20/12/2009

Chinelos Dourados

Texto de Sérgio Barros, que não precisa de introdução:

Faltavam apenas cinco dias para o Natal. O espírito da ocasião ainda não tinha me atingido, mesmo que os carros lotassem o estacionamento do shopping. Dentro da loja, era pior. Os últimos compradores lotavam os corredores.

-Por que vim hoje? Perguntei a mim mesmo. Meus pés estavam tão inchados quanto minha cabeça. Minha lista continha nomes de diversas pessoas que diziam não querer nada mas eu sabia que ficariam magoados se eu não os comprasse qualquer coisa. Comprar para alguém que tem tudo e com os preços das coisas como estão, fica muito difícil.

Apressadamente, eu enchi meu carrinho de compras com os últimos artigos e fui para a longa fila do caixa. Na minha frente, duas pequenas crianças um menino de aproximadamente 10 anos e uma menina mais nova, provavelmente de 5 anos. O menino vestia roupas muito desgastadas. Os ténis me pareceram grandes demais e as calças de brim muito curtas. A roupa da menina assemelhava-se a de seu irmão. Carregava um bonito e brilhante par de chinelos com fivelas douradas.

Enquanto a música de Natal soava pela loja, a menina sussurrava desligada mas feliz. Quando nos aproximamos finalmente do caixa, a menina colocou, com cuidado, os chinelos na esteira. Tratava-os como se fossem um tesouro. O caixa anunciou a conta.
-São $6,09. -Disse.
O menino colocou suas moedas enquanto procurava mais em seus bolsos. Veio finalmente com $3,12.
-Acho que vamos ter que devolver. Nós voltaremos outra hora, talvez amanhã. –disse.

Com esse aviso, um suave choro brotou da pequena menina.
-Mas Jesus teria amado esses chinelos. -Ela resmungou.
-Bem, nós vamos para casa e trabalharemos um pouco mais. Não chore. Nós voltaremos. -Disse o menino.
Rapidamente, eu entreguei $3,00 ao caixa. Estas crianças tinham esperado na fila por muito tempo. E, além de tudo, era Natal.

De repente um par de braços veio em torno de mim e uma pequena voz disse:
-Agradeço, senhor.
-O que você quis dizer quando falou que Jesus teria gostado dos chinelos? -Eu perguntei.
O pequeno menino me respondeu,
-Nossa mãe está muito doente e vai pro céu. Papai disse que ela pode ir
antes mesmo do Natal, estar com Jesus.
E a menina completou:
-Meu professor disse que as ruas no céu são de ouro, brilhantes como estes chinelos. Mamãe não ficará bonita andando naquelas ruas com esses chinelos?

Meus olhos inundaram-se de lágrimas e eu respondi,
-Sim, tenho certeza que ficará.

Silenciosamente agradeci a Deus por usar estas crianças para lembrar-me do verdadeiro espírito de Natal. O importante no Natal não é a quantidade de dinheiro que se gasta, nem a quantidade de presentes que se compra, nem a tentativa de impressionar amigos e parentes. O Natal é o amor em seu coração, é compartilhar com os outros como Jesus compartilhou com cada um de nós. O Natal é o nascimento de Jesus que Deus nos enviou para mostrar o quanto nos ama realmente.

7 comentários:

Luis disse...

Caro João,
Não tenho vergonha de o dizer, acabei a chorar com a felicidade e inocência da criança! Lindo, lindo... Que pena o mundo não aprender com estas crianças!
Um abração e parabéns pelo post.

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Isto sim é o espírito de que devia estar presente todo o ano....SEMPRE!!!

Não tenho a honra de conhecer o autor, mas dou-lhe os meus parabéns!

Feliz Natal todo o ANO!

Beijinhos

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Parabéns pela tua sensibilidade. Obrigado pelas tuas palavras.

Abraço
João

A. João Soares disse...

Querida Ná,

É um escritor brasileiro e o texto foi recebido por e-mail do Castelo de sonhos.
É realmente enternecedor, tanto na atitude do homem como nas explicações das crianças.

Beijos
João

A. João Soares disse...

Cara Beta,

Agradeço os seus desejos e retribuo a duplicar. Que a vida lhe sorria cada vez mais, que seja muito feliz.

Beijos
João

Irene Moreira disse...

Caro João

Como me emocionei e te digo as lágrimas me vieram aos olhos. Com este conto me fizestes parar para pensar em muitas coisas.Obrigado por divulgar esse amor sem limites que Jesus compartilhou com cada um de nós . Feliz Natal.
Beijos

A. João Soares disse...

Amiga Irene,

Há muitos textos que proporcionam pensamentos muito positivos e que apresentam exemplos maravilhosos. Mas, infelizmente, a generalidade das pessoas anda alheia às realidades da vida e aos bons valores tradicionais, de humanidade e amor aos outros.
Temos de continuar a bater nesta tecla para acordar as pessoas e, quando muito tiverem acordado da sua letargia ou coma induzido, o mundo será certamente muito melhor e as pessoas mais felizes.

Beijos
João