19/07/2010

Idoso ou Velho?

Reflexões recebidas num anexo de e-mail como legendas de um pps e que servem de base para afirmar solenemente que sou um jovem de espírito! Ou, pelo menos, procuro ser! E desejo, quando for idoso, manter o arquivo de saber acumulado em boas condições de utilização e de ser aumentado com mais aquisições de informação.

Você se considera uma pessoa idosa, ou velha?
E você que é jovem, como deseja chegar lá ???
Acha que é a mesma coisa?
Pois então ouça o depoimento de um idoso de oitenta anos:
Idosa é uma pessoa que tem muita idade. Velha é a pessoa que perdeu a jovialidade.
Você é idoso quando sonha. É velho quando apenas dorme.
Você é idoso quando ainda aprende. É velho quando já nem ensina.
Você é idoso quando pratica esportes, ou de alguma outra forma se exercita. É velho quando apenas descansa.
Você é idoso quando seu calendário tem amanhãs. É velho quando seu calendário só tem ontens.
O idoso é aquela pessoa que tem tido a felicidade de viver uma longa vida produtiva, de ter adquirido uma grande experiência. Ele é uma ponte entre o passado e o presente, como o jovem é uma ponte entre o presente e o futuro. E é no presente que os dois se encontram.
Velho é aquele que tem carregado o peso dos anos, que em vez de transmitir experiência às gerações vindouras, transmite pessimismo e desilusão. Para ele, não existe ponte entre o passado e o presente, existe um fosso que o separa do presente pelo apego ao passado
O idoso se renova a cada dia que começa; o velho se acaba a cada noite que termina.
O idoso tem seus olhos postos no horizonte de onde o sol desponta e a esperança se ilumina.
O velho tem sua miopia voltada para os tempos que passaram.
O idoso tem planos. O velho tem saudades.
O idoso curte o que resta da vida. O velho sofre o que o aproxima da morte.
O idoso se moderniza, dialoga com a juventude, procura compreender os novos tempos. O velho se emperra no seu tempo, se fecha em sua ostra e recusa a modernidade.
O idoso leva uma vida activa, plena de projectos e de esperanças. Para ele o tempo passa rápido, mas a velhice nunca chega.
O velho cochila no vazio de sua vida e suas horas se arrastam destituídas de sentido. As rugas do idoso são bonitas porque foram marcadas pelo sorriso. As rugas do velho são feias porque foram vincadas pela amargura.

Em resumo, idoso e velho, são duas pessoas que até podem ter a mesma idade no cartório, mas têm idade bem diferente no coração.
Se você é idoso, guarde a esperança de nunca ficar velho.

12 comentários:

Celle disse...

Oi,João!
Sendo assim sou uma idosa feliz e vaidosa!
Não penso em doença, nem tenho medo da morte. Adoro ajudar e colaborar com todos, familiares, amigos e faço o social também, dentro do possível! Nos dias atuais, com tantas mazelas, aquilo que me escandaliza,lamento mas, não fico perplexa a sofrer, preocupada. Procuro acompanhar a evolução e me inserir ao meio seja infantil, juvenil, adulto ou de velhos ranzinzas ou idosos felizes.
Acabamos de receber o certificado pela nossa participação no programa de Extensão Bem Viver na Maturidade,perfazendo um total de 384 horas. Foi ótimo. Não queremos parar, daremos continuidade e almejamos fazer Mestrado, Doutorado rsrsrs e assim continuar a viver, com qualidade de vida mesmo aos 68 anos. Meus netos adoram dizer: Minha vó estuda, gosta de informática, tem blog, faz caminhada, ginástica, viaja, passeia, ela não é velha é só um pouquinho velha diz o Arthur meu neto, agora com oito anos.
Celle

Saozita disse...

Olá João Soares, "(...)velhos são os trapos(...)", já dizia Constantino! in:( Constantino, Guardador de Vacas e de Sonhos) de Alves Redol.
Somos velhos na medida em que o nosso "eu", não acompanha a mudança dos tempos modernos e somos idosos porque efectivamente temos muitos anos.
Poderemos ser sempre jovens, não nos deixando ultrapassar pelo tempo.

Tenha uma boa semana.
Beijinho

A. João Soares disse...

Querida Celle,

Parabéns pela sua vida plen, activa, útil, sempre com a preocupação de aprender novas coisas.
É bom viver quando se tem interesse por aquilo que nos cerca, quando procuramos «humanizar a humanidade».

Beijos
João
Do Miradouro

A. João Soares disse...

Sãozita,

As palavras não devem chocar. Elas valem conforme o significado que lhes queremos dar. O certo é que um idoso ou um velho, ambas as palavras no melhor sentido, mostram pessoas que, se tiveram uma vida bem aproveitada, possuem uma biblioteca, um arquivo, no seu cérebro enriquecido pela sedimentação de muita experiência própria e alheia, daquilo que mais interessa na vida. Não se trata de ser saudosista ou querer aplicar hoje as soluções que foram boas há muitas décadas, é a sensatez de prever que determinado caminho poder levar ao abismo ou ao beco sem saída e que outro permitirá o êxito e a felicidade. Tais previões ou pressentimentos são fruto de muita maturação, quando sempre se pensou com profundidade e se aprendeu a planear.
Não foi por acaso que quase há dois anos foi publicado o post Pensar antes de decidir. Há muita gente que precisa de ser alertada para o inconveniente de decidir ao acaso e depois avançar e recuar com esbanjamento de recursos essenciais e escassos.

Beijos
João
João

Fernanda disse...

Amigo João Soares!

Gostei imenso do prefácio, mesmo muito!
Esta não é a primeira vez que este tema aqui surge... lembro-me até que, pelo menos uma das vezes, foi pela mesma mão!!!
Sendo um tema que interessa a todos, mesmo aos mais jovens, uma vez que todos caminham para mais maduros, gostei do post.

Como alguém que se sente e sabe jovem, eu só posso concordar que a juventude tem pouco ou nada a ver com a idade.

Não gosto nada do termo "velho", por razões pessoais e muito traumatizantes.
Julgo que se lembrará das razões, pois foram pontadas previamente no outro texto.
Como diz a Sãozita e muito bem, velhos são os trapos, seja lá qual for a razão que o meu amigo defenda conjuntamente com o autor do texto, mesmo que no contexto esteja correcto.
Não há em nenhuma outra língua, que eu conheça, o termo velho aplicado a pessoas. Se usado será sempre tido como insultuoso.
Aqui mesmo, no nosso país chama-se, por exemplo à Universidade para os menos jovens, Universidade Sénior.
Os nossos amigos Brasileiros são ainda mais simpáticos, chamando-lhe Universidade da Melhor Idade.

Sénior é a terminologia geralmente usada em todo o Mundo.

Sei que não é esta a razão do post, entendi perfeitamente onde quer chegar.
Porque no final fica em forma de resumo uma conclusão com a qual concordo plenamente, espero nunca ser "velha".

Beijinho

Luis disse...

Caro João,
Sempre me considerei Jovem de espírito e agora depois de ler este post verifico que tinha toda a razão em assim pensar... Mas é verdade que há gente nova que já nasceram velhos...
Um abraço amigo e sempre jovem.

Kyria disse...

Oi João,

adorei as definições. Em certas ocasiões me sinto velha mesmo ainda nova.
É preciso dignidade, amor próprio, alegria, paz e luz para envelhecermos "idosos".
Parabéns pela escolha do texto que leva a reflexões, bjs

A. João Soares disse...

Querida Fernanda,

O tema é redundante, mas há orações que devemos rezar diariamente!
Será bom para nós interiorizarmos estes conceitos que contribuirão para termos uma vida melhor, mantermos a juventude até ao fim, morrermos com saúde mental e, também, física.

Beijos
João
Do Miradouro

A. João Soares disse...

Amigo Luís,

Não és nada peneirento!
«presumbenta e águação cada quer toma a que um»! Se não decifras, pergunta à Celle, que ela sabe.

Mantém a jovialidade para dares força ao Belenenses que bem precisa de força!
Espero que fiques nas fotos de hoje.

Um abraço
João
Do Miradouro

A. João Soares disse...

Amiga Kyria,

Nunca se deixe amolecer. Extrais as forças que tem dentro de si e utilize-as a cada momento, para reforçar a jovialidade, evitar e eliminar os desalentos e fazer da vida um passeio em jardim florido. Não olhe para os espinhos das rosas como uma fatalidade, repare mais nas pétalas.

Beijos
João
Do Miradouro

Kyria disse...

Obrigada amigo João, suas palavras cairam como bálsamo no momento em que estou vivendo, muitos bjs

Luis disse...

Caro João,
Lá vou arranjando forças para dar um jeitinho no Clube e isso também se deve à juventude que vou tendo devido ao tal estado de espírito que a isso me leva!!! Mas acredita que não sou nem presunçoso nem vaidoso... Alegre e bem disposto isso eu sou!!!
Um abraço neste dia do Amigo deste teu sempre jovem amigalhaço.