15/08/2010

A Caminho de Taião/ Valença do Minho

Creio que ninguém ficará indiferente se fizer esta viagem.

Logo à saída da auto estrada em Valença, olhando para a direita, poderá ver aquilo que já foi um monte muito verde.

Interesses movem as mãos criminosas, que todos os anos, e várias vezes por mês, vão destruindo aquelas matas.

Até quando?

Veja mais imagens Aqui.

J.Ferreira

5 comentários:

Luís Coelho disse...

José Ferreira é simplesmente desolador ver as matas ardidas.
Difícil entender esta situação.Não quero julgar ninguém mas continuo a desconfiar que algo vai mal neste país.

Ana Martins disse...

Boa noite José,
Portugal está reduzido a pó de cinza.
Estas imagens deixam-me com um nó na garganta que aperta e chega mesmo a doer.
Como muito bem diz, interesses movem as mãos dos criminosos. Para além de ver tudo queimado, o que mais me entristece, é saber que há criminosos que se descobrem mas dos quais não convém falar, são pessoas de influência que pagam uns míseros euros a um desgraçado qualquer que com meia dúzia de notas já se julga rico.
Todos nós sabemos que isto existe, mas não o conseguimos provar, essa é que é essa!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Ana Maria disse...

Fotos sensacionais!
Viagem belíssima!
Beijinhos!

Saozita disse...

Boa noite, estimado amigo José Ferreira, as fotos estão como sempre com a mestria de quem sabe de fotografia, mas tristes na desoladora mensagem que transmitem.
Os incêndios devoram as nossas lindas paisagens, é triste e desolador, mas acontece em todo o país!

Tenha uma boa semana.
Beijinho

J.Ferreira disse...

Obrigo a todos pelos generosos comentários!

Estas fotos foram tiradas com a alma enlutada.
Acreditem!

Abraço
J.Ferreira