03/01/2010

AS SOMBRAS...

Imagem da net


As sombras
São vivências entumecidas,
Passado ou presente eloquente,
Leito de lembranças despidas,
Partículas distintas da vida
Que se calam e se sentem!

As sombras
São pedaços de tempo
Eternizados em meu olhar,
São momentos e tão somente
Colírios do pensamento
Em que me deixo navegar...


Ana Martins
Escrito a 1 de Dezembro de 2008


7 comentários:

Fernanda disse...

Minha querida amiga Ana,

As sombras são tal qual as descreveste desta forma maravilhosa.

Parabéns!
Beijinhos

A. João Soares disse...

Querida Ana,

Este poema dá que pensar, aliás como tudo o que escreve. Na medida em eterniza esses momentos no seu olhar e neles se deixa navegar, deixam de ser sombra para serem banhados pela luz e, depois, a razão extingue-os e deixam de ser sombra.
Desejo que neste Novo Ano tudo seja luz para si, não uma luz ofuscante mas uma luz suave, esclarecedora que ilumine o espírito e não deixe lugar a sombras, o«penumbras nem dúvidas.

Beijos
João

Sereia disse...

Poema lindo dispensa qualquer comentário...
Mas te digo, a sombra alivia o meu cansaço das dores q hoje se encontram adormecidas e sigo nelas até um novo alvorecer...
Um lindo dia e um beijo grande.

MARA disse...

Querida Ana,

Sinceros parabéns por seu poema tão belo.

Beijo
Milai

Luis disse...

Querida Ana,
Mais um lindo poema, desta vez descrevendo as sombras!
Um beijinho ensolarado para quebrar e aquecer essas sombras...

Celle disse...

Ana, que forma mais linda e poética de demonstrar suas vivências, tão tênues, que lhe é prazeroso recordar...Continue nos brindando com seu dom especial!Beijinhos.Celle

Irene Moreira disse...

Ana
Muito lindo e como me levou a navegar em minhas sombras.
Beijos e Feliz 2010