05/02/2010

A última fotografia


Há quem acredite em Deus, e há quem seja incrédulo; De qualquer maneira, devemos pensar na nossa pequenez perante as forças da Natureza…

Ilha de Sumatra (Indonésia) Tsunami - 26 de Dezembro de 2004

É Impressionante!!!
Esta fotografia foi tirada na ilha de Sumatra (a onda mede 32 m!) e foi encontrada numa câmara digital, mês e meio depois do Tsunami.
Provavelmente, quem tirou esta fotografia, deixou de existir segundos depois de ter accionado o disparador da máquina!...

Recebido por e-mail

6 comentários:

Ana Martins disse...

Caro João,
se bem pensarmos, nós somos formiguinhas perante a força e poder da natureza. A prova disso são todas as catástrofes que nos últimos anos se têm sucedido, e nós nada podemos ou conseguimos fazer para as travar.

Há que respeitar a natureza, é urgente que o Homem se consciencialize disso.

Beijinhos,
Ana Martins

Pedro Ferreira disse...

Caro amigo Sr.João Soares,

Finalmente de fim de semana e com algum tempo para visitar o Blog que já me habituei a ver e a admirar.
Vejo muitas vezes mas não me dá tempo para comentar em serviço.

Esta foto é realmente impressionante, o dono dessa máquina não devia ter a noção exacta do risco que corria, ou então pelo contrário teve a noção exacta e quis deixar este testemunho.
Nunca saberemos.

O que sabemos cada vez mais, pela frequência das calamidades que vão acontecendo em todo o Mundo é que estamos perante grandes mudanças. O que será de Universo dentro de poucos anos???

Cumprimentos respeitosos,
Pedro

A. João Soares disse...

Querida Ana,

É como diz. Somos formiguinhas e só conseguimos fazer asneiras que, somadas, dão alterações do clima e aumento da frequência com que sucedem estas catástrofes.
Abençoada a ideia de limpar Portugal, porque o ambiente deve ser respeitado e é preciso sensibilizar as pessoas para este fenómeno ambiental.

Beijos
João

A. João Soares disse...

Amigo Pedro,

Para começar devemos evitar ferir o ambiente, agredir a Natureza e, depois, como não podemos evitar ou parar estes cataclismos, devemos criar hábitos de vida que nos garantam mais segurança e capacidade de sobreviver. A localização das habitações e a forma como são construídas devem merecer mais cuidado. etc.

Abraço
João

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Fico feliz que o Pedro tenha comentado.

Efectivamente é uma imagem terrífica.
E pensar que tudo foi destruído em segundos levando consigo tudo e todos.

Como o João diz, é preciso ter todos esses factores em conta.
Respeito pela natureza e assegurar a protecção das populações, nomeadamente proibindo construções perto do mar e de péssima qualidade.

Beijinhos

Celle disse...

Boa tarde João!
uma boa foto de tão tristes lembranças!
" respeitar a natureza para termos segurança" é seu lema, com muita dedicação e empenho tem dedicado sua vida neste sentido, um ideal humanitário,
... e admiravel!

Celle