13/03/2010

PLP - Limpar Portugal!


O dia “L” do Limpar Portugal aproxima-se, o stress já anda no ar, até se cheira.
Confesso que inicialmente entrei de pé atrás. As minhas experiências anteriores com o associativismo, assim mo obrigaram.Agora que me enterrei até às orelhas, embora traumatizado, estou satisfeito. Eu próprio (que não sou suspeito), considero que ultrapassei as minhas expectativas.
Passemos ao campo.
Imaginem-se a passear nestes montes, nesta época pintados de verde e aqui e ali uns traços de amarelo. Sintam aqueles aromas dos eucaliptos a brisa que nos gela o nariz e orelhas, de repente salta um coelho bravo, ao longe avista-se uma raposa, de repente cuidado, passam por uma sanita parcialmente escondida.
Continuem, estamos no cimo da encosta, começamos a sentir os aromas da costa, por vezes advinha-se o que se vai almoçar… mais uma miragem, o que estará a fazer aqui aquele colchão acompanhado por um sofá desfeito?
Desçámos, sempre pelos estradões onde a poluição não existe, excepto aquele frigorífico, mais um colchão e claro uma... É raro ver-se um bidé, lavatórios aparecem com mais frequência. Ainda estou esperançado que hei-de ver um javali ou um cervo a utilizar estes equipamentos, a higiene chegou ao reino animal.
Continuem a imaginar esta viagem pelo monte, sempre pelo monte, sempre por estradões onde só é possível andar a pé ou de bicicleta, agora depois do dobrar da curva aparece um verdadeiro tesouro, uma máquina de lavar e uma TV, até plasmas (devem ser de algum adepto insatisfeito com o seu clube), como é que isto chegou até aqui? Só pode ser de avião.
 Previnam-se tenham muito cuidado quando forem para o monte, eu nunca me esqueço do capacete, nunca se sabe quando nos pode cair um piano na cabeça… ou pior, uma sanita.
É verdade, os meus amigos dizem que com este trabalho, fiquei apanhado pelas “sanitas”.(Efeitos colaterais).
Esse será o meu próximo passatempo.. catalogar todas as louças que apareçam pelos montes, vai durar o resto da reforma.
Ao pessoal do Limpar Portugal, se forem para a floresta, levem camiões de reserva só para louças, verão que os enchem rapidamente.
Isto só se pode encarar desta maneira, a realidade é suja.
Passeiem pelos montes e não se preocupem com qualquer aperto, ao virar da esquina há sempre onde aliviar… é garantido.


Fotos do autor .
J. Ferreira

6 comentários:

Fernanda disse...

Este não era o texto que estaríamos todos à espera, nem eu...
mas eu adorei!

O estilo irónico, até cómico do trauma de quem identificou mais de 70% de muito perto de 100 lixeiras está aqui bem patente!

Parabéns!
Beijos

Luis disse...

Amigo José,
Adorei a ironia do seu texto mas que revelou bem o seu trabalho na procura de tanta...sanita!!!
Realmente o País está tão cheio de M.... que será preciso dispersar esses equipamentos por todo o lado!Mas como não os utilizam como deve ser ainda enchem o País com mais M....!!!!
Bom trabalho feito para no dia 20 se meterem mãos à obra na Limpeza de tanta M....!!!Queremos e gostamos de um Portugal Limpo!!!
Um abraço solidário e amigo.

Ana Martins disse...

Caro José,
agora no terreno é que podemos ter a verdadeira dimensão do problema. Acho que este tipo de lixo se encontra com muita facilidade por todo o País. O que me entristece é sentir que embora as pessoas saibam que estão a agir mal em deitar os objectos que não querem mais nesses sítios, o continuem a fazer.

Mas o que importa agora, é que dia 20 lá estaremos a Limpar o nosso lindo Portugal, quanto ao futuro, a Deus pertence!

Beijinhos,
Ana Martins

A. João Soares disse...

Amigo José,

Um belo texto. A maneira mais saudável de encarar a vida é condimentá-la com um pouco de ironia ou brincadeira.
É curioso o espírito de prevenção das gentes que gostam da natureza e de passear por essas serras maravilhosas, que chegam ao ponto de, para evitar descarregar as suas cargas íntimas no meio do mato, colocam previamente, aqui e ali, sanitas para esse efeito ser conseguido de forma mais civilizada!!! São realmente amantes da Natureza!!! Assim, desaparece o perigo de, atrás do eucalipto se sujar a bota por pisar a bosta.

O seu trabalho cansativo mas espiritualmente compensador por contribuir para uma justa causa, traz material para deliciar os leitores com textos encantadores.
Certamente. quando a acção de limpeza iniciar, não faltarão muitas situações anedóticas. Aproveite-as para as crónicas que irá fazer!!!

Um abraço
João

Anónimo disse...

Oi Pai!!
Cronica Exlente, deu para rir embora a situação não seja bem para tal..
Continua o bom trabalho, como sempre exemplar para todo o bom cidadão e Sempre um Grande Exemplo para Mim!!
Um Abraço Forte Cheio de Orgulho,
Pedro F.

J.Ferreira disse...

Caros amigos,

Afinal vejo que também há pessoas sensíveis como eu. Meditem um pouco, haverá alguém que mereça o titulo de "melhor amigo do homem", tal como o cão?. Claro que há... só pode ser a vulgar "cagadeira". Quem suporta os nossos excessos sem reclamar? quem está sempre pronta a receber aquilo que mais ninguém suporta? Onde nos refugiámos naqueles maus momentos? Onde temos o reservado suficiente para lermos tranquilamente? Meditem...
E depois abandonamos em qualquer lugar essse amigo? Eu nunca faria isso.
Procuremos elevar o assunto, quando o governo se lembrar de instalar autoclismos nesses pontos, temos uma grande parte de desempregados numa boa. Qual TGV.
Já tenho mais temas para blogar a seguir.
Abraço a todos.