23/11/2009

Um Olá em poesia...

Recebi este e-mail da nossa amiga e também colaboradora, Maria José Areal, o qual copiei integralmente, procedendo assim ao seu pedido.

Olá Ná!
Visitei o Blog.
Fiz várias tentativas mas não consegui enviar...
Falta de jeito ou de saber por onde passar.
Transmite , por favor, a todos
O meu agradecimento para quem divulga e ama esta forma de denunciar e anunciar o mundo, a poesia.

"São as nossas lutas, as nossas vontade trancadas, os nossos beijos alados.
São os ventos de Norte, os voos cortados e as palavras em dó maior.
É a maresia, a serra escarpada e a ternura arregaçada.
Será a vontade de estar à borda do Mar e à tua beira."


Um abraço para todos, um especial para ti que tens feito todo o meu trabalho, e em poesia ficamos a olhar o mundo sem ficar à margem do seu pulsar.
Maria José Areal

Foto de V.N.de Cerveira - de José Ferreira

6 comentários:

A. João Soares disse...

Querida Amiga Ná,

Eu sei que vai fazer isso, mas quero incitá-la a não tardar o ensino da sua amiga a publicar um post, desde a abertura do Blogger até ao «publicar mensagem».
Depois das primeiras experiências, ensinará os requintes que sabe e aplica com muita mestria.
Diz-me a minha experiência de simples aprendiz que as «dicas» eficientes são aquelas que partem da hipótese de que do outro lado nada se sabe, tudo são dúvidas e é preciso ensinar «clic-a-clic».
Fica intimada a dar essa ajuda à nossa colega ainda não iniciada!!!

Beijos
João

Fernanda disse...

Querido amigo João,

O que nós combinamos, eu e a Zé, foi que logo que ela chegasse de férias ela viria cá a casa para eu lhe explicar tudo (afinal tão simples)... mas a vida demasiado activa que ela tem, ainda não o permitiu. Isto é um facto!!!

Estive em aulas com ela até à cerca de 30 minutos atrás e falamos novamente neste assunto.
Ela prometeu de novo o mesmo, mas eu não sei quando ela o fará, isto muito honestamente.
Mandar-lhe um e-mail com todas as explicações pode ser uma ajuda, vou tentar, embora não saiba exactamente onde ela emperra.

A Zé Areal é um vulcão de energia. Está embrenhada até à medula em vários projectos muito belos e apaixonada por todos eles.
Este é um, mas que ela, infelizmente, não o domina dedica-lhe apenas algumas horas nas noites em que ela mal dorme.

Sei que ela lerá o que aqui ficou escrito e não leverá a mal, é a pura verdade.

Beijinhos

A. João Soares disse...

Querida Amiga Ná

É uma pena a nossa amiga não se decidir a dar o primeiro passo. Estou certo que iria gostar de ter aqui publicados os seus trabalhos, quando quisesse e pudesse.

Beijos
João

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Claro que é. Sem dúvida alguma!!!
Vamos ver se eu a convenço.
Vivemos perto, mas é tão raro encontrá-la e casa.
Mesmo os e-mails que lhe mando só são lidos com dias de espaço.
Lamento tanto ou mais do que o João, porque ela tem um potencial fora de série e seria maravilhoso que ela colaborasse mesmo.

Beijinhos

J.Ferreira disse...

Aqui está alguém que muito admiro, com talentos infindáveis, mas com suficiente humildade para admitir os seus pontos fracos abertamente, sem pudores e subterfúgios.

Sempre belo o que escreve.
Parabéns amiga.
Abraço
J.Ferreira

Fernanda disse...

Agradeço-te em nome da Maria José, nós sabemos bem quem e como ela é.

Entendo a tua admiração porque ela é sentida por ambos se igual maneira.

Beijo