23/03/2011

O churrasco e o machismo...

Aproveitando a maré de anedotas ;) até porque rir faz bem à saúde e ainda é de graça aqui vai outra:


Talvez porque há um certo risco envolvido na actividade, este é o único tipo de cozinha a que um verdadeiro homem se deve dedicar:
'A cozinha fora de casa'
Contudo, não é tarefa fácil. Quando um homem aceita fazer o churrasco põe-se em marcha uma cadeia de acções:

1º) A mulher compra os alimentos;

2º) A mulher faz as saladas, prepara as batatas fritas, o arroz e a sobremesa;

3º) A mulher prepara a carne para ser cozinhada, tempera-a, coloca-a numa travessa e leva-a ao homem que já está à espera ao pé do grelhador, de cerveja fresca na mão;

Aqui vem a primeira parte realmente importante da questão:

4º) O homem coloca a carne na grelha;

5º) A mulher vai para dentro e põe a mesa;

6º) A mulher apercebe-se que o homem está com os outros homens a contar anedotas e vem cá fora a correr a avisar que a carne se está a queimar;

7º) O homem aproveita e pede-lhe mais uma cervejinha fresquinha;

8º) A mulher vem cá fora trazer a cerveja e uma travessa...

...e é então que aparece a segunda parte importante do processo:

9º) O homem tira a carne da grelha e entrega-a à mulher;

10º) Depois de comerem, a mulher tira a mesa, lava a louça, arruma a cozinha e lava a grelha;

11º) Toda gente dá os parabéns ao homem pela fantástica refeição que ele preparou;

12º) O homem pergunta à mulher se lhe soube bem o tempo de folga de que usufruiu e, perante o ar chateado dela, conclui que há mulheres que nunca estão satisfeitas com nada ...

5 comentários:

Celle disse...

Fê, esta é a mais pura verdade.
mas só aos homens ele engana, porque nós mulheres sabemos bem como são estes churrascos!rsrsrs
meu sorriso
Celle

A. João Soares disse...

Amigas Fê e Celle,

Não devemos alimentar conflitos, polémicas entre os valores da mulher e do homem, mas sim enfatizar o espírito de colaboração e de equipa entre ambos para a realização de tarefas úteis para ambos, isto é para a família, a cidade e o Mundo. Cada um entra em acção com o que sabe fazer e as suas capacidades. Não pode ser um a fazer tudo para o outro nada fazer. Não pode haver escravidão de um pelo outro.

E aqui estamos num blogue em que não diferenciamos colaboradores de colaboradoras e reconhecemos o valor de todos com equipa e de cada um como pessoa. O Mundo precisa de todos, das melhores qualidades de cada um.

Beijos
João
Só imagens

Luis disse...

Minha Querida Amiga Fê,
A propósito do comentário do João direi que nem 8 nem 80! antigamente havia o dito "machismo" mas actualmente caminhamos para o "feminismo"! Para quando encontramos o meio termo em que cada um se completa ao outro?
Beijinhos amigos e companheiros.

Fê-blue bird disse...

O meu amigo João tem razão quando diz que não devemos alimentar conflitos e polémicas entre os sexos, mas como me revi nesta anedota achei engraçada publicá-la sem qualquer outra intenção, só por pura diversão.
Acho no entanto, que por muito que as sociedades evoluam, haverá sempre diferenças e rivalidades entre os sexos.

beijinhos a todos.

Celle disse...

Concordo em gênero, número e gráu com o amigo João, não devemos alimentar polêmicas, entre homens e mulheres mas,foi só uma brincadeirinha, acredito que nenhum homem se sentirá diminuido ou ofendido,mesmo porque,reconhecem nossa...idade.
Bjs.
Celle