28/01/2011

Agarre-se ao amor de mãe, só ganha com isso

Quando se sentir stressado, um simples telefonema de um ente querido pode ser tão consolador como um abraço.

Num novo estudo americano, um grupo de raparigas com idades entre os 7 e 12 anos tinha como tarefa fazer um discurso perante uma plateia de desconhecidos, o que logo fez o seu nível de cortisol – a hormona associada com o stress – disparar.

Imediatamente a seguir, 1/3 das raparigas receberam a visita das suas mães; 1/3 delas receberam um telefonema das mães respectivas, e as restantes viram um vídeo «emocionalmente neutro».

As jovens que interagiram com as suas mães, ao vivo ou por telefone, tiveram praticamente a mesma reacção: os seus níveis de oxitocina (por vezes alcunhada de «hormona do amor») aumentaram significativamente, e os altos níveis de cortisol baixaram rapidamente.

5 comentários:

Luis disse...

Minha Querida Amiga Fê,
Mãe é uma ancora que nos dá aquele apoio que precisamos nos momentos difíceis da vida!
O seu Amor dá-nos a Paz necessária para podermos vencer esses obstáculos que se nos apresentam no dia-a-dia!
Um beijinho amigo.

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
Não tenho a menor dúvida da veracidade do post... e quão triste é quando não a temos ao nosso lado haja o que houver... uma decepção!!!
Abraços de paz e excelente fim de semana.

Luís Coelho disse...

Mãe é a corda que nos liga à família e à sociedade. Liga-nos e estimula o nosso espírito numa vida diferente.

Muitas mães se agarram demasiado aos filhos prejudicando-os sem querer.

Muitos filhos se soltam demasiado cedo dos pais não bebendo o seu carinho.

Alguns apenas reconhecem nos pais alguem que apenas tem obrigação de lhes sustentar os vícios e de os encaminhar na vida.

A. João Soares disse...

Amiga Fê

Um bom post que nos conduz a reflexões sobre a sociedade actual, muito condicionada pelos afectos familiares que hoje são muito desprezados.

O amigo Luís Coelho mostra aspectos que mostram desvios do que deveria ser normal. Infelizmente há outros casos estranhos.
Neste campo, os animais da selva dão exemplos que devem ser seguidos pelos humanos, ditos racionais. A mão alimenta as crias e protege-as até elas poderem e deverem ter vida própria, e nessa altura empurram-nas para a caça e o amor, mas mantendo sempre os laços afectivos dentro do clã, da manada.
A mãe deve sempre ser considerada uma confidente amiga, conselheira, reconfortante e será bom que tanto ela como os filhos se compenetrem disso.
Quando este relacionamento for perfeito, todos se sentirão felizes e, como a sociedade é o somatório de todos os seus componentes, o mundo será melhor. Por isso, é sempre útil trazer aqui artigos que contribuam para que as pessoas pensem naquilo que é essencial na vida.

Cumprimentos
João
Saúde e Alimentação

Carmo disse...

Mãe é o nosso porto de abrigo, é aquela que nos ama incondicionalmente.

Um abraço

Boa semana