29/05/2011

Bento Amaral

"Apaixonado pela vida, Bento revela em tudo o que faz e diz uma profundidade, uma sensibilidade e uma alegria espantosas. A sua condição e a forma como transcende as suas limitações fazem dele um homem apaixonante. E foi tudo isto que prendeu a Carmo que, não tendo nenhum handicap, se apaixonou perdidamente pelo homem mais livre e mais inteiro que conheceu na vida e, com uma coragem e uma alegria invulgares, construiu para si e para ele uma felicidade que ainda agora começou mas já nos contagia a todos."
Laurinda Alves
Este é um excerto da crónica de Laurinda Alves sobre Bento Amaral e Maria do Carmo. 


10 comentários:

Celle disse...

Fê, que linda lição de vida! Quantas pessoas normais e mesmo algumas com necessidades especiais, incontentes e infelizes precisavam ouvir estas palavras!
É admirável poder sentir a superação de um Homem. A persistencia, o esforço a força de vontade levam à superação, somos seres capazes de alcançarmos quase o impossível, basta querer!
Imagem de um jovem diferenciado trazendo uma forte mensagem de esperança,peço-lhe autorização para publicá-lo no meu blog.
Obrigada!
Celle

A. João Soares disse...

Amiga Fê,

Apesar da minha habitual falta de tempo, vi este vídeo com muita atenção até ao fim. Aos 21 anos tive um acidente grave (mas ligeiríssimo comparado com este) e as perspectivas não eram boas, habituei-me a ser feliz com o que tinha. A esperança e a força de vontade permitiram que os cuidados hospitalares resultassem em poder levar uma vida normal passados oito meses, apesar da cicatriz de mau aspecto.
Passei a encarar a vida e as pessoas de outra forma. Mas isto é uma recordação pessoal sem ser exemplar.
Mas vou referir um caso que conheço; penso em breve trazer aqui imagens de um jovem que me impressionou muito positivamente no primeiro dia em que o vi. Teve um acidente de mota que o deixou paraplégico. Reagiu pela positiva, é atleta paraolímpico e possui um restaurante, onde o serviço às mesas é feito tanto por ele como pela jovem esposa. Desloca-se na cadeira de rodas com agilidade atlética, levando em cima das coxas uma bandeja em que transporta talheres, pratos, travessas, etc. com eficiência que pede meças a qualquer indivíduo sem deficiência.

Fixemos a lição final deste vídeo:
TEMOS QUE APRENDER A VIVER COM O SOFRIMENTO.
APRENDAM A SER FELIZES COM O QUE TÊM AO VOSSO ALCANCE.

Beijos
João

A. João Soares disse...

Amiga Fê,

Sugiro que coloque este post também no blog Só imagens, onde fica bem a seguir ao post mais recente.

Beijos
João

Fê-blue bird disse...

Amiga Celle:
Nem precisa de pedir autorização, está sempre à vontade para publicar tudo o que quiser, afinal somos uma família ;)
Amigo João:
Quantas vezes é na adversidade que descobrimos a nossa força interior, estes exemplos, tal como o do meu amigo, dão-nos esperança e coragem para enfrentar os desafios que a vida nos dá.
Aceitando a sua sugestão, vou publicá-lo no " Só Imagens" com muito gosto.

Beijinhos aos dois

Luis disse...

Minha Querida Amiga Fê,
Adorei o seu post pela lição de vida de Alguém que soube superar a adversidade que o acidente lhe criou na Vida! Sabe conviver com a dor e é Feliz com o que tem! E mais sabe transmitir isso a todos nós! Felizmente não é caso único mas é bom que façamos alarde destes casos pois no momento que vivemos precisamos de exemplos que nos levantem o moral!
Mais uma vez os meus parabéns!
Acredite que me senti, por diversas vezes, no decorrer do vídeo com um nó na garganta!
Um beijinho muito amigo e solidário.

orvalho do ceu disse...

Bárbaro, Joaão!!!
Espetacular!!!
Eu, com efeito, me vejo a sorrir e a ter uma alegria interior fora do comum ou independente do que NÃO tive... vendo-a como Graça de Deus...
Não teria muito para sorrir mas ainda assim sou feliz... muito mais até do que outros que tiveram caminhos aparentemente "normais"...
Gostei imensamente da sua colaboração ao nosso depoimento sobre Juventude... e vou ressaltar isso em meu post agorinha...
Obrigado e valeu!!!
Seja muito abençoado e feliz!!!
Abraços fraternais

Bel Rech disse...

Quantos não tem essa coragem e força para superação e nem passam por nada disso...Linda lição!!!E adoraria ser degustadora de vinho, pois amoooooo
Paz e bem

Maria Luiza disse...

Um espanto essa garra renhida. Valeu msmo essa postagem. Abraços.

A. João Soares disse...

Caro Luís e amigas Rosélia, Bel Rech e Maria Luiza,

A vida nem sempre é fácil e, por vezes, exige heroísmos muito corajosos, intensos e persistentes.
A forma de enfrentar as dificuldades deve ser sensata e exige uma preparação mental de origem, da educação, para se evitar entrar em pânico e inacção. Temos de reagir da melhor maneira como o café citado na da lição apresentada aqui.
São casos assim que devemos tornar públicos pata benefício dos visitantes e das pessoas em geral.

Abraços
João

RUTE disse...

Olá Fê,
bem vinda à nossa coletiva Fases da Vida.

Sua participação veio-nos lembrar da inconsciência da Juventude. Porquê viver tão intensamente? Porquê se arriscar em tanta radicalidade?
Os extremos têm perigos mas de fato convém dar exemplos de pessoas que souberam gerir o que lhes aconteceu e daram a volta por cima da desgraça.
Beijinhos,
Rute