20/02/2010

Quem está no coração, fica para sempre!

Hoje, conto-vos uma história triste mas verdadeira, de alguém que não conheci mas que bem podia ser um de nós.



Havia uma vez um jovem que se apaixonou perdidamente por uma menina linda.
A vida deles, apesar de ele ser um peixinho pequeno numa grande empresa e o seu futuro não ser muito auspicioso, não era fácil. O casal vivia com algumas dificuldades, mas sempre foi muito feliz.
Passados alguns poucos anos, a sua menina muito amada disse-lhe que ia para Paris e que nunca mais voltaria, argumentando que não conseguia visualizar um futuro para ambos, por isso eles separaram-se ali e então…

Com o coração em pedaços, ele foi forçado a concordar… mas com o tempo ele ganhou confiança nele próprio, trabalhou dia e noite, pois ele tinha uma só coisa em mente, ser alguém.
Finalmente, com muito trabalho e dedicação conseguiu. Este agora senhor, criou a sua própria empresa.
Nunca ninguém falha os seus propósito se não desistir do que o determina.

Num dia chuvoso, enquanto conduzia o seu belo carro, reparou num casal idoso que dividia um só guarda-chuva, muito juntinhos que pareciam ir numa direcção precisa. Não demorou segundos para reconhecer que eram os pais da sua menina doce, a que sempre amara, sempre…
Com o coração apertado e lembrando-se de todo o passado, passou lentamente por eles, queria ser visto na sua nova condição, conduzindo o seu luxuoso carro, gostava de lhes dizer que vivia num apartamento fabuloso e que até já tinha a sua própria empresa. Que ele tinha conseguido singrar!
Mas o que ele viu seguidamente deixou-o confuso, o casal ia em direcção a um cemitério.

Deixou o carro e caminhou atrás deles. Foi então que deparou com a foto da sua doce, linda e sempre sorridente amada sobre um caixão.

Os pais dela ao vê-lo abraçaram-no... ele ainda incrédulo e a tremer da cabeça aos pés, perguntou-lhes o que acontecera.
A sua doce amada nunca tinha ido para França. Ela estava muito doente com cancro.
Soube sempre que ele seria alguém na vida, por isso não quis ser um obstáculo para ele e essa fora a razão pela qual o abandonou.

O pior que pode acontecer a alguém é estar, como ele… ali sentada ao lado da sua amada, sabendo que nunca mais a terá.

Só porque alguém, aparentemente, não te ama do modo como tu desejas, não significa que essa pessoa não te ame com todo o seu fervor.
Quando se ama, ama-se para sempre, porque o que está na nossa mente pode-se tentar esquecer e até conseguir, mas o que está no coração aí ficará para sempre.

Oiça este tema - Choose Love- Rita Red Shoes

Pintura de Paula G. Ayoub
Fernanda Ferreira

12 comentários:

Reyel Angel disse...

Linda e ao mesmo tempo triste essa história. O amor verdadeiro é capaz de todos os sacrifícios... Bjos na alma!

Luis disse...

Querida NÁ,
É isso mesmo a prova de grande Amor, ainda que possa parecer o contrário. Sacrificou-se para que ele pudesse vir a ser o porque lutava!
Além de Amor era abnegada! Grande mulher!
Um beijinho amigo.

A. João Soares disse...

Querida Ná,

Amor não é bem isto, exige comunicação, diálogo franco, projectos conversados, partilhados, objectivos comuns, nas boas e nas más horas.
Certamente tudo seria melhor para os dois, principalmente para ela.

Uma bela história que se presta a reflexões mais ou menos profundas e orientadas para um ou outro lado.

Beijos
João

Ana Martins disse...

Querida Ná,
como tens razão, quando se ama, ama-se para sempre. Sinto um nó na garganta só de pensar que esta história é verdadeira. Quando tinha 19 anos, uma grande amiga minha que na altura estava para casar, descobriu que tinha um cancro na mama. Foi operada de urgencia, foi-lhe tirada a mama por completo, fez todos os tratamentos perscritos, mas decidiu que não queria casar, temia que o noivo só a quisesse na altura por pena. Mas ele convicto do seu amor provou-lhe que estava enganada, casaram, têm uma filha já adulta e ainda vivem felizes, entretanto ela já fez a reconstrução da mama.

Esta história foi menos feliz, o que me deixa desolada!

Beijinhos,
Ana Martins

Fernanda disse...

Olá amiga Reyel,

Concordo plenamente consigo e sei do que fala.

Beijinhos

Fernanda disse...

Querido amigo Luís,

Foi realmente uma prova de abnegação, mas a minha moral da história e divergente da sua.

Talvez não esteja clara e propositadamente implícita.
Eu pessoalmente penso que o amor tudo pode e tudo suporta, no bem como no mal, e que eles ambos falharam, deviam ter ficado juntos até ao fim.
De que lhe serve agora ele ter uma fortuna, ser alguém se já perdeu o mais importante?

Beijinhos

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Exactamente!
Este texto deixa muito espaço para reflexão.
Tal como já respondi ao amigo Luís, a minha noção de amor perfeito, completo, tem muito a ver com o estar sempre presente, em todos os momentos.

Beijinhos

Fernanda disse...

Querida Ana,

Minha boa amiga!
Desculpa trazer este tema sem pensar em ti, na Sandra. Espero que esteja tudo a correr pelo melhor.

O namorado da tua amiga teve a atitude que se espera de alguém que realmente ama.
Naturalmente que isso não é impedimento para que sejam felizes.

Ainda bem que essa tua amiga está a viver uma vida feliz.

Neste caso ela morre mesmo. Mas ainda há pouco tempo vi um filme onde eles se casam num hospital e ela morra dias depois.
Eu achei lindo apesar de não saber se eu o faria.
Percebes certamente.

Beijinhos

Ana Martins disse...

Querida amiga,
está sim, Graças a Deus, ainda fez análises esta semana e os valores estão todos normais. Ela é muito forte, corajosa e positiva, eu acredito que a Sandra vai vencer, mas o mais importante é que ela também acredita.

Beijinhos,
Ana Martins

Fernanda disse...

Obrigada amiga Ana por mo dizeres, sabes como fico feliz por todos, especialmente por ela.

Acreditar é meio caminho para a cura.

Muitos beijinhos para ambas e um abração enorme para ti,

Pedro Ferreira disse...

Olá Mãe!

Sabes que concordo contigo! Consegui ler nas entrelinhas o que querias dizer de mais importante.

Na vida o que mais importa mesmo é estar sempre com quem se ama, independentemente do resto, do tempo que temos para estarmos juntos.
Nunca ninguém sabe nem saberá a sua real duração.

Beijinhos mil.
Hoje esteve por cá um dia bem bonito, cheio de sol.
Abraço ao pai.

Fernanda disse...

Olá filhote lindo,

Só agora vi o teu comentário aqui.
Obrigada querido.

Sabes que somos muito parecidos e conhecemos-nos muito bem, é normal que tenhas lido e percebido logo como efectivamente penso, aliás pensamos.

Boa semana filho.
Ainda bem que tiveste um dia feliz e com muito sol.

Beijinhos mil.