13/02/2010

BASTAM-ME...

Imagem da net


Bastam-me
Os teus olhos suplicantes,
Os teus lábios sem falar
E o amor fulminante
Que nos cala ao acordar.

Bastam-me
As tuas mãos a gritar "desejo",
A tua presença pura e sã
E esse longo e terno beijo
Que me desperta pela manhã.


Ana Martins
Escrito a 19 de Julho de 2008

5 comentários:

Celle disse...

Ana,
lindo, lindo, lindo!
Maravilhoso!
Você me fez sentir saudades!!!
É muito belo o amor!!!
Celle

A. João Soares disse...

Queridas Ana e Celle,

A imagem que nos dá do amor ideal, com muito de espiritual e uma boa dose de contacto físico. Lindo poema!

Mas, depois de ter lido e comentado o post seguinte da amiga Celle, e como é Carnaval, eu diria: Mas esse amor não foi assim tão grande pois dormiram, fala em acordar pela manhã!!!

Parabéns por mais esta poesia sentimental que enqriquece a sua já grande colecção de preciosidades.

Beijos
João

Luis disse...

Querida Ana,
Os seus poemas são sempre lindos e falando de Amor. São igualmente sensuais e revelam pureza o que parecendo contraditório o não é na realidade.
Adorei por essa dualidade tão bem apresentada e de uma forma muito simples.
Um grande beijnho amigo.

Fernanda disse...

Querida amiga Ana,


Lindíssimo!!!
Tanto amor, tanta ternura...um encanto.

Parabéns

Irene Moreira disse...

Ana

Muito lindo!
Muito Belo!
Muito Amor!
Muito Você !

Sou sua fã

Beijos