10/05/2009

A propósito de desenrascanço

O post do amigo e colega Luís acerca de desenrascanço recordo uma história que o aplica com êxito.

Aconteceu numa cidadezinha do interior.
Um vendedor precisava de dormir e foi ao único hotel da cidade, que não tinha quarto vago.
- Dá um jeito, por favor, eu preciso dormir. Nem que seja uma cama apenas.
O recepcionista responde:
- Olha...tenho um quarto com duas camas, onde está hospedado um sujeito que me disse que gostaria de dividir as despesas com alguém. Mas tenho que avisá-lo: o sujeito ronca até não poder mais. Tanto, que os vizinhos telefonam se queixando de que não conseguem dormir.
- Sem problema. Fico com o quarto, preciso dormir !!!
O recepcionista apresentou os hóspedes um ao outro e disse que o jantar estava servido, para quem quisesse.
No dia seguinte, o vendedor desceu ao restaurante para tomar café e, contrariando as expectativas, estava bem disposto. O recepcionista perguntou:
- O senhor conseguiu dormir ???
- Sem problema !!!
- Mas os roncos não atrapalharam ???
- Nada !!! Ele não roncou nem por um minuto.
- Como assim ???
- Bom, foi simples. O sujeito já estava dormindo quando entrei no quarto. Então, me aproximei da cama dele e beijei a bunda dele dizendo:
- 'Boa noite, coisinha linda'...
E o sujeito passou a noite toda acordado sentado na cama, me olhando assustado...

3 comentários:

Luis disse...

Amigos,
Como se pode ver isto não é um salve-se quem puder nem tão pouco um desenmerdanço..... ahahahahaha
Um abraço amigo

Fernanda Ferreira disse...

Amigo Luís,
Essa fez-me rir mesmo...bem precisava!!!

Realmente nada a ver, mas também aqui não é desenrascanço??? ou será??? se calhar é!!!


Beijos

Luis disse...

Querida NÁ,
Consegui com o meu comentário alegrá-la, ainda bem pois esse foi o motivo que me fez fazê-lo. Alegrar os sempre jovens!
Abração