sua dilecta ajudante, no meu último artigo, é sua. Sua, senhor primeiro-ministro! O senhor tem vindo perseverantemente a destruir a credibilidade da escola pública, a hipotecar o futuro da juventude e, com ela, do país.
Se aplicar a si próprio a ligeireza taylorista da avaliação do desempenho que impôs aos outros, estritamente assente em resultados, só pode concluir que falhou e não merece a renovação do contrato. Três exemplos, entre tantos: o senhor conseguiu a maior taxa de desemprego de sempre e uma dívida externa como nunca se viu na nossa história; sufocou-nos com a obsessão dos 3 por cento para, afinal, terminar a legislatura com um défice nunca antes atingido.
O senhor, no partido e fora dele, rodeou-se de iluminados fanáticos que lhe têm feito crer que as suas posições - melhor dizendo, imposições - são as únicas razoáveis, ainda que diametralmente opostas às da maioria a quem se destinam. E não me venha com o discurso da legitimidade que conquistou nas urnas. Começou a perdê-la no dia seguinte, quando deixou de cumprir o que prometeu aos que em si votaram.
Umas vezes de modo sub-reptício, outras de forma desavergonhada, fui assistindo à coacção social para aceitar ideias denominadas de progressistas, que não são mais que retrocessos civilizacionais. Falo da escola a tempo inteiro. Falo daquilo a que chamou escola inclusiva. Falo do desmembramento do Sistema Nacional de Saúde. Falo do desastre da Justiça e da produção legislativa pré-ordenada para fins diferentes dos do interesse colectivo. Falo do incentivo à bufaria e da continuada tentativa de domar a imprensa livre. Falo do TGV, do fim dos concursos públicos e dos ajustes directos, das derrapagens escandalosas de preços e dos favorecimentos mais que duvidosos. Falo do esbatimento desapropriado e inaceitável das fronteiras entre o Estado e o PS.
Os funcionários públicos, em geral, e os professores, em particular, foram apresentados à população como os responsáveis pelos males do país. O senhor pulverizou carreiras em nome de uma modernização que ninguém vê. Tornou tudo precário. Deitou borda fora gente experiente e competente para acabar contratando em outsorcing depois. O último ajuste directo foi feito com Freitas do Amaral, por 72.000 euros, para rever a lei das fundações. Naturalmente que não está em causa a competência do professor. Em causa está o princípio. Em causa está a memória, que ainda não se apagou, de outro contrato para colectar, por mais do triplo daquele valor, imagine-se, uma legislação que qualquer secretaria-geral dominava e utilizava no dia-a-dia.
Entrámos em campanha eleitoral. Três eleições seguidas, arrastadas, com os mesmos que nos trouxeram à encruzilhada a dizerem que têm as soluções para o país, sem que ninguém peça desculpa por ter sido protagonista dos mesmíssimos erros que aponta aos adversários. Entre eles, o senhor sobressai pela falta de credibilidade. Pelo que acabo de referir, a título paradigmático, mais pela falta de cabal e atempado esclarecimento de tanta trapalhada em que tem sido envolvido. Queria que a rectidão do seu carácter não fosse com frequência objecto de dúvida. Gostaria que os olhos nos olhos da argumentação política substituísse o absurdo e a mentira manipuladora do receituário definitivo. Mas como quer, por exemplo, que o cidadão comum tome a sério o combate apressado ao enriquecimento ilícito, simulado na mesma casa que se abriu, sem pudor político nem vergonha cívica, quase por unanimidade, ao deboche do financiamento partidário? Ou que seja generoso quando o vê, lá fora, ridiculamente exposto a falar em castelhano que não domina, ou a promover computadores manhosos numa cimeira internacional?
Reconhecem-lhe dons oratórios. Discordo. O senhor é tão-só um pugilista da frase previamente fabricada (para o observador atento são significativos os seus erros discursivos: diz perdão, faz rewind e carrega no forward para prosseguir sem pestanejar). O seu vício para reduzir a argumentação ao pugilato verbal é irrecuperável, mesmo que a tarefa seja entregue à equipa de Obama que, dizem, vai contratar. Tenho para mim que o que mais o aproxima desse político é o tom da pele. Imagine como vejo grande a distância que vos separa e difícil a tarefa daqueles técnicos de comunicação. Sejam quais forem os resultados, o senhor já perdeu. Porque resignou um povo a viver explorado, sem esperança e sem alegria.
Professor do ensino superior (s.castilho@netcabo.pt)

Cuide dos seus olhos. Previna-se

Os olhos são órgãos de suma importância. Tome cuidados com eles para que nunca lhe faltem.

TENTA FAZER IGUAL ... SE FÔRES CAPAZ!

SUPORTAR O INEVITÁVEL


Eu poderia suportar todos os males que a vida me impusesse, menos uma coisa: a cegueira. Isso jamais eu poderia aguentar. Estas foram palavras do famoso novelista e dramaturgo americano, Booth Tarkington, vencedor do prêmio Pulitzer.
Cada um de nós poderia então questionar: dos males, das provas da vida, qual seria aquela ou aquelas que não suportaríamos? Todos temos limites e medos é certo. Então, até quando, ou, até o quê podemos, cada um de nós, suportar? O Sr Tarkington viveu uma experiência muito especial neste sentido.
Um dia, quando já estava com seus sessenta e poucos anos, olhou o tapete que cobria o assoalho. As cores estavam confusas, opacas. Não podia distinguir o desenho. Foi a um especialista. Soube então da trágica verdade: estava perdendo a vista. Um olho já estava quase inutilizado; o outro seguia o mesmo caminho. Acontecera-lhe o que ele mais temia.
E como foi que Tarkington reagiu diante do pior dos desastres? Será que pensou: Aí está! Eis o fim de minha vida... Não, absolutamente. Para sua própria surpresa, sentiu-se quase alegre. Lançou mão até mesmo do seu senso de humor.
Pequenas manchas flutuantes perturbavam-lhe a visão, passavam-lhe pelos olhos e impediam-no de ver. Contudo, quando a maior delas passava pelos olhos, costumava dizer:Olá! Lá está o vovô de novo! Para onde será que vai nesta bela manhã?
De que modo poderia o destino dominar tal Espírito? A resposta é: não poderia de maneira nenhuma. Quando a cegueira total o envolveu, ele comentou: Verifiquei que podia suportar a perda de meus olhos exatamente como o homem pode suportar qualquer outra coisa.
Se perdesse todos os meus cinco sentidos, sei que poderia viver dentro da minha mente, pois é através do cérebro que vemos, e é nele que também vivemos, quer saibamos disso ou não.
Na esperança de recuperar a vista, submeteu-se, nos anos seguintes, a mais de doze operações, delicadas, incômodas. Revoltou-se, por acaso, contra isso? Não. Sabia que isso precisava ser feito. Compreendia que não lhe era possível escapar de tal contingência. Aceitava tudo com extrema dignidade.
Recusou o quarto particular que lhe reservaram no hospital e foi para uma enfermaria comum, onde pudesse estar em companhia de outras pessoas que também sofriam reveses. Quando teve que se submeter às repetidas operações, procurava se lembrar do quanto era afortunado:
É maravilhoso! É maravilhoso ver-se como a ciência pode agora realizar operações numa coisa tão delicada quanto os olhos humanos! Muitos outros, passando por tudo que ele passou, teriam se transformado em trapos humanos e desistido de tudo, porém, Tarkington mostrou que é possível, que é sempre possível suportar o inevitável.
Suportar o inevitável significa ter resignação, esta aceitação do coração ao que a vida nos impõe pelas leis naturais do Universo. Sabendo que Deus é soberanamente justo e bom, e que Suas Leis são perfeitas, não há o que temer.
Os fardos que carregamos sempre são proporcionais à nossa capacidade de suportá-los. Os fardos sempre nos fazem mais fortes, mais esclarecidos e maduros, quando suportados com resignação e coragem.

Pelo coração

Este vídeo vem rodando na internet há algum tempo mas, é FANTÁSTICO!
Vale a pena ver de novo!

Pedidos de um filho aos pais

"Pedidos de um filho aos pais"

“Não tenham medo de serem firmes comigo.
Prefiro assim...
Isto faz com que eu me sinta mais seguro.
Não deixem que eu adquira maus hábitos. Dependo de vocês para saber o que é certo ou errado.
Falem e usem comigo com educação e aprenderei como devo fazer dentro e fora de casa.
Leiam, cantem e sorriam pra mim e aprenderei a ser feliz.
Fiquem atentos ao meu estudo e não façam minhas tarefas, assim ficarei preguiçoso e nada produzirei.
Não me corrijam com raiva, nem
na presença de estranhos.
Aprenderei muito mais se me falarem
com calma e em particular.
Sempre me falem a verdade e sejam honestos em seus sentimentos, assim aprenderei a ser uma boa pessoa quando crescer .
Não me protejam das conseqüências de meus erros.
Às vezes eu preciso aprender pelo caminho áspero.
Não levem muito a sério as minhas pequenas dores.
Necessito delas para poder amadurecer.
Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo o que peço.
Só estou experimentando vocês.
Me satisfaço com coisas simples.
Não precisa gritar comigo para que eu ouça vocês. O grito separa os nossos corações.
Não sejam irritantes ao me corrigirem.
Se assim o fizerem, eu poderei fazer o contrário do que me pedem.
Não me façam promessas que não poderão cumprir depois.
Lembrem-se que isto me deixa profundamente desapontado.
Não ponham à prova a minha honestidade.
Sou facilmente levado a dizer mentiras.
Não me apresentem um Deus carrancudo e vingativo.
Isso me afastaria dEle.
só me apresentem a Deus se vocês conviverem com Ele.
Senão, isso me tornará incrédulo.
Não desconversem quando faço perguntas, senão serei
levado a procurar respostas na rua todas às vezes que não as tiver em casa.
Não se mostrem para mim como pessoas infalíveis.
Ficarei extremamente chocado quando descobrir um erro em vocês.

Não digam simplesmente que meus receios e medos são bobos ou não existem.
Ajudem-me a compreendê-los e vencê-los.
Não digam que não conseguem
me controlar.
Eu me julgarei mais forte
que vocês.
Não me tratem como uma pessoa sem personalidade.
Não vivam me apontando os defeitos das pessoas que me cercam.
Isso irá criar em mim, mais cedo ou mais tarde, o espírito de intolerância
Não se esqueçam que eu gosto de experimentar as coisas
por mim mesmo. Não queiram ensinar tudo para mim.
Não tenham vergonha de dizer que me amam.
Eu necessito desse carinho e amor para poder transmiti-lo
à vocês e aos outros.
Não desistam nunca de me ensinarem o bem, mesmo quando
eu parecer não estar aprendendo.
Não desistam nunca de me ensinarem o bem, mesmo quando
eu parecer não estar aprendendo.
Não existe fórmula para a criação de um filho, mas pense!
Duas doses de amor e uma de educação é um bom começo.
O EXEMPLO não é a melhor forma de educar seu filho, ele é a única.”
Autor desconhecido.

28/05/2009

11 regras práticas

Eis alguns conselhos que Bill Gates recentemente deu numa conferência numa escola secundária:

11 regras que os estudantes não aprenderão na escola.

Ele fala sobre como a "política educacional de vida fácil para as crianças" tem criado uma geração que não tem o conceito da realidade e como esta política tem levado as pessoas a falharem nas suas vidas profissionais, depois da escola.

Muito conciso, todos esperavam que ele fosse fazer um discurso de uma hora ou mais...Bill Gates falou em menos de 5 minutos, foi aplaudido mais de 10 minutos sem parar, agradeceu e foi-se embora no seu helicóptero...

Regra 1
A vida não é fácil, acostumem-se a isso.

Regra 2
O mundo não está preocupado com a vossa auto-estima. O mundo espera que vocês façam alguma coisa útil por ele, ANTES de vocês se sentirem bem convosco próprios.

Regra 3
Vocês não vão ganhar 5.000 dólares por mês assim que saírem da Universidade. Vocês não serão directores de uma empresa com carro e telefone à disposição antes de terem conseguido comprar o vosso próprio carro e telefone.

Regra 4
Se vocês acham que os vossos professores são rudes, esperem até terem um Chefe. Ele não vai ter pena de vocês.

Regra 5
Vender jornais velhos ou trabalhar nas férias não está abaixo da vossa posição social. Os vossos Avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam-lhe oportunidade.

Regra 6
Se vocês fracassarem, a culpa não é dos vossos Pais. Por isso não os culpem dos vossos erros, aprendam com eles.

Regra 7
Antes de vocês nascerem, os vossos Pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as vossas contas, lavar as vossas roupas e ouvir vocês dizerem que eles são "ridículos". Antes de quererem salvar o planeta para a próxima geração, desejando consertar os erros da geração dos vossos Pais, tentem limpar o vosso próprio quarto.

Regra 8
A vossa escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas vocês não chumbam mais de um ano e têm tantas chances quantas vocês precisarem até acertar. Isto não tem NADA a ver com a vida real. Se pisarem o risco, são despedidos... Façam bem à primeira !

Regra 9
A vida não é dividida em semestres. Vocês não terão sempre os verões livres e é pouco provável que os outros empregados vos ajudem a cumprir as vossas tarefas no fim de cada período.

Regra 10
A televisão NÃO é a vida real. Na vida real, as pessoas têm que largar o «barzinho» ou a discoteca e ir trabalhar.

Regra 11
Sejam simpáticos para com os «estudiosos» - aqueles estudantes que muitos julgam que são uns idiotas. Existe uma grande probabilidade de vocês virem a trabalhar PARA eles um dia.
Coisas Esquecidas!!!
Coisa boa é o tempo de namoro.Tempo quando sentimos que somos importantes.O outro preocupa-se, telefona, faz carinho,diz coisas ridiculamente lindas ao nosso ouvido,faz surpresas, dá a mão e beijos intermináveis.Mas a longa convivência vai apagandoaos poucos o essencial de um relacionamento.Acostuma-se tanto ao outro que certas coisasperdem o sentido.Esquece-se do beijo na saída e na chegada.E... de antes de dormir.Esquece-se do abraço bem apertadoque diz tanto sem dizer nada.Esquece-se de datas importantese comuns aos dois.Esquece-se de andar lado a lado.Esquece-se do te amo,do estou feliz porque tenho você.Esquece-se do poder de uma flor.Esquece-se... do namoro!Fala-se do passado como do bom tempo.Mas... passado!E as pessoas surpreendem-se por viveremtão afastadas vivendo juntas.Um se deita mais cedo, o outro mais tarde;um se levanta, o outro fica.Fazem amor por obrigação.Culpa de quem? Dois dois.Quando há um problema entre um casala culpa é fatalmente dos dois lados.Uma coisa conduz a outra.E muitos casais seguem assim.Juntos, apesar de tudo, cada umdo seu lado sofre interiormente de solidão.Cada um sonha, secretamente,com emoções esquecidas, com grandes paixões.E ninguém pensa em reacender a brasa.Ninguém pensa em reconquistar o que se tem,justamente porque se tem.Mas há tanto que pode ser feito!Lembre-se das coisas esquecidas!Lembre-se do início.O que foi mesmo que te conquistou no outro?Inversamente, pense no que foi em vocêque conquistou o outro coração.Reaviva a chama!Nunca permita que o essencial morrapor causa de trabalho, estresse,filhos e atividades extras.É essencial estar juntos.Mas, mais que isso,amar juntos de amor inteiro.É preciso cuidar do amorcomo se cuida de algo frágil.A pessoa amadanão faz parte dos móveis da casa.Cuide dela e cuide-se. Antes quea vida a dois caia no esquecimento.Não se esqueçade lembrar-se das coisas esquecidas!Amor não é só coisa para os jovens não.Paixão faz bem em qualquer idade.Carinho nunca é demais. Atenção, cativa.Reaprenda a amar aquela pessoa que um diafez bater seu coração mais forte.Muitas coisas podem ficar esquecidas.Mas o amor,ele mesmo,...nunca se esquece!
Leticia Thompson

ASSALTO A BANCO...

Ligação telefônica para um banco:
- Alô? Quem tá falando?
-Aqui é o ladrão.
- Desculpe, a telefonista deve ter se enganado, eu não queria falar com o dono do banco. Tem algum funcionário aí?- Não, os funcionários tá tudo refém.
- Há, eu entendo. Afinal, eles trabalham quatorze horas por dia, ganham um salário ridículo, vivem levando esporro, mas não pedem demissão porque não encontram outro emprego, né? Vida difícil... mas será que eu não poderia dar uma palavrinha com um deles?- Impossível. Eles tá tudo amordaçado.
- Foi o que pensei. Gestão moderna, né? Se fizerem qualquer crítica, vão pro olho da rua. Não haverá, então, algum chefe por aí?
- Claro que não mermão. Quanta inguinorânça! O chefe tá na cadeia, que é o lugar mais seguro pra se comandar assalto!- Bom... Sabe o que que é? Eu tenho uma conta.
- Tamo levando tudo, ô bacana. O saldo da tua conta é zero!
- Não, isso eu já sabia. Eu sou professor! O que eu queria mesmo era uma informação sobre juro.
- Companheiro, eu sou um ladrão pé-de-chinelo. Meu negócio é pequeno. Assalto a banco, vez ou outra um seqüestro. Pra saber de juro é melhor tu ligá pra Brasília.- Sei, sei. O senhor tá na informalidade, né? Também, com o preço que tão cobrando por um voto hoje em dia... mas, será que não podia fazer um favor pra mim? É que eu atrasei o pagamento do cartão e queria saber quanto vou pagar de taxa.
- Tu tá pensando que eu tô brincando? Isso é um assalto!
- Longe de mim pensar que o senhor está de brincadeira! Que é um assalto eu sei perfeitamente; ninguém no mundo cobra os juros que cobram no Brasil. Mas queria saber o número preciso: seis por cento, sete por cento?
- Eu acho que tu não tá entendendo, ô mané. Sou assaltante. Trabalho na base da intimidação e da chantagem, saca?
- Ah, já tava esperando. Você vai querer vender um seguro de vida ou um título de capitalização, né?
- Não.... já falei... eu sou... Peraí bacana... hoje eu tô bonzinho e vou quebrar o teu galho.(um minuto depois)
- Alô? O sujeito aqui tá dizendo que é oito por cento ao mês.- Puxa, que incrível!
- Incrive por que? Tu achava que era menos? Não, achava que era mais ou menos isso mesmo. Tô impressionado é que, pela primeira vez na vida, eu conseguiobter uma informação de uma empresa prestadora de serviço pelo telefone em menos de meia hora e sem ouvir 'Pour Elise'.
- Quer saber? Fui com a tua cara. Acabei de dar umas bordoadas no gerente e ele falou que vai te dar um desconto. Só vai te cobrar quatro por cento, tá ligado?
- Não acredito! E eu não vou ter que comprar nenhum produto do banco?- Nadica de nada, já tá tudo acertado!
- Muito obrigado, meu senhor. Nunca fui tratado dessa...(De repente, ouvem-se tiros, gritos)
- Ih, sujou! Puliça!
- Polícia? Que polícia? Alô? Alô?(sinal de ocupado)
- Droga! Maldito Estado: quando o negócio começa a funcionar, entra o Governo e estraga tudo!Luís Fernando Veríssimo

27/05/2009

Pensamento do dia!



Fernanda Ferreira

ADÃO E EVA 2


Como vê não fugi.... E por ter visto o seu post lembrei-me desta imagem da minha "tulha"! E assim lá vai ela para gaudio dos nossos parceiros....


Fernanda Ferreira

Amizade é...

A Amizade é...
O mais nobre dos sentimentos,
Cresce à sombra do desinteresse,
Nutre-se brindando-se e floresce
a cada dia com a compreensão.

Seu lugar está junto ao amor
Porque ela é também amor.
Somente os honestos podem
ter amigos, porque à amizade,
o mais leve dos cálculos a fere.

Como é um bem reservado aos
eleitos, é o sentimento mais
incompreendido e o pior interpretado.
Não admite sombras nem fingimentos,
rusticidade nem renúncias.

Exige no entanto sacrifício e coragem,
compreensão e verdade,
VERDADE! acima de todas as coisas.

Com as pequenas coisas
do dia a dia
cresce nossa amizade.
Desejo que sempre seja assim.
(Desconhecido)

*Poema deixado em forma de comentário pelo amigo Eduardo Pois.
Fernanda Ferreira

Origem da cidade de Cascais

A ARTE DE VIVER

Não podemos fazer regressar à vida um ente querido que faleceu, mas podemos atenuar o nosso sofrimento recordando-nos dos bons momentos que com ele passámos, das suas realizações positivas, das coisas e dos locais de que gostava.
Miguel Bacelar, A arte de ver e superar

Cartoon de Maurício de Souza

Este é um dos melhores trabalhos do grande cartunista "MAURICIO DE SOUZA"


26/05/2009

Comercial esmerado

FANTÁSTICO

Este comercial foi elaborado sem utilização de recursos de computador ou truques digitais. Sucedeu em tempo real exatamente como se vê. A gravação requereu 606 tentativas.Nas primeiras 605 tentativas sempre ocorreu algo de menor importância que não funcionou. A equipe de gravação passou semanas, dia e noite, e estava quase desistindo e com vontade de trocar o objetivo. O apoio mútuo manteve-os unidos. Esta gravação custou 6 milhões de dólares e consumiu 3 meses até terminar, incluindo a engenharia de planificação completa de uma única sequência. Além disso, este anuncio dura 2 minutos e já está tornando-se num dos mais distribuído pela Internet



Alzhaimer

Interessantíssimo...



Alzhaimer - Interessantíssimo... lembram que antes se dizia: Fulano tá caduco!!! Pois é...e pior que não tem idade, parente de um conhecido começou com a doença aos 52 anos, assustador, hoje não reconhece ninguem.

A cada 1 minuto de tristeza perdemos a oportunidade de sermos
felizes por 60 segundos.



Sobre o Alzheimer
Roberto Goldkorn é psicólogo e escritor.


Meu pai está com Alzheimer. Logo ele, que durante toda vida
se dizia 'o Infalível'. Logo ele, que um dia, ao tentar me ensinar
matemática, disse que as minhas orelhas eram tão grandes que batiam no
teto. Logo ele que repetiu, ao longo desses 54 anos de convivência, o
nome do músculo do pescoço que aprendeu quando tinha treze anos e que
nunca mais esqueceu: esternocleidomastóideo.

O diagnóstico médico ainda não é conclusivo, mas, para mim,
basta saber que ele esquece o meu nome, mal anda, toma líquidos de
canudinho, não consegue terminar uma frase, nem controla mais suas
funções fisiológicas, e tem os famosos delírios paranóicos comuns nas
demências tipo Alzheimer.

Aliás, fico até mais tranqüilo diante do 'eu não sei ao
certo' dos médicos; prefiro isso ao 'estou absolutamente certo de
que....', frase que me dá arrepios.

E o que fazer... para evitarmos essas drogas?

Como?

Lendo muito, escrevendo, buscando a clareza das idéias,
criando novos circuitos neurais que venham a substituir os afetados
pela idade e pela vida 'bandida'.

Meu conselho é para vocês não serem infalíveis como o meu
pobre pai; não cheguem ao topo, nunca, pois dali só há um caminho:
descer.. Inventem novos desafios, façam palavras cruzadas, forcem a
memória, não só com drogas (não nego a sua eficácia, principalmente as
nootrópicas), mas correndo atrás dos vazios e lapsos.

Eu não sossego enquanto não lembro do nome de algum velho
conhecido, ou de uma localidade onde estive há trinta anos. Leiam e se
empenhem em entender o que está escrito, e aprendam outra língua, mesmo
aos sessenta anos.

Coloquem a palavra FELICIDADE no topo da sua lista de
prioridades: 7 de cada 10 doentes nunca ligaram para essas 'bobagens' e
viveram vidas medíocres e infelizes - muitos nem mesmo tinham
consciência disso.

Mantenha-se interessado no mundo, nas pessoas, no futuro.
Invente novas receitas, experimente (não gosta de ir para a cozinha?
Hum... Preocupante). Lute, lute sempre, por uma causa, por um ideal,
pela felicidade. Parodiando Maiakovski, que disse 'melhor morrer de
vodca do que de tédio', eu digo: melhor morrer lutando o bom combate do
que ter a personalidade roubada pelo Alzheimer.

Dicas para escapar do Alzheimer:

Uma descoberta dentro da Neurociência vem revelar que o
cérebro mantém a capacidade extraordinária de crescer e mudar o padrão
de suas conexões.

Os autores desta descoberta, Lawrence Katz e Manning Rubin
(2000), revelam que NEURÓBICA, a 'aeróbica dos neurônios', é uma nova
forma de exercício cerebral projetada para manter o cérebro ágil e
saudável, criando novos e diferentes padrões de atividades dos
neurônios em seu cérebro. Cerca de 80% do nosso dia-a-dia é ocupado por
rotinas que, apesar de terem a vantagem de reduzir o esforço intelectual,
escondem um efeito perverso: limitam o cérebro.

Para contrariar essa tendência, é necessário praticar
exercícios 'cerebrais' que fazem as pessoas pensarem somente no que
estão fazendo, concentrando-se na tarefa. O desafio da NEURÓBICA é fazer
tudo aquilo que contraria as rotinas, obrigando o cérebro a um trabalho
adicional.

Tente fazer um teste:

- use o relógio de pulso no braço direito;
- escove os dentes com a mão contrária da de costume;
- ande pela casa de trás para frente; (vi na China o pessoal treinando isso num parque);
- vista-se de olhos fechados;
- estimule o paladar, coma coisas diferentes;
- veja fotos de cabeça para baixo;
- veja as horas num espelho;
- faça um novo caminho para ir ao trabalho.


A proposta é mudar o comportamento rotineiro!



Tente, faça alguma coisa diferente com seu outro lado e
estimule o seu cérebro.

Vale a pena tentar!


Que tal começar a praticar agora, trocando o mouse de lado?


Que tal começar agora enviando esta mensagem, usando o mouse com a mão esquerda?


FAÇA ESTE TESTE E PASSE ADIANTE PARA SEUS (SUAS) AMIGOS (AS).


'Critique menos, trabalhe mais. E, não se esqueça nunca de agradecer!'

Sucesso para você!!!

SOU GRATO


À MINHA MULHER
por dizer que teremos cachorro-quente ao jantar,
porque ela está em casa comigo e não com algum outro não sei onde!



AO MEU MARIDO,
esparramado no sofa como um purê de batata,
porque ele está comigo e não em algum boteco...


À ADOLESCENTE LÁ DE CASA,
que está reclamando por ter que lavar a louça,
porque isso significa que está em casa, e não nas ruas....



PELAS BRONCAS DO CHEFE,
POIS ISTO SIGNIFICA QUE ESTOU EMPREGADA... .



PELA BAGUNÇA QUE RESTOU DEPOIS DA FESTA

PORQUE ISTO SIGNIFICA QUE ESTIVE RODEADA DE AMIGOS...

PELAS ROUPAS QUE ESTÃO FICANDO APERTADAS,
PORQUE ISSO SIGNIFICA QUE TENHO MAIS QUE O SUFICIENTE PARA COMER...



PELA MINHA SOMBRA QUE ME OBSERVA EM AÇÃO
PORQUE ISSO SIGNIFICA QUE ESTOU FORA, AO SOL...


PELA GRAMA QUE PRECISA SER CORTADA,
PELAS JANELAS QUE PRECISAM SER LIMPAS
E PELAS CALHAS QUE PRECISO CONSERTAR,
PORQUE ISSO SIGNIFICA QUE TENHO UMA CASA...

POR TODAS AS QUEIXAS QUE OUÇO CONTRA O GOVERNO
PORQUE ISSO SIGNIFICA QUE TEMOS LIBERDADE DE EXPRESSÃO...


PELA VAGA QUE ACHEI BEM NO FINAL DO ESTACIONAMENTO
PORQUE ISSO SIGNIFICA QUE POSSO CAMINHAR E QUE TENHO MEIO DE TRANSPORTE...

PELA CONTA MONSTRUOSA DE ENERGIA QUE PAGO
PORQUE ISSO SIGNIFICA QUE ESTOU SEMPRE CONFORTÁVEL...


PELA SENHORA DESAFINADA QUE CANTA ATRÁS DE MIM NA IGREJA
PORQUE ISSO SIGNIFICA QUE POSSO OUVIR...


PELA PILHA DE ROUPAS PARA LAVAR E PASSAR
PORQUE ISSO SIGNIFICA QUE TENHO ROUPA PARA VESTIR...


PELO CANSAÇO E MÚSCULOS DOLORIDOS AO FINAL DO DIA
PORQUE ISSO SIGNIFICA QUE FUI CAPAZ DE DAR DURO O DIA INTEIRO...


PELO ALARME QUE DESLIGO PELA MANHÃ !
PORQUE ISSO SIGNIFICA QUE CONTINUO VIVA...

E SOU GRATA PELOS ALOPRADOS QUE SÃO MEUS COLEGAS DE TRABALHO,
PORQUE TORNAM O TRABALHO INTERESSANTE E DIVERTIDO...

E, FINALMENTE, POR RECEBER E-MAILS DEMAIS,
pois isso significa que um monte de amigos pensa em mim!!!

MANDE ISTO PARA QUEM VOCÊ GOSTA, COMO EU FIZ!

Viva bem, ria sempre e ame com todo o seu coração!

A união faz a força

Seja Feliz...mesmo muito depois dos 50!!!

Algumas pessoas erradamente pensam que uma vida cheia de entusiasmo, alegria, divertida, enfim cheia, deve ser relegada somente para os jovens.
Há como um estereótipo que sugere que quando uma pessoa atinge uma certa idade, a sua vida deve ser sedentária, previsível, monótona e deprimente. Isto não é de todo verdade, é um mito absurdo que ninguém deve acreditar, muito menos aceitar. Vejam por exemplo o meu post A Velhice existe?. Se tem mais de 50, ainda pode viver a vida no seu máximo e de forma espectacular.
Antes de mais, mantenha-se saudável. Cuide da sua alimentação. Faça exercício físico e visite com alguma regularidade o seu médico. Não interessa a sua idade, será sempre capaz de melhorar s sua condição física.

Seja mais aberto e simultaneamente tolerante. Deite fora ideias preconcebidas acerca de como uma pessoa da sua idade deve pensar ou agir. Tome atenção a todas as ideias novas, principalmente às novas filosofias de vida e opiniões diversas da sua. Leia livros sobre assuntos que nunca explorou antes e esteja disposto a admitir que o seu ponto de vista nem sempre está certo.
Tenta coisas novas. Pode ser tentador fazer as mesmas velhas coisas, sempre à maneira antiga, simplesmente porque elas nos são mais familiares, mas só o podem tornar menos jovem.

Como regra, comprometa-se a sair e a fazer coisas um pouco diferentes do habitual. Vá para além dos estereótipos que a sociedade estipulou para alguém da sua idade. Faça mesmo algo que envolva algum risco. Pode ser algo mais radical ou menos, basta simplesmente ter a coragem de iniciar uma conversa com alguém que não conhece. Estes simples factos ajudarão a diminuir as suas inibições e farão com que de futuro se atreva a novas experiências ainda mais audaciosas.

Sai e faça amigos sem medo de correr riscos, sem no entanto descuidar os seus amigos de sempre, os do peito. Como dizem os Ingleses “The more the merrier”, como quem diz , quantos mais melhor. Faça voluntariado ou associe-se a um grupo, como o Sempre Jovens, fazendo-se seguidor e comentando os textos que por aqui passam. Pode ainda fazer-se membro de uma organização ou clube onde poderá exercer funções agradáveis ou simplesmente ser interactiva/o. Ao adicionar mais conhecidos ao seu grupo de amigos só ajuda a expandir os seus horizontes sociais o que torna a sua vida tão mais plena. Veja por exemplo Almoço das Terças na Quinta.

Viaje, é verdade que o custo e os perigos aumentaram, mas escolha destinos acessíveis à sua bolsa e há descontos para os “Seniores”, não se esqueça.

Tente fazer a viagem dos seus sonhos, em última análise faça pequenas viagens, as “Escapadinhas” em Portugal…vivemos num país lindíssimo, faço por conhecê-lo de lés a lés, olhe, venha a Vila Nova de Cerveira, sei que adoraria,River Minho from Cerveira to the mouth-Caminha
Acorde a criança em si. Ria, divirta-se, não se importe se eventualmente possa parecer ridícula/o aos olhos dos outros. O mais maravilhoso na criança é a sua espontaneidade, siga esse impulso e pelo menos ocasionalmente, liberte-se. Seja Feliz!!!

Fernanda Ferreira

25/05/2009

Cherry Blossom in Spring by Sakura


Fernanda Ferreira

DAVID e GOLIAS

SAUDAÇÃO AOS VISITANTES

PROVÉRBIO

ALERTA PEIXE GALO


Há pouco tempo descobri um novo peixe, aparentemente perfeito: filetes muito branquinhos, frescos ou congelados, sem espinhas e a bom preço no super... claro que decidi experimentar...

A minha primeira impressão do sabor do peixe não foi a melhor, (embora fosse a única a encontrar algo estranho, pois é um sabor muito ténue...)


Hoje voltei a comer, e tal como da primeira vez que provei este peixe voltou a saber, muito ligeiramente a "bolor"/mofo, pelo que durante o almoço construi as seguintes hipóteses para explicar esse sabor ténue: este peixe deve ser de rio e é necrófago...


Acabei de almoçar e pesquisei na net e encontrei o texto que vos envio abaixo.

É o que dá ter as papilas gostativas tão desenvolvidas pelo tintol! Hehe!

NOTA - achei por bem enviar, porque muitos de vocês já terão provado e gostado...

O Peixe gato ou panga: a nova aberração da globalização
O panga é um novo tipo de peixe que encontramos sobretudo sobre a forma de filetes, a um preço muito barato(?).O panga é um peixe de cultura intensiva/industrial no Vietname, mais exactamente no delta do rio Mekong e está a invadir o mercado devido ao seu preço.

Eis o que deve saber sobre o Panga:


Os Pangas estão infestados com elevados níveis de venenos e bactérias. (arsénio dos efluentes industriais e tóxicos e perigosos subprodutos do crescente sector industrial, metais contaminantes, bifenilos poli clorados (PCB), o DDT e seus (DDTs), clorato, compostos relacionados (CHLs), hexaclorocicloexano isómeros (HCHs), e hexaclorobenzeno (HCB)).

O rio Mekong é um dos rios mais poluídos do planeta.

Não há nada de natural nos Pangas - Eles são alimentados com peixes mortos restos e ossos de secas e de solo numa farinha, da América do Sul, a mandioca (mandioca) e resíduo de soja e grãos. Obviamente, este tipo de alimentação não sã não tem nada a ver com a alimentação num ambiente natural.

Ela mais não faz do que assemelhar-se ao método de alimentação das vacas loucas (vacas que foram alimentadas com vacas, lembra-se?) A alimentação dos pangas está completamente desregulada.. O panga cresce 4 vezes mais rápido do que na natureza ...

Além disso os pangas são injetados com PEE -alguns cientistas descobriram que se injectassem as fêmeas pangas com as hormonas femininas derivados de desidratado de urina de mulheres grávidas, a fêmea Panga produziria os seus ovos muito rapidamente e em grande quantidade, o que não aconteceria no ambiente natural (uma Panga passa a produzir assim aproximadamente 500.000 ovos de uma vez). Basicamente, são peixes com hormonas injectáveis (produzidas por uma empresa farmacêutica na China) para acelerar o processo de crescimento e reprodução. Isso não pode ser bom.

Ao comprar pangas estamos a colaborar com empresas gigantes sem escrúpulos e gananciosas que não se preocupam com a saúde e o bem-estar dos seres humanos.

Este comercio está a ser aceite por grandes superfícies que os vendem ao público em
geral, sabendo que estão a vender produtos contaminadas.

Nota: devido à prodigiosa quantidade de disponibilidade de Pangas, este irá acabar noutros alimentos: surimi (aquelas coisas com pasta de peixe), peixe terrines e, provavelmente, em alguns alimentos para animais. ( cães e gatos!)
(texto traduzido)

Diz-se que comer peixe é bom para a saúde, mas eu já começo a duvidar de tudo!!!!

A CHIMPANZÉ ANJANA


Algo fantástico e belo!

Além da beleza soberba das fotografias, é maravilhoso o afecto que se pode criar entre espécies tão distintas.


Quando o furação Hannah separou dois tigres brancos da sua mãe, Anjana veio em seu salvamento. Anjana é uma chimpanzé. Ela assentou bem no papel de mãe, oferecendo carinho, brincando e ajudando mesmo com a alimentação.


Ela passa grande parte do dia dedicada aos tigres e sente-se feliz com o papel que desempenha, e os tigres brancos estão verdadeiramente deliciados com a sua "mãe".

Mais uma lição que os animais nos dão!!!

Dança

23/05/2009

Aqui pelo campo

O Amigo João, no soberbo post Um dia como os outros falava entre outras coisas, da extensa produção industrial de alfazema lá na sua bela herdade no Alentejo. Por ter ainda bem presente na memória, a imagem dos imensos campos cobertos de alfazema, isto para não mencionar o seu aroma inesquecível, quando lá estive de visita acompanhada pelo meu marido e filho nas últimas férias, aproveitei uma das muitas fotos que sempre faço para ilustrar o meu post Amizade é que ficou lindíssimo.

Na sequência desse mesmo post e porque trocamos impressões sobre outras plantas aromáticas e a sua utilidade, decidi falar-vos aqui um pouco sobre meu pequeno jardim, cujas dimensões têm vindo a diminuir consideravelmente, por interesses mútuos entre o nosso vizinho e nós próprios.

Foto de Fernanda Ferreira

Actualmente temos um pequeno jardim aromático (a precisar urgentemente de uma mãozinha) e de mais uns pés de várias espécies, que foram lamentável e inadvertidamente destruídas pelo mesmo vizinho ao refazer o muro de vedação, após a aquisição de mais uma pequena parcela do nosso jardim. Assim, neste momento só tenho salva, cebolinho, alecrim, orégãos de dois tipos, cidreira, hortelã, faltando-me o tomilho (que não dispenso sobretudo no coelho), os coentros, a salsa (só tenho um pé ou dois) e o caril, pelo menos…mas a minha amiga, Jackie Hallem, já prometeu trazer-me mais uns pés brevemente.

Saliento que o uso das ervas aromáticas substitui por exemplo o sal, se usado em doses correctas, é não só agradável como benéfico, essencialmente no nosso país onde se abusa do consumo do sal.

Conforme poderão ver aqui,Casa e Jardim, eu adoro flores, e há uma verdadeira profusão de aromas e cores incríveis no meu jardim, além das roseiras, das glicínias, do jasmim, das madressilvas, da esteva, há o cheiro maravilhoso das laranjeiras, tangerineiras, limoeiros e toranjeiras em flor. Também não podiam faltar naturalmente no meu jardim as árvores decorativas, algumas das quais em certas épocas têm também flores lindas bem como aromas delicados, como a magnólia, as cerejeiras e ameixeiras cujos frutos são mais pequeninos e conjuntamente com as folhas dão um tom púrpura divinal que combinam magnificamente com os verdes cítricos das magnólias e os verdes fortes das sebes, ver My garden .

As fruteiras são imprescindíveis e já tivemos mais, mas desde a banal macieira, cerejeira até às exóticas feijoa, araçã e até pitangueira (que ainda não produziu um só fruto) mas que contudo tem sobrevivido, tendo o mesmo acontecido aos medronheiros que aqui ainda não acertaram o seu ciclo e embora consigam florir, o seu fruto não consegue infelizmente vingar, posso dizer-vos que há quase de tudo… até um arbusto de lúcia-lima (o meu chá favorito) e o que não há tem o vizinho com o qual fazemos permuta de bens essenciais.

Como naturalmente se colhe muita fruta e nada se pode estragar, para além de oferecer, faço compotas deliciosas e licores divinais... quem não acreditar pode vir fazer a prova.

Como diz o nosso amigo João, aqui como no seu "canto idílico", acorda-se com os passarinhos, vive-se com as diversas fragrâncias florais, com o cheiro intenso de terra quando arada, ou da relva fresca quando cortada, sentem-se a vegetação viver e adormece-se quando cantam grilos à noite, deixando um som profundo na erva mansa. Cantam grilos na noite conversas de um mundo onde se descansa...
Fernanda Ferreira

Parar e pensar

Que sentido faz correr

se estamos no caminho errado?

Provérbio

Deslumbrante!!!



Enviado pela amiga Celle.
Fernanda Ferreira

Vida Sã



Imagem da net

Vida Sã
Dizem que temos que comer uma maçã todos os dias, por causa do ferro, e uma banana, por causa do potássio…e também uma laranja, por causa da vitamina C. E uma taça de chá verde, rico em antioxidantes. E sem açúcar, para evitar a diabetes.

Todos os dias deves beber pelo menos 2 litros de água. Sim! E expeli-los também! …o que ocupa o dobro do tempo que leva a bebê-los! Todos os dias deves tomar um Actimel para ter "L.Cassei Defensis ", que ninguém sabe que porcaria é; mas parece que se não tragas pelo menos alguns todos os dias, nunca estarás em forma! E uma aspirina por dia, para prevenir os enfartes.Um copo de vinho tinto, para o mesmo. E outro de vinho branco, para o sistema nervoso. E outro de cerveja, que já não me recordo para que é. Se tomares tudo ao mesmo tempo, mesmo que sofras um derrame cerebral, provavelmente nem te vais aperceber.

Tens que comer fibra todos os dias, muita, muita mesma e tens que comer quatro a seis refeições diárias, leves, sem te esqueceres de mastigar cada pedaço pelo menos umas cem vezes. Se fizeres as contas, só com a comida gastas cinco horas. Ah!... E lavar os dentes depois!. Depois de cada comida tens que lavar os dentes, ou seja depois do Actimel, lavar os dentes. Depois da maçã, lavar os dentes. Depois da banana, lavar os dentes… e sempre assim, enquanto tiveres dentes. E lembra-te do fio dental, massajador das gengivas e demais acessórios para a saúde da boca.
Melhor ainda, aumenta o tamanho da casa de banho e enfia lá a aparelhagem. Porque entre a água, a fibra e os dentes, irás passar lá dentro várias horas ao dia.

Deves dormir oito horas diárias…E trabalhar outras oito, mais as cinco que gastas para comer: vinte e uma. Ficas com três livres. Isto se não te ocorrer fazer algo especial!
Segundo as estatísticas, vemos três horas diárias de televisão. Bem, já não podes: todos os dias deves caminhar meia hora, pelo menos. (Voz da experiência: aos 15 minutos dá meia volta, se não a meia hora transforma-se numa hora).

E deves cuidar das amizades! porque são como uma planta: há que regá-las diariamente. E quando fores de férias também, suponho.
Também é importante estares bem informado. Assim, tens que ler pelo menos dois jornais por dia, para poder contrastar a informação.
Ah!, tens que ter sexo todos os dias, mas sem cair na rotina: há que ser inovador, criativo, renovar a sedução. Isto leva o seu tempo. E nem vamos falar do sexo tântrico!!

(lembrete: depois de cada comida, há que lavar os dentes!)
Também tens que ter tempo para varrer, lavar a roupa, os pratos, e não te digo nada se tens um cão ou gato… ou filhos!?! A esta altura podes ir considerando o suicídio como opção válida. Enfim: pelas minhas contas, isto dá umas 29 horas diárias.
A única possibilidade que me ocorre é fazer várias destas coisas ao mesmo tempo, por exemplo: tomas o duche com água fria e com a boca aberta. Assim, enquanto bebes água, sais do duche com a escova dos dentes na boca e vais fazendo amor com a tua cara metade, que se encontra a ver televisão e te conta o que vê. Até caíres ao chão com uma escova dos dentes a causar irritação num esfíncter.
Ainda tens uma mão livre? Telefona aos teus amigos! E aos teus pais!
Bebe o vinho, vai-te fazer falta. O iogurte Bio com a maçã pode dar-te a tua cara metade enquanto ela come a banana com o Actimel. Amanhã troquem!
E muita sorte que já somos crescidos. Caso contrário ainda teríamos que levar com um Danoninho Extra Cálcio e um PetitSuisse todos os dias!
¡ Úuuuf!

E agora deixo-te, porque com o iogurte Activia, a maçã, a cerveja, o primeiro litro de água e a terceira comida com fibra do dia, já não sei o que estou a fazer…mas preciso de ir à casa de banho com alguma urgência! Ah! E já que lá vou aproveito para levar a escova dos dentes!
Adeeeuuuussss…!!!!
Fernanda Ferreira

É preciso saber fazer croché...



Boneca de crochê

Um homem e uma mulher estavam casados por mais de 60 anos.
Eles tinham compartilhado tudo um com o outro..
Eles tinham conversado sobre tudo.
Eles não tinham segredo entre eles excepto uma caixa de sapatos que a mulher guardava em cima de um armário e tinha avisado o marido que nunca abrisse aquela caixa e nem perguntasse o que havia nela.

Assim por todos aqueles anos ele nunca nem pensou sobre o que estaria naquela caixa de sapatos.

Mas um dia a senhora ficou muito doente e o médico disse ao marido que ela não sobreviveria.
Visto isso o senhor tirou a caixa de cima do armário e a levou para perto da cama da mulher. Ela concordou que era hora dele saber o que havia naquela caixa. Quando ele abriu a tal caixa, viu 2 bonecas de crochê e um pacote de dinheiro que totalizava 95 mil dólares.

Ele perguntou-lhe o que aquilo significava, ela explicou:
- Quando nós nos casamos a minha avó disse-me que o segredo de um casamento feliz é nunca argumentar/brigar por nada. E se alguma vez eu ficasse com raiva de você que eu ficasse quieta e fizesse uma boneca de crochê.
O senhor ficou tão emocionado que teve que conter as lágrimas enquanto pensava 'Somente 2 bonecas preciosas estavam na caixa. Ela ficou com raiva de mim somente 2 vezes por todos esses anos de vida e amor.'
- Querida!!! - disse ele - Você explicou-me sobre as bonecas, mas e esse dinheiro todo de onde veio?
- Ah!!! - ela disse - Esse é o dinheiro que eu fiz com a venda das bonecas.
Fernanda Ferreira



Menina Sábia

Pintura

22/05/2009

A vida das Baleias

O novo e-mail do José.... Será verdade???


zézito.porreiro.pá.arrouba o que puderes.pt

Não é qualquer PC que lê o @ por eistenço.
É preciso ter sofetuere do Magalhães, em portogêz.

Como é que fugiu????

Como foi Possível???

Quem nos julga.... É assim a nossa Justiça!


Um qualquer procurador da República adjunto foi, no passado dia 27 de Fevereiro de 2009, interceptado pela polícia, no Seixal, enquanto conduzia o seu automóvel e, em simultâneo, falava ao telemóvel.O agente de autoridade elaborou o respectivo auto de contra-ordenação, que não foi assinado pelo infractor (o magistrado), que se recusou a fazê-lo. Entendeu o agente da PSP comunicar à sua chefia o que disse o magistrado no momento em que foi interceptado, destacando as seguintes frases: "Eu não pago nada, apreenda-me tudo... Caralho, estou a divorciar-me, já tenho problemas que cheguem... Não gosto nada de identificar-me com este cartão, mas sou procurador... Não pago e não assino ... Ai você quer vingança, então o agente Frederico ainda vai ouvir falar de mim. Quero a sua identificação e o seu local de trabalho."O assunto chegou à Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa para apreciação e foi entregue ao procurador da República adjunto João Manuel Parracho Tavares Coelho. Depois de ponderar devidamente o assunto, este magistrado decidiu, no passado dia 1 de Abril, proferir despacho de arquivamento do processo quer porque, segundo concluiu, não havia matéria para procedimento criminal, quer porque o comportamento em causa não constituía infracção disciplinar.Embora aceitando "que é exigível a todos os cidadãos uma postura de colaboração e de urbanidade para com os agentes de autoridade no exercício de funções", considerou o magistrado Tavares Coelho que as expressões utilizadas e proferidas pelo autuado magistrado só se podem ter como "desabafos" de quem foi surpreendido a infringir o Código da Estrada e nunca como intencionalmente utilizadas para ofender a honra do agente de autoridade autuante, acrescentando: "Por outro lado, o vocábulo 'caralho' utilizado, não obstante integrar um termo português de calão grosseiro, como se apreciou, foi proferido como desabafo e não como injúria (...)." Ou seja, o autor da expressão "desabafou" sem que se tenha dirigido ao autuante o epíteto, chamando-o ou sequer tratando-o por "Caralho". Na gíria popular, considerado o contexto e as circunstâncias (pendendo divórcio e tendo já problemas, fica aceite uma fase de perturbação do autuado), tal expressão equivale a dizer-se, desabafando "caralho, estou lixado". E quanto à afirmação "Ai você quer vingança, então o agente F. ainda vai ouvir falar de mim", considerou o magistrado arquivador do processo que a mesma não continha "qualquer ameaça, ainda que velada ou insinuante, pois que a frase não encerra qualquer promessa de um mal futuro que determine que o destinatário se possa considerar perturbado na sua livre circulação, passando a recear a concretização de que algum mal lhe suceda, como 'prometido'". E concluiu, por fim, que "também o facto de o magistrado ter pedido a identificação do agente autuante não traduz qualquer ilícito, pois que consubstancia até um direito".Sendo certo que este despacho de arquivamento tem levantado, no seio da comunidade judiciária e não só, muitos comentários de reprovação por se considerar que o mesmo evidencia um manifesto corporativismo, a verdade é que o aspecto chocante do despacho não é ter concluído pela inexistência de crime - na verdade, a falta de educação, a ordinarice ou a pesporrência de um magistrado não podem ser classificados como crime -, mas o facto de se ter afirmado não existir qualquer infracção disciplinar neste comportamento de um magistrado.Fala-se regularmente na crise da justiça, nomeadamente por causa da lentidão processual ou das fugas de informação nos processos em segredo de justiça, mas seria bom lembrar que o descrédito da justiça se constrói lentamente com a falta de educação, os comportamentos arrogantes, se não mesmo idiotas, de alguns operadores judiciários.O que choca neste caso, como em outros em que magistrados se esquecem de que estão ao serviço dos cidadãos, é o triste comportamento de alguém que deveria agir, se não de forma exemplar, pelo menos de forma decente, evitando ser um manual de actuações "lamentáveis": não falando da infracção ao Código da Estrada em si, que não será das mais graves, temos a utilização do "calão grosseiro", a recusa de pagamento da multa e de assinatura do próprio auto (!), a desnecessária utilização do cartão de identificação como magistrado, a classificação da actuação do agente da PSP ao cumprir o seu dever como "querendo vingança" e, por fim, a "ameaça" de que o agente iria ouvir falar dele procurador, solicitando-lhe para o efeito a identificação e o local de trabalho.Toda esta actuação da parte de um magistrado para com um agente da polícia é, no mínimo, profundamente reprovável, ética e deontologicamente, como qualquer cidadão normal convirá. E é por isso que, ainda mais grave do que esta actuação do magistrado que ia ao telefone e vivia o stress do divórcio, é a actuação do outro magistrado que, presumimos, não estará a viver um processo de divórcio e que considerou, unicamente, que da parte do colega "houve falta de correcção na linguagem proferida". É a rebaldaria institucionalizada. Advogado (ftmota@netcabo.pt)

Deus acende a Luz


Um velhote com 90 anos fez o seu check-up anual e o médico disse-lhe:
- Amigo, para a sua idade, está numa forma que eu nunca vi!
O velhote respondeu:
- Sim. Porque sei levar uma vida cuidada, simples e espiritual!
- Que quer dizer com isso?
- Se não levasse uma vida cuidada e simples, Deus não me acendia a luz da casa de banho cada vez que me levanto a meio da noite!
O médico estranhou a resposta…
- Quer dizer que cada vez que se levanta a meio da noite para ir à casa de banho, é Deus quem lhe acende a luz!!?
- Sim! Cada vez que vou à casa de banho durante a noite, Deus acende-me a luz!
O médico calou-se mas, quando foi a vez da esposa do velhote ir à consulta, sentiu a necessidade de a informar sobre o que o marido lhe tinha dito.
- Eu quero que saiba que, o seu marido está em óptima forma física mas estou preocupado com o estado mental dele! Ele disse-me que, todas as noites, quando vai à casa de banho, Deus acende-lhe a luz!!!
- Ele disse-lhe o quê???
- Ele disse-me que, todas as noites, quando se levanta para ir à casa de banho, Deus acende-lhe a luz...
- Ahhh!!! - exclamou a velhota. Então é ele que tem andado a mijar dentro do frigorífico...!

Os Avós

OS AVÓS

A casa de meus avós
Ah! Como é legal a casa dos meus avós,

Lá eu posso tudo,

Lá eu faço tudo,

Lá eu sujo tudo,

E na hora de brigar....

Ao invés de apanhar,

Lá eu levo um beijo.

Avós poderiam durar para sempre.

Eles são especiais

Amam a gente, com mais força que os pais

Pois são pais por duas vezes

E multiplicam este sentimento sem saber

E nos sufocam de tanto querer...

Feliz de quem os tem,

Pois são muito especiais,

As vezes se parecem velhinhos

Mas são tão bonitinhos

Que dá vontade de guardar...

Lá no fundo do coração,

E tê-los..., sempre na hora da precisão.


de Andréa P. Predolin Libanori

São Paulo - SP - por correio eletrônico
Transcrito do blog de uma amiga que ainda está em experiência e, por isso, não quer divulgação

O TEU CORAÇÃO, AVE SEM ASAS

Imagem da net


O teu coração, é a ave mais bela
De todas as aves.
Não tem asas mas voa,
Voa de coração em coração,
Voa mais alto que as próprias aves.
O teu coração, é ave de ternura,
É a ave que voa,
Numa linda manhã de Primavera.
É das aves a mais pura,
A mais linda e a mais sincera.
Dava tudo para agarrar
Essa ave que voa contra o vento,
Que esvoaça de alegria,
Que não quer ser prisioneira.
Sinto que ela foge,
A cada minuto que passa
A sinto mais longe, mais distante,
Mais linda e mais livre.
Mas choro,
Choro por não poder fazê-la minha!
Queria tanto o teu coração,
Essa ave que tens dentro de ti
E que te comanda como ela quer,
Queria que se entregasse
A mim e só a mim!
Mas isto é querer muito?
Talvez sim e talvez não!
Talvez um dia eu entenda,
Essa ave misteriosa
Que se chama coração!


Ana Martins
Escrito em 1979