23/05/2010

Efeitos de um sismo numa piscina, no México!

video

A tempestade vista na piscina !
Trata-se duma piscina. Por isto podemos perceber o que acontece com o mar.
É terrível!
Vejam com atenção, pois as imagens parecem paradas, mas o relógio está a andar e depois vejam as coisas a tremer...
É impressionante, o sismo durou mais de 1 minuto, se repararem no relógio verificarão este pormenor

10 comentários:

Pérola disse...

Eu vi amigo.
Nossa que horror,tinha uma coisa escura q depois foi jogada fora da piscina do q era aquilo?A principio eu achei q fosse uma pessoa.
Perfeito vídeo,parabénssssss.
Me perdoe pela ausência mas estou atarefada de serviço vou visitando os amigos a medida q me sobra um pouco de tempo.
Beijokas.

Fernanda disse...

Querido amigo Luís,

Dá claramente para perceber o que será um verdadeiro tsunami.

Aparentemente aqui não aconteceu nada, até a piscina ficou intacta.

Beijinhos

Pelos caminhos da vida. disse...

Nossa que coisa hein...é assustador, reparei tb que tinha um négocio dentro da piscina, de inicio achei que era uma pessoa, mas depois vi que não, ainda bem, por ai imaginemos como é com o mar.

Uma boa semana amigo.

beijooo.

Saozita disse...

Boa noite Luís,
é de facto verdadeiramente impressionante, tal como as duas anteriores comentadoras também me assustei porque me pareceu uma pessoa na piscina, felizmente que não.

Ana Martins disse...

Caro Luís,
O poder da natureza é algo que nós não conseguimos travar. Este video retrata na perfeição o que acontece no mar, só que aí o fenómeno tem proporções e estragos bem maiores. Na piscina, inicialmente também me pareceu haver uma pessoa, até me faltou o ar. Neste caso é como diz a Ná, a piscina ficou intacta felizmente e parece não ter havido quaisquer danos ou perdas.

Beijinhos,
Ana Martins

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Assim sem mais nada, trata-se de uma bela montagem.
Se fosse real, a construção civil mexicana mereceria grandes elogios não apenas pela construção da piscina mas, principalmente, pela do edifício que suportou movimentos bruscos de grande amplitude sem se desmoronar. Parece que o abalo afectou muito o suporta da câmara e o motor que agitou as ondas da piscina cumpriu o seu dever.
Já tive oportunidade de ver, há várias décadas um tanque no Instituto de Engenharia, no Lumiar onde era feito o estudo das ondas do mar para ser tido em consideração na construção do porto de Sines. Mesmo assim, o cais do porto sofreu grandes estragos pouco tempo após a construção.
A força da natureza é muito poderosa.

Um abraço
João
Do Miradouro

Luis disse...

Caro João,
O sismo verificou-se em Alberca, no México com o grau 7, no passado dia 04/04/2010. Não relataram os estragos sofridos quer no edificio quer na piscina.
Um abraço amigo.

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Vi outra vez e continuo a minha filosofia de sempre, posso acreditar em tudo mas não desisto das minhas dúvidas, até as compreender. As imagens podem ter sido extraídas de uma objectiva de vigilância, daí a calma que antecedeu o abalo. Mas a resistência do edifício é extraordinária, porque se o não fosse, tinha ruído às vistas da filmagem.

Um abraço
João
Do Miradouro

Fernanda disse...

Querido amigo João.

Não desya vez não há engano, é mesmo para o João.Se ler o meu comentário, o que acredito tenha feito, fiz referência ao mesmo facto.
É muito esttanho que nada tenha ruído, nada de nada.
A minha piscina rachou sem abalo císmico.
Concordo com o amigo João!
É um truque de mau gosto ou em última análise um ensaio.

Beijinhos

Luis disse...

Meus Amigos,
Segundo a notícia que segue sempre houve o tal sismo:
"Terremoto no México foi de 7,2 graus
Da AFP
mundo@eband.com.br
O USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos) revisou a intensidade do terremoto na cidade da Baixa Califórnia, no México. Inicialmente, o tremor teria atingido 6,9 graus, mas os geólogos corrigiram para 7,2 graus.
O terremoto, que ocorreu às 19h30 de Brasília, teve o epicentro localizado a 26 km sul-sudoeste de Guadalupe Victoria, Baia California, e a 64 km a sudoeste de San Luis, no estado americano do Arizona. A profundidade do abalo foi registrada a 32,3 km.
Segundo o Serviço Sismológico Nacional (SSN) mexicano, que registrou a ocorrência do tremor às 15h30 locais (19h30 de Brasília), o epicentro do tremor foi detectado no município de Mexicali (Baixa Califórnia), na fronteira com o estado americano da Califórnia. O SSN anunciou não ter recebido informes de danos no México decorrentes do sismo.
Nos Estados Unidos, o jornal Los Angeles Times noticiou, pouco depois do sismo, que o tremor sacudiu edifícios nas cidades de Los Angeles e San Diego, no sul da Califórnia, assim como outras localidades do estado vizinho do Arizona.
Segundo o canal de TV KABC, de Los Angeles, vários arranha-céus da cidade foram sacudidos com força e o corpo de bombeiros local respondia neste momento a vários chamados para tirar pessoas presas em elevadores. No entanto, não houve informações sobre feridos, danos importantes ou cortes de energia.
Redatora: Gisiela Klein"
Um abraço amigo