13/06/2010

Jô Soares, define o que é ser "Professor"


O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um pobre coitado.
Tem automóvel, chora de "barriga cheia".
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta ao colégio, é um "Adesivo".
Precisa faltar, é um "turista".
Conversa com os outros professores, está "malhando" nos alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama a atenção, é um grosso.
Não chama a atenção, não se sabe impor.
A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as hipóteses do aluno.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala correctamente, ninguém entende.
Fala a "língua" do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.
O aluno é retido, é perseguição.
O aluno é aprovado, deitou "água benta".

É! O professor está sempre errado, mas, se conseguiu ler até aqui, agradeça a ele.


A propósito veja o link abaixo
http://www.youtube.com/user/blogdocao

4 comentários:

A. João Soares disse...

Caro Luís,

O professor é uma peça indispensável da formação da sociedade, do valor de uma Nação. Precisa de ser aproveitado numa estrutura racional, eficiente, honesta com sentido de Estado, responsável e responsabilizante, coisa que o nosso ministério da Educação não tem sabido ser.

Transcrevo parte do comentário do Professor universitário brasileiro Irapuan Teixeira no post "10 de Junho":

«Pois, meu caro João Soares, eu gostaria de perguntar e não comentar. Não gosto de comentar política que não seja a do meu país (o Brasil), mas como morei em Portugal (Porto e Lisboa) e também estudei nesse país irmão, pergunto: ...? E essa história da Educação Sexual? Os portugueses vão deixar acontecer em suas escolas o que já aconteceu no Brasil? Eu sou Professor (Universitário) de Profissão, tenho alguns Blogs em que insisto em brigar pelo educação primeira que é a da família, mas saber que Portugal caminha na mesma linha errada que o meu país andou percorrendo me assusta. Forte abraço.»

Caro Luís, não precisamos de inventar nada, bastando olhar para o que se passa lá fora e aproveitar o melhor. Mas, infelizmente, sendo os políticos o pior da nossa sociedade, parece terem sido escolhidos para o principal ministério, o da Educação,o refugo daquilo que o partido pode juntar.

Peço-te que me envies ou publiques algo que se refira ao programa «plano inclinado» de ontem onde ERNÂNI LOPES apresentou esquemas de grande interesse e lucidez sobre a preparação do nosso povo para amanhã. O Portugal do futuro exige grandes mudanças na mentalidade das pessoas, a começar pelos governantes.
São de temer as perguntas dos nossos netos. Porque é que vocês deixaram chegar Portugal a esta situação?

Abraço
João
Do Miradouro

Fernanda disse...

Querido amigo Luís,

E está tudo, mas tudo dito...
Sem tirar nem pôr.
Nada mais acrescento por der absolutamente desnecessário!

Beijinhos
Votos de um Bom Domingo.

Na casa do Rau

Irene Moreira disse...

Caro Luis

O que mais dizer se é realmente desta forma que os seres humanos agem e temos então que dar um prêmio de suprema paciência aos professores.
Estes não importa o que digam, seguem em frente a sua missão de ensinar e se estamos aqui agora a poder traçar umas poucas palavras agradecemos a eles.
Beijos e boa semana

Luis disse...

Meus Bons Amigos,
Ser professor actualmente é uma missão muito difícil pois a Sociedade não está a respeitá-lo como devia! A falta de Valores e Princípios que vivemos e as reformas feitas no ensino criaram um ambiente de indisciplina nas escolas.
Se quizermos um Portugal melhor há que melhorar este estado de coisas e muito rápidamente.
Saudações amigas.