02/11/2009

Visita à Quinta da Aveleda

A Quinta da Aveleda em Penafiel é uma empresa de cariz totalmente familiar, da família Guedes, que se dedica à cultura da vinha e do vinho, desde há três séculos. Inserida na Região dos Vinhos Verdes, a propriedade vitivinícola adoptou o nome donde provêm as uvas, Aveleda.

Actualmente, para além dos vinhos também produz queijos. Na AVELEDA SHOP encontrará uma colecção seleccionada dos produtos e acessórios para vinhos. Para além disso, poderá provar os deliciosos vinhos e queijos e adquirir compotas caseiras.
Basta um breve passeio pela Quinta da Aveleda para perceber que aqui a qualidade e perfeição são algo de natural... algo que está presente nos mais pequenos detalhes da história e que se procura aplicar em tudo o que faz há muitos anos.

Entrar na Quinta da Aveleda, em Penafiel, é muito mais do que entrar no fascinante mundo dos vinhos. É embocar numa história com mais de quatro séculos de vida, é conhecer o projecto de várias gerações de uma mesma família, é entender a terra e a natureza. É fascinante.

Mais fotos Na Casa do Rau
Fernanda Ferreira

9 comentários:

A. João Soares disse...

Cara Amiga Ná,

Uma boa publicidade! Mas tratando-se de algo melhor do que a rotina habitual, como fica descrito no texto, merece os elogios.
Portugal precisa que os cidadãos sejam eficientes e procurem a perfeição. O nosso maior mal tem sido a mentalidade permissiva do «deixa andar», «pode ser que não seja nada», «faz de conta». Devemos ter ATITUDE de vencedores que procuram a excelência daquilo que fazem.

Beijos
João

Fernanda disse...

Querido amigo João,

A intenção não tem nada a ver com publicidade.
Esta foi uma visita organizada e realizada com o "meu grupo de Britânicos", que como sabe gostam de conhecer tudo que seja belo e onde preferencilamente hajam provas de vinhos :)

Este é realmente um bom exemplo de como explorar bem uma quinta, torná-la rentável, manter os postos de trabalho, aproveitar tudo o que a quinta produz para a preservar num estado sempre impecável, lindo.
Lembro que aos fins de semana não há visitas organizadas, porque a família toda se reune lá e quer paz e sossego.

Recomendo vivamente que seja visitada.
Beijinhos,

A. João Soares disse...

Querida Amiga Ná,

Estou satisfeito com a sua reacção ao meu desafio para nos dizer mais das belezas do Norte. Isso é publicidade, é tornar conhecido do público, aquilo que tem mérito e deve ser divulgado.
Muito obrigado por ter colaborado!

Beijos
João

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Lamento, mas tive que anular o meu comentário anterior, porque tinha nele um erro de palmatória.
Penafiel é distrito do Porto, e eu aqui a falar do meu amor pelo Minho, que é um facto, mas que pode levar os leitores a pensar que não sei goegrafia.
Corrigida essa gafe, fica o mesmo comentário com a devida correcção, mas fora da ordem...lamento.

A palavra publicidade pode também ser interpretada como tendo em vista fins lucrativos.
As empresas publicitam os seus produtos para os tornarem conhecidos do público, sim, mas com fins lucrativos.
Enquanto que a propaganda tem mais como fim a divulgação política.
Sei que o João concordará comigo, sabe isto melhor do que eu.

Contudo, quando li a seu primeiro comentário, pensei que estivesse a referir-se ao facto de eu estar a publicitar a marca, o que não era de todo a minha intenção.
Estava sim a divulgar o Norte que tanto amo.
Tento sempre escrever do que mais sei e gosto, do que foi e é a minha vida.

Beijinhos

A. João Soares disse...

Querida Ná,

Esse seu interesse de divulgar o Norte, é bem visível. Mas como o blogue tem muito mais do que 200 visitantes por dia, alguns poderão ver interesses comerciais por detrás das palavras patrióticas e bairristas com que escreve.Assim ficou bem explicado!!!

Beijos
João

J.Ferreira disse...

Meus amigos,
Desculpem a minha ausência, como tinha dito à Fernanda, eu ainda, saliento, ainda, não tenho tempo para estas coisas.
Por mais interessantes que sejam as histórias que eu tenha para contar, o tempo é-me muito limitado.

Espero que, assim que cheguem aqueles dias invernosos, que não me permitam ir para o jardim, ou pedalar, eu consiga fazer mais qualquer coisa de interessante para o Blogue.

Em relação a este texto, e até porque eu fiz não só a cobertura fotográfica do acontecimento mas também as provas e depois fomos almoçar um cozido à portuguesa, digo-vos que vale a pena ir a Penafiel para visitar esta Quinta maravilhosa.

Fomos em plena época das vindimas, havia um cheirinho a vinho novo no ar. Chegavam camiões carregados de uvas de todo o lado, a quinta é enorme. Visitamos tudo, até as vacarias de onde vem o leite para o queijo também lá fabricado.

Belo trabalho.
Parabéns
Beijo
J.Ferreira

Luis disse...

Meus Bons Amigos,
Mais uma bela reportagem feita com muito carinho e cuidado! Na Casa do Rau tive a oportunidade de ver as fotografias que ilustraram essa visita.
Não há dúvida que o casal Ferreira sabe escolher belos locais e mais ainda sabe apresentá-los. São uns verdadeiros cicerones ou melhor dizendo Guias-turísticos desse Norte tão lindo mas por vezes algo esquecido!
Belo trabalho este agora e aqui apresentado!

Fernanda disse...

Olá José!

É cada vez mais raro ver-te por aqui, fiquei agradavelmente surpreendida.

Oxalá cumpras o que prometes, pelo menos mais tarde teremos mais textos teus. Venham lá os dias de Inverno que eu tanto abomino, pelo menos teremos mais leitura diversa e animada.

Curiosamente vieste lembra-me mais pormenores da nossa visita, foi um belo dia para todos, excepto o cozido à portuguesa...os Britânicos não gostaram muito (ou nada), uma vez que eles não comem pernil, nem chispe, nem orelheira, foram comendo os legumes, as batatinhas, a carne de vaca e o frango e bem bom.
Quase foi um fiasco a minha escolha deste prato :)))

Beijos
Fernanda

Fernanda disse...

Querido amigo Luís,

Muito obrigada pelos rasgados elogios ao casal "maravilha" ahahahah!!!

Agora a sério, nós gostamos de visitar, de conhecer as nossas belezas. Se nós gostamos devemos dar a conhecer, é quase uma obrigação.
Portugal é um belíssimo País.
Hei-de mostrar-lhe os cantinhos lindos de Guimarães, onde esteve recentemente, e até Mértola
Prometo.

Beijihos