26/06/2010

Arrozal com arte




Plantar arroz é fácil mas os japoneses inovaram o cultivo do arroz com arte da sabedoria oriental, simplesmente fantástico.
É impressionante a arte do cultivo que surgiu através dos campos de arroz no Japão - mas esta não é uma criação extraterrestre. Os desenhos foram habilmente semeados por agricultores.
Para a criação dos desenhos, os agricultores não usam tinta. Em vez disso, utilizam o cultivo de arroz de cores diferentes, que foram estrategicamente dispostos e plantados no campo de arroz irrigado.
Quando chega o verão e as plantas crescem, as ilustrações detalhadas começam a emergir.
Um guerreiro Sengoku em seu cavalo foi criado a partir de centenas de milhares de plantas de arroz.
As cores são criadas pelo uso de variedades diferentes. Esta foto foi tirada em Inakadate-Japão.
Napoleão em seu cavalo pode ser visto de avião. Foi plantado com precisão e planeado durante meses pelos agricultores locais.
Personagens da ficção: o Guerreiro e sua esposa, dão vida a séries de televisão.
Este ano, várias obras de arte apareceram em arrozais de outras zonas agrícolas neste país, como a imagem de Doraemon e Cervos Dançantes.
Os agricultores delineiam os contornos utilizando o arrozeiro roxo e amarelo Kodaimai junto com suas folhas verdes de Tsugaru, uma variedade romana, para criar estes padrões de cor a tempo, entre o plantio e a colheita em Setembro.
Deste nível do solo, não é possível visualizar os desenhos.
Os espectadores têm que subir na torre de castelo do município para obter uma visão ampla da obra.
Aproximando a imagem, pode-se ver o cuidado que tiveram ao plantarem milhares de pés de arroz.
Esta arte foi iniciada em 1993 como um projecto de revitalização local, uma ideia que surgiu em reuniões dos comités de associações locais.
As diferentes variedades de arroz crescem juntas das outras para criarem obras magistrais.
Nos primeiros nove anos, os trabalhadores destes municípios juntamente com os agricultores locais ampliaram um desenho simples do Monte Iwaki a cada ano. Mas as suas ideias foram-se tornando mais complexas e atraíam mais e mais atenção.
Em 2005, os acordos entre proprietários de terras permitiram a criação de enormes espaços de arte com o seu cultivo de arroz.
Um ano depois, os organizadores começaram a utilizar computadores para desenhar com precisão cada parcela na plantação das quatro variedades de arroz de diferentes cores que dão vida às imagens.

Recebido por e-mail da amiga Celle, a quem agradeço a gentileza.

9 comentários:

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Um bom poema de um conceituado poeta e pensador, contra o racismo e a discriminação.
Independentemente da cor da pele, somos todos iguais, biológica e intelectualmente. Separar as pessoas pela cor é como diferenciar pela marca do vestuário ou pelo comprimento do carro em que se transportam.

Um abraço
João
Do Miradouro

Kyria disse...

Oi João,

que linda arte! Eu nunca tinha visto ou ouvido nada a este respeito, bom descanso, abraços.

Luis disse...

Caríssimo João,
Isto é mesmo Arte!!! Imagens trabalhosas e trabalhadas por muita gente!!! Só mesmo a paciência oriental a funcionar!!!
Belo post!!!
Um abraço amigo.

Fenix disse...

Olá João

A internet pode manter-nos "às vezes" um pouco afastados fisicamente dos amigos e familiares...mas em contrapartida traz-nos o mundo para casa, e estas belas imagens (que recebi através do e-mail), são realidades dum mundo que nem suspeitamos existir e que está à distância de um click!
Grata pela partilha!

Beijos
Ana

Celle disse...

Nada melhor que ter amigos e poder compartilhar momentos simples mas, de grandes emoções!
bjs no seu coração
Celle

A. João Soares disse...

Caros amigos,

A beleza das imagens deve-se aos japoneses. A chegada delas às minhas mãos deve-se à amiga Celle, artista de grande sensibilidades a quem interessa tudo quanto é belo. A mim cabe apenas a iniciativa de organizar o álbum para maior comodidade dos amigos visitantes.

Agradeço a vossa visita e as palavras estimulantes.

Abraços
João

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Parabéns por este belíssimo post.
Grata à Mana Celle.

Linda esta arte!
Beijos

Ana Martins disse...

Caro João,
Absolutamente fantástico, nem sequer tinha imaginado nada assim!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

EDUARDO POISL disse...

Mesmo que as pessoas mudem, e suas vidas se reorganizem, os amigos devem ser amigos para sempre, mesmo que não tenham nada em comum, somente compartilhar as mesmas emoções. (Vinícios de Moraes)

Desejo uma linda semana com muito carinho.
Abraços