23/04/2010

Lamas de Mouro


Hoje pela primeira vez tentei chegar a Stº. Antº. Val de Poldros. Tentei mas não consegui. Comecei a subir, sempre a subir e as nuvens desciam, desciam. A partir de certa altitude, já não via nada. Fica para uma próxima e ficam algumas fotos da tentativa.
Segui então para Lamas de Mouro. A natureza habita aqui. Mesmo com algumas nuvens mais baixas, a luz do sol ainda brilhou. Este paraíso também merece uma visita.

José Ferreira

8 comentários:

Fernanda disse...

Olá!

E assim vais dando a descobrir todo este Norte bucólico e lindo.

Parabéns, as fotos estão magníficas como sempre e eu adorei!!!

Beijo

Chica disse...

Que lugar maravilhoso e as fotos, lindas! abração,tudo de bom,chica

Luis disse...

Caro Amigo José,
Este é o Portugal lindo e profundo que estamos a perder... Para nos tornarmos em algo amorfo sem qualquer significado para nós e para quem nos visita!
As suas imagens são belas, continue nesta senda para que fiquem para a posteridade.
Os nossos visitantes ficarão agradecidos!
Um abração muito amigo.

J.Ferreira disse...

Amigos,

O berço da nacionalidade é Guimarães.
Quando passeio por estas localidades e vejo que D.Afonso Henriques andou por cá antes de chegar a Guimarães(partindo do princípio que nasceu em Viseu),creio que se não fossem estas terras, por certo não chegaria ao berço. Por isso estas pequenas Vilas e lugares são mais importantes que Guimarães.
Começo agora a passar por sítios em que nunca tinha estado. São lugares edílicos, tão próximo de nós.
Vou continuar a tentar mostrar.
Um abraço do
JF

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog Pelos Caminhos da Vida. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Divulgar é preciso! Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado, além sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

A. João Soares disse...

Caro José,

De cada vez nos apresenta melhores imagens de locais ignorados pela maior parte das pessoas da área, e por maioria de razão pelos mais distantes. Para si a fotografia é uma arte sem limites, estando sempre a deslumbrar-nos com tanta beleza.

Trate da saúde para continuar por muitos anos a deleitar os seus visitantes.

Um abraço
João
Do Miradouro

J.Ferreira disse...

Caros amigos,

Poderão agora compreender o porquê da minha falta de disponibilidade para me prender a um blogue. Na verdade,como há uns tempos disse, "falta-me tempo para fazer tudo aquilo que eu gosto".
A fotografia é um desses passatempos e por aqui é fácil perder a noção do tempo. Há muitos locais a descobrir, faço quilómetros e passo horas sem ver ninguém. Agora como os dias são maiores isto vai render mais. Espero realmente espevitar a vossa curiosidade e dar a conhecer alguns desses lugares maravilhosos.
Grato pelos comentários.
Abraço amigo do
JF

Táxi Pluvioso disse...

Assim está bem, eu prefiro os paraísos em foto. bfds