04/11/2009

O Grande Valor do Tempo


O tempo gasta-se,
Tal como a nossa paciência,
Mas é um segredo do tempo
A grande conveniência
De saber esperar.
O tempo aflige,
Tal como o sofrer duma criança,
Mas é um segredo do tempo
Pesar, numa balança,
O Possível e o Desejável.
Dar tempo ao tempo,
Pode ser o mais aconselhável.
O tempo corre veloz,
Mas é um segredo do tempo
Podermos dar corpo à voz,
De todos nós, pelos que sofrem.
O tempo é professor,
Deixemos que ele nos dê
Mais lições, onde o amor
Seja a palavra de ordem,
Para que o mundo não acabe
Numa grande desordem.
O tempo não é nosso,
Foi-nos cedido.
Por um ano, um mês, um dia ...
Ele não deve ser perdido.
Saibamos aproveitá-lo,
Com sabedoria,
Senão corremos o risco
De não podermos amá-lo.

Maria Letra
Londres, 04/11/2009
Imagem da net

5 comentários:

Luis disse...

Querida Mizita,
Depois de ler os seus comentários ler este poema é mais um chamar à atenção de todos nós que devemos alterar o nosso comportamento perante a Vida. O Tempo não é Nada e é Tudo!!! Há que saber vivê-lo em toda a sua plenitude e pela melhor forma!
Um beijinho.

A. João Soares disse...

Querida Amiga Mizita,

Lindo poema com um tema de grande importância. O tempo é o recurso mais valioso que temos, que é fugaz, que se esgota e é irrecuperável. Viver é aproveitar da melhor forma o momento presente, o minuto em que carrego na tecla. Daqui a pouco, ou viveremos ou não. Dizer vivo ou sou feliz é falar do presente no presente. Ou somos felizes agora ou poderemos nunca o ser. Cada momento é a vida.
Dar tempo ao tempo, adiar, é uma decisão de agora, que pode ser a melhor se não houver solução mais adequada.
O tempo passado enriqueceu-nos com experiência, o tempo futuro é uma incógnita que depende muito do tempo presente. Tudo está encadeado, e não devemos negligenciar o facto de o «hoje» ter muita influência no amanhã, nada acontece por acaso, tudo produz efeitos.

beijos
João

Maria Letra disse...

Amigos Luís e João Soares,
Eu vivo e sinto a poesia de várias formas e os Vossos comentários ao meu poema deixam em mim a mesma sensação dum belo poema. Como amante da Vida, sinto que o tempo é cada vez mais importante para mim. O que é pena, porque deveríamos pensar assim quando ainda muito jovens. Saber aproveitar o tempo da melhor forma, deixando um rasto agradável, suave, cheio de amor pelos outros, será a melhor forma de vivermos.
Obrigada, amigos.
Maria Letra

Ana Martins disse...

Bravo amiga Maria Letra!

Um poema que fala de tempo, do tão precioso e apressado tempo que nem sempre sabemos viver da melhor maneira.

Simplesmente adorei, está perfeito!

Beijinhos,
Ana Martins

Maria Letra disse...

Amiga Ana Martins,
Obrigada pelo seu sempre bem recebido comentário, pois trata-se de alguém que sabe de poesia ... Se sabe!
Um abraço.
Maria Letra