12/08/2010

Falando de algo muito sério! O autor chamou ao seu Albúm de Fotos - Beleza Demoníaca!

Portugal é pasto de chamas!
O País ficará reduzido a cinzas...
Urge que se tomem medidas punitivas exemplares para com os pirómanos bem como com todos os que por interesses múltiplos, mas sempre criminosos, provocam este caos, esta calamidade, ano após ano, destruindo uma riqueza ímpar e agravando "letalmente" a já moribunda sobrevivência do Planeta Azul.

O nosso amigo, A.Garrido, do Blog agimagens,é autor das fotos e texto que geraram o comentário do corpo dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora.

"Beleza Demoníaca" - para ver o álbum de fotos, clique aqui.

No momento em que escrevo este pequeno texto, a vertente sul da serra d'Arga continua a ser pasto das chamas que tudo consomem, pondo em causa o ecossistema e, naturalmente, a biodiversidade deste maciço montanhoso que delimita, em altitude e a nascente, a fronteira do concelho de Caminha.
Contudo e em si mesmo, o fogo não é mau nem bom. Pela utilização que dele fazemos, assim se reveste de maldade ou bondade.

O comentário dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora:
Um álbum digno de se ver... agradecemos a publicação destes magníficos registos que talvez despertem a atenção dos mais distraídos para a importante e arriscada missão dos Bombeiros que, já exaustos e com poucos meios, dão o seu melhor pela floresta (que é de todos nós), pelos bens e pessoas que são ameaçadas pelo fogo, arriscando muitas vezes a sua própria vida. Bem haja!

O meu comentário:
Registo, com apreço, o comentário dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora. Os Bombeiros, em geral, e a corporação de Vila Praia de Âncora, em particular, são, na minha opinião, credores do maior agradecimento por parte da população uma vez que, assumindo o lema "Vida por Vida", a todos defendem e a todos protegem sem estabelecerem diferenças de espécie alguma. Este comportamento altruísta nem sempre é reconhecido e, por vezes, os Bombeiros são vítimas de enormes injustiças quer por parte dos cidadãos quer por parte do estado. Os cidadãos que, no momento de aflição, esperam dos Bombeiros a primeira ajuda mas que, frequentemente, se recusam a ajudar as corporações através do seu donativo, do seu envolvimento em iniciativas organizadas por estas ou da sua participação nos órgãos sociais. O estado que delega nos Bombeiros um papel que, ele próprio, não consegue assumir, para, de seguida, abandonar as corporações à sua sorte, recusando os imprescindíveis apoios financeiros, não disponibilizando a necessária formação e recusando até determinada discriminação positiva de que, cada bombeiro, pelo facto de pôr a sua vida ao serviço dos outros, deveria usufruir. Termino recordando que os Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora precisam da nossa ajuda e que esta, para além de um dever cívico, é um imperativo moral.

Publico ainda a resposta do meu amigo Garrido ao meu pedido para publicar aqui, no Sempre Jovens, este importantíssimo depoimento.

Custa ouvir da boca dos bombeiros, na primeira pessoa, o agradecimento pela chamada de atenção para a terrível problemática dos incêndios, para a exaustão destas pessoas e para a escassez de meios com que contam para defenderem "Vida por Vida" o património de todos.
Autorização para publicitar este post? Sim e o mais possível. As palavras destes homens têm de ecoar aos quatro ventos.

Faço minhas as palavras do amigo Garrido, façam ecoar estas palavras aos quatro ventos!


9 comentários:

Rogério Pereira disse...

Que outra missão resta ao inferno, senão devorar tudo com suas chamas?

(Não falo do inferno divino
falo no da incuria dos homens)

A. João Soares disse...

Amiga Ná,

Já tive oportunidade de trabalhar com corporações de bombeiros, cerca de 10, num concelho vizinho de Lisboa quando fui o responsável pela protecção civil municipal. Trata-se geralmente de pessoas muito generosas, desprendidas quando a si próprias o que as leva a arriscar por vezes demais. Mas não se pode ser bombeiro nas situações actuais dos fogos florestais, se não se tiver propensão pela aventura e um pequeno grão de «loucura». Vão muitas vezes além do possível, no conceito das pessoas vulgares.
Merecem todo o nosso respeito e apoio.

João
Do Miradouro

AGarrido disse...

Embora, por vezes, possa não parecer, as mãos de cada um destes homens e mulheres que combatem os incêndios, são as mãos de todos e cada um de nós; o cansaço destes homens e mulheres que atacam o fogo com o seu sangue, o seu suor e as suas lágrimas, é o cansaço de todos e cada um de nós; o desânimo destes homens e mulheres perante a enormidade da tarefa, é o desânimo de todos e cada um de nós. Ou, pelo menos, de uma vasta maioria de nós porque, entre nós, também estão aqueles que incendeiam, aqueles que, de alguma forma, lucram com o monte ardido, e aqueles que dizem ou deixam de dizer, fazem ou deixam de fazer, de acordo com a melhor conveniência da sua agenda política ou a possibilidade de terem meio minuto de glória em horário nobre no jornal nacional de qualquer um dos canais televisivos. Mas, estes, são a minoria que sempre houve e sempre haverá. A maioria corre para os bombeiros para os auxiliar e para lhes agradecer a nobreza e a dedicação com que, em nome de todos e para o bem de todos, combatem este inferno na terra que são os incêndios.

J.Ferreira disse...

Quando se gosta de passear por estas matas e as vê agora transformadas em infernos, pretas, ossadas carbonizadas, diariamente o fumo permanece no ar de um e de todos os lados, a tv fala dos funerais de bombeiros falecidos em "combate", os lamentos dos "soldados", quase todos voluntários, pela falta de "armas" próprias para o combate tão desigual. Quando se ouve falar nos milhões gastos em submarinos, tanques e carros de combate, aviões e outros armamentos, só posso perguntar, qual é a guerra que precisamos ganhar?
Quem é que arrisca a vida para salvaguar os bens dos outros?
Não posso estar mais revoltado.
Solididário com todos esses soldados.
Abarço do
JF

Saozita disse...

Querida amiga, este problema dos fogos florestais já é tão antigo que começa a ter barbas! É triste, porque com toda a certeza a grande maioria, são fogos postos deliberadamente por criminosos. O governo já fala em combater e prevenir os fogos desde a legislatura anterior, e não se vê nada, vezes nada! Deveriam estes criminosos serem exemplarmente punidos com penas de prisão bem grandes. Por outro lado o Estado poderia recrutar uma data de gente sem emprego e nestas alturas colocá-los em serviço de vigilância e limpeza de matas, seria uma forma de prevenção.

Amiga tem uma boa noite.
Beijinhos

A. João Soares disse...

Amiga Sãozita,

A minha experiência diz que a vigilância seria desnecessária se houvesse limpeza eficiente das matas.
Essa é indispensável. E há 50 anos isso era uma realidade e era raro falar-se de fogos e quando os havia nem eram necessários os bombeiros porque localmente o caso era rapidamente resolvido por não haver material combustível.
Isso está explicado no post http://domirante.blogspot.com/2010/07/fogos-florestais-mais-vale-prevenir.html

Beijos
João
Do Miradouro

♥.•:****-franciete-****:•.♥ disse...

Amiga é verdade, esta é a dura realidade o que se passa ai, passa-se em todo o lado, e com todas as corporações de bombeiros. Toda a gente se lembra deles, mas na devida altura em que eles se aproximam das pessoas para fazer seus peditórios todos lhes viram as costas, mas eles homens honrados e de muita coragem, jamais viram as costas a qualquer calamidade. Seja de verão ou de inverno colocando-se sempre em perigo constante para salvar seja quem for. Até o mais criminoso, sem se preocupar com quem seja apenas querem salvar, amiga sobre este assunto muito teria aqui para descrever, pois para mim eles serão sempre os meus anjos da paz por mil motivos. Que Deus na sua infinita misericordiosa esteja ao lado destes anjos sempre, beijinhos de muita luz e paz para quem está com estes heróis

Fernanda disse...

Obrigada a todos pelos comentários e opiniões aqui deixadas.

Pela minha parte, um agradecimento, muito especial, ao amigo Garrido; pelo texto, pelo comentário e sobretudo pelas fotos.
Muito mais do que milhões de palavras, as fotos falam por si...

Muito grata aos Bombeiros de Vila Praia de Âncora e a TODOS, sem excepção os que nos guardam, protegem e até morrem por nós.

Sei de uma amiga, a Lisa, a Agulheta do Blog Mar de Chamas, que mesmo já aposentada, com graves problemas de saúde a nível respiratório, causados pela inalação dos fumos dos muitos incêndios que ajudou a extinguir, está de novo em campo, nessa luta desigual, agravando a sua precária saúde.
Para ti querida Lisa, amiga muito mais do que virtual, um abraço enorme. Bem hajas!

A. João Soares disse...

A T E N Ç Ã O

O REPETIDO DESAPARECIMENTO DE IMAGENS NOS POSTS DESTA COLABORADORA DEVE-SE, PROVAVELMENTE, A UM «LAPSO» DELA.
Pedimos paciência aos amigos visitantes.

Cumprimentos
João