17/05/2010

Profecia a ter em conta???

Há dias foram publicados dois posts, 2010 Ano de Transformações e Transformações no Mundo que, tal como os comentários que lhes foram feitos, podem denunciar sinais das mudanças que estão em curso na humanidade e que serão traduzidas por grandes alterações no equilíbrio de poderes estratégicos das potências actuais e emergentes.

Agora, a reforçar tais perspectivas, surge no Jornal de Notícias a notícia de que a «Universidade do Minho acolhe pela primeira vez exames de chinês». Esta Universidade tem sido objecto de várias notícias que constituem uma réstia de sol na pasmaceira nacional, pois não se submete a rotinas anquilosadas e obsoletas, mas procura ser agente de mudança e inovação, como deve ser vocação dos estabelecimentos de ensino de dos principais agentes económicos e de governação.

Esta Universidade merece o nosso apreço e cada português deve fazer um esforço para observar os sinais de modernização e intervir dentro da sua área de interesses para influenciar o percurso pelo melhor caminho. Temos que nos preparar para o futuro que hoje está mais próximo do que em tempos em que o mundo andava mais lentamente.

5 comentários:

Luis disse...

Caro João,
Não são profecias, são análises oportunas e que devemm ser tomadas em consideração. Os chineses há já muito tempo que estudam linguas europeias, português incluido. Eles lá sabem porquê!!!
Obrigado por mais esta útil informação.
Um abraço amigo.

A. João Soares disse...

Caro Luís,

A Universidade do Minho está a fazer exames da língua chinesa, da língua do antigo Império do Meio. Significa que é útil os portugueses aprenderem o chinês. É um primeiro passo para um relacionamento mais estreito, mas não esqueçamos que se trata de dois países desiguais e quem define as condições são eles!

Será uma realidade num futuro muito próximo. E nós, em vez de sabermos gerir o pouco que temos, só fazemos estragos no orçamento, com a mania sem fundamento de que somos grande e poderosos. Parece que há gente inconsciente em funções de Poder que pensam que estamos em 1500, no reinado de D. Manuel I.

Um abraço
João
Do Miradouro

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Já há muito que se fala que a língua do futuro será o chinês.
Já não será mim, mas será inevitavelmente para as gerações vindouras.

Por enquanto eles vão aprendendo Português, mas num futuro próximo, eles ditarão as leis.

Beijinhos

ematejoca disse...

Descobri agora este seu blogue. Também estive a ler "Vem aí a Primavera".
Cheguei à conclusão, minha cara Ná, que até agora não tinha compreendido nada do que me disse.
Pois compreendi, que a Ná pensava, que eu tinha um blogue "Sempre Jovens", onde publiquei o seu texto traduzido em alemão.
Vou ler tudo mais uma vez com calma, para já durma bem, Ná, que eu também vou dormir.
Amanhã é um novo dia!

Ana Martins disse...

Caro João,
Para os que nos governam as preocupações principais estão em aumentar os impostos e os bens essenciais. Preparar os nossos jovens para o futuro e de acordo com as mudanças que já se avistam está muito aquém das prioridades de quem nos governa.

Muito obrigada Ná, João e Luís pelo apoio no concurso.

Beijinhos,
Ana Martins