08/07/2010

«Avós do tricot» em acção benemérita

Quatro avós norte-americanas que fazem parte de um grupo de ‘tricot’ em Tacoma, no estado de Washington, decidiram deixar as agulhas e novelos de lado por algumas horas e despir-se de preconceitos, posando nuas para uma sessão fotográfica.

É tudo por uma boa causa: as fotografias farão parte de um calendário que será vendido na região e cujos lucros visam ajudar crianças com autismo, incluindo os netos de uma das modelos.

Texto e imagem extraídos do Correio da Manhã.

Esta iniciativa que pode muito bem servir de exemplo ás Sempre Jovens avós, pode dedicar-se a outras finalidades de beneficência. Ficamos à espera!!!

16 comentários:

Fernanda disse...

Querido João,

São quatro avós e mais uma (a mais ousada) que não deve ser ainda avó :)))))))))))))))))))))))

Acho a ideia maravilhosa, podem contar comigo, como ainda não avô :( o que muito gostaria e espero vir a ser.

Curiosamente a mais alta na foto, parecesse-se muitíssimo com a Phil, uma minha amiga Britânica e antiga aluna.
Vou-lhe mandar o nosso link para ela ver.

Este seu post já me fez rir, o que não é nada difícil para mim...
mesmo logo ao acordar e coisa que adoro fazer.

Obrigada.
Beijinhos


Nota: Nem todas as avós fazem tricot :))))))))))))))))
Há as que fazem coisas bem mais interessantes :)))))))

Pelos caminhos da vida. disse...

Maravilhosa a idéia dessas 4 avós, ajudar ao próximo não tem preço.

beijooo.

Luis disse...

Minhas Queridas Amigas e Amigo João,
Não pretendendo ser falso moralista ao ler este post fiquei um pouco sem fala... A beleza é para se apreciar, o tricot é bom para passar o tempo e fazer beneficência e algo de muito mérito, mas misturar tudo e com idades para terem juízo parece-me um pouco louco!!! É mesmo uma "americanisse" sem jeito!!!
E por aqui me fico...
Saudações amigas e sinceras.

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Há relativamente pouco tempo passou pelos e-mails um calendário de senhoras maduras que não mereceu reparos. E estas fazem essa obra de arte para um fim de beneficência. Essa de colocar um prazo de validade nas pessoas nem parece de um Sempre Jovem!!!
A fruta madura tem mais paladar do que a verde, ou colhida precocemente. Não me refiro aos clientes dos meninos da Casa Pia!!!
Este post serve para reduzir o stress da tormentosa vida actual.

Um abraço
João

Fernanda disse...

Querido amigo Luís,

O post não é meu, mas como mulher sinto-me quase na obrigação de vir aqui, de novo, dizer o que penso.

Aliás, primeiro deixe-me perguntar-lhe se a imagem o chocou???
gostava muito de saber a sua resposta!

Americanices à parte, eu não vejo nada de transcendente, até achei graça.
As senhoras estão todas compostas, não chocam ninguém, eu acho!!!!
Mais, eu já prometi ao João, que mal recomecem as aulas na Unisénior, vou propor esta ideia, se ela for para ajudar uma associação benemérita eu própria farei parte do grupo...

Feio, muito feio mesmo, é explorar o corpo da mulher e expô-lo nu ou semi-nu em calendários e em revistas, em todo o lado, para que os "machos" se sintam como tal.
Isso sim é porco, é nojento, é indecoroso e indecente!
Tenho a certeza que concorda comigo.

Beijinhos

Na casa do Rau

Anónimo disse...

Hello Fernanda!

This is my very first time ever commenting a Blogs photo.
Actually, and we'll talk later, I'm not that fat nor tall, but I have to admit the resemblance to the lady on the right side.

The idea is quite interesting and funny too.
Thanks for showing it to me and Mike.
Keep in touch.
Love
Phil

J.Ferreira disse...

Amigo João Soares,

Diria que só não gosto do modelo feito em tricot pelas belas avós.
Podia ser algo mais sexy, digo eu!

Abraço
J.Ferreira

Ana Martins disse...

Caro João,
muito interessante mesmo, como diz o J. Ferreira o modelo em tricot realmente não é bonito, eu preferiria cores mais alegres, quanto ao tamanho, acho o ideal, rsrssss!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Luis disse...

Meu caro João e minha amiga NÁ,
Em primeiro lugar quero dizer que até achei piada às Avós e continuo a dizer que a ideia de serem beneméritas até é merecedora de elogios mas sinceramente acho uma "americanisse" a forma como o fizeram e não é por puritanismo que o digo! Até penso que minimizaram o acto em vez de o engrandecerem! Entretanto concordo convosco no sentido de que há uma exploração da mulher em tudo quanto é para vender! Tornaram a beleza um objecto comercial! É miserável e de mau gosto.
Desculpem-me a minha maneira de pensar mas este foi o meu comentário.
Saudações aos dois com as minhas desculpas.

Luis disse...

Acrescento que poderiam fazer uma mostra dos seus trabalhos de tricot e daí partirem para uma quermesse. Seria mais interessante!
Saudações amigas

Marliborges disse...

Olá,

Bravo!!! Adorei a idéia das vovós! Acho muito criativa e aposto que vai render bastante dinheiro e atngir o objetivo assistencial. Parabéns por divulgar aqui no Blog!
Bjsssss

A. João Soares disse...

Caros comentadores,

Realmente, a peça com que ocultam as belezas que irão mostrar no calendário de beldades, nem faz publicidade das suas artes de tricot nem é apelativa para o calendário. Mais valeria um tecido mais translúcido!!! Mas com o mistério assim criado talvez fique a curiosidade para ver o calendário. Vai ser um ano 2011 cheio de beleza madura. A revista Playboy, que está para fechar, irá sair mesmo do mercado, com tal concorrência.

Beijos e abraços
João

Pedro Ferreira disse...

Caro amigo João Soares,

Achei piada à imagem. Muito bem minhas senhoras.
Concordo com o facto da roupinha ter sido mal escolhida :)
Pelo menos usavam as cores da bandeira nacional algo mais apelativo.

Abraço
Pedro

A. João Soares disse...

Caro Pedro,

Esta foto no intervalo da recolha de imagens sugestivas para o calendário, serve apenas para mostrar que se trata de avós. A moça mais jovem é a fotógrafa ou organizadora da iniciativa. As fotos com toda a beleza das artistas fica para o calendário.
Devem esgotar-se. Temos que nos inscrever com antecedência!!!

Um abraço
João
Do Miradouro

Celle disse...

João, parabens pelo post. Em São Paulo em 2006,12 vovós se deixaram fotografar uma a uma, nuas, ornadas com ramalhetes. As flores, estratégicamente, colocadas nos devidos lugares (rsrs) permitiram as modelos ficarem mais a vontade e as fotos mais bonitas, nada vulgares, até hoje são bem vendidas em benefício do Hospital Infantil do Câncer.
Cada idosa representa um mês do ano. Na página destinada ao mês de dezembro há a foto de uma flor porque a idosa, que chegou a ser fotografada, desistiu da publicação. Funcionária pública e prestes a se aposentar, ela ficou com medo de "represálias". Na minha cidade se faz um calendário beneficente também, porém, com senhoras, vestidas, curadas ou em tratamento do câncer, como incentivo as mulheres para procurarem os recursos disponíveis, sem constrangimento.
O Luis também, tem sua razão...
Beijos
Celle

A. João Soares disse...

Querida Celle,

Penso que a ideia destas senhoras será essa. Não imagino que façam fotografias provocantes a concorrer com jovens exibicionistas. Dessa forma não favoreceriam o apoio que pretendem dar à causa nobre para que querem chamar a atenção. Nesse aspecto o Luís, com o seu puritanismo obsoleto, tem alguma razão. Para grandes causas justifica-se um gesto que desperte a atenção dos distraídos.

Beijos
João
Do Miradouro