01/12/2009

Como ganhar dinheiro...

Em Portugal é fácil. Basta ser comerciante!

Há uns três ou quatro anos atrás, necessitei de um pequeno ventilador para um recuperador de fogão de sala. Encomendei-o ao vendedor do dito aparelho, pois o mesmo é de uma marca francesa. Quando o fui buscar, paguei 100€ o que pareceu bastante puxado.

Passaram, pelo menos, três anos. Agora eram os dois ventiladores que estavam a fazer barulho e um já falhava. Disse para comigo, lá vão 200€ ou mais.
Para o efeito, contactei o mesmo vendedor, o qual me disse não ter de momento os ditos ventiladores e que também não me sabia indicar o preço.

Entretanto fui fazendo umas pesquisas aqui na Net.
Para meu grande espanto, cheguei à conclusão que o produto vem dos EUA mas que o fabrico é Chinês.

Em Portugal há dois representantes da marca NBM, que são os que fabricam os dissipadores de calor que todos os computadores usam, só que numa voltagem diferente. Ou seja vendem-se muito...

Resultado, o vendedor do recuperador, mais tarde informou-me que o custo seria de 77€+Iva por unidade.

Perante os preços e as referências exactamente iguais, decidi encomendar ao representante dos motores, (onde o "outro" iria comprar) paguei 73€ por três unidades entregues em casa, passadas 48h da encomenda.
Ou seja cada motor custou-me 17€+Iva+transportadora.

Vejam só como é fácil ganhar dinheiro em Portugal. Vejam quanto poupei numa consulta via Net.

O "outro" que vá …. não sei onde!!!

Imagem da Net
J. Ferreira

9 comentários:

Luis disse...

Querida NÁ,
O País foi sempre "pasto" dos comerciantes desde tempos imemoriais. Tenho impressão que foi nessa "escola" que aprenderam os nossos políticos de "meia tigela"!
Sempre que nos livramos de intermediários os custos são incomensurávelmente mais baixos!
Um abraço amigo e boas compras!

Fernanda disse...

Querido amigo Luís,

O post é do José, mas concordo consigo.

"Roubar lá fora", como se diz popularmente.
Abaixo os intermedíários que não de contentam com margens de lucros razoáveis...querem ganhar tudo de uma só vez.Acabam por perder os clientes ....

Beijinhos

A. João Soares disse...

Caro Amigo José

Cada intermediário que se mete no circuito, aumenta o preço para o dobro (mais ou menos). É uma roubalheira.
Claro que há excepções: a intermediária deste seu texto muito esclarecedor não aumentou o preço que continua a ser o mesmo!!! Empresas familiares, Ou trabalho de escrava??? Que grande preguiça!!!

Desculpe a brincadeira, mas só mostra o nosso interesse pela sua participação mais activa.

Um abraço para si e beijo para a Ná
João

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Escrava eu??? Nem a brincar!!!

O José ía postar, mas estava ainda à espera de uma melhor altura, segundo ele, não seria ainda oportuno.
Como eu tenho acesso ao Blogue dele, fui lá roubei-lhe o texto e pronto.
Ele só soube ao jantar que já estava. Claro que não se zangou nada.
Pudesse eu fazer o mesmo com a Maria José.

Beijinhos

J.Ferreira disse...

Caros amigos,

A Fernanda é assim, está sempre a pensar se será oportuno publicar mais um texto ou não.
Como sabem ela está muito mais apegada. Não a estou a criticar, só que tinha programado publicar este texto só mais daqui a uns dias.
Está feito!
O mais importante foi ter dito de uma das muitas injustiças das quais somos vítimas todos os dias.
Abaixo com tanta roubalheira! Qualquer dia vou à casa que me vendeu o recuperador e os ventiladores mostrar a factura do que efectivamente paguei.

Abraço aos amigos e um beijo à Fernanda.

Manuela Araújo disse...

Caro J. Ferreira

O mais grave disto tudo é ainda o que se passa com os produtos agrícolas: pagamos os mesmos bem caros, no entanto os revendedores pagam uma miséria aos agricultores.
É absolutamente nefasto para a economia que ganhe mais quem revenda um produto do que quem o produza, tantas vezes com tanto esforço e correndo tantos riscos.
Enquanto não houver como regular este mercado caótico, perdemos todos e ganham os finórios sem escrúpulos.
Um abraço

J.Ferreira disse...

Cara Manuela,

Eu diria que o mais grave são todas estas situações.
Enquanto hoverem intermediários todos perdem, excepto eles.

Obrigada pelo seu comentário.

Abraço,
José Ferreira

Irene Moreira disse...

Amigos é por já ter pago muito caro por esses intermediários que faço cotação para tudo pela NET e sempre compro muito mais barato e aqui no Brasil, ainda temos promoções com descontos adicionais de cartões de Assinante de Jornais, etc o que diminui mais ainda os preços. Digo com toda certeza que comprar pela NET em sites seguros sai muito mais barato e se tiver algo de errado, defeito em 7 dias trocam a mercadoria. Já comprei ar condicionado, ventiladores, televisão, fogão, geladeira, etc,... e recebi tudo corretamente.(Claro que muitas vezes vou até a loja para verificar o design de perto mediante a marca e cor que escolhi na NET). Bem está aqui um depoimento de uma consumidora assídua pela NET.

Beijos a todos

Pedro Ferreira disse...

Pai,

É assim mesmo, apontar o dedo e dizer os que nos furtam não só o dinheiro como também o descernimento, que nos fazem passar por "inocentes".
Malditos ladrões, é por isso que Portugal não vai a lado nenhum.
Como dizes e muito bem, "o outro que vá...."
Gente informadam, espero que abram os olhos!

Parabén pai, adore-te.

Abração saudoso,

Pedro Ferreira.