23/11/2010

Dia mundial da televisão

No dia Mundial da Televisão, vale a pena reflectir:

"Senhor, não quero pedir-Te nada de especial nem difícil, como fazem outras crianças.
Hoje quero pedir-Te um grande favor, sem que os meus pais se apercebam.
Faz de mim um televisor, para que os meus pais se interessem por mim como se interessam pelo televisor, para que olhem para mim com o mesmo interesse com que a minha mãe acompanha a sua novela preferida, ou o meu pai o jogo de futebol; quero falar como essas pessoas, porque quando elas falam, toda a minha família se cala para as escutar.
Desejo ver a minha mãe dar tantos suspiros à minha frente como faz quando olha para os desfiles de moda. Quereria que o meu pai se risse tanto comigo como faz quando acompanha um programa cómico na TV.
Se acreditassem em mim quando lhes conto alguma coisa como acreditam na televisão, diriam: «Está certo! Vi isso na televisão!»
Desejaria ser um televisor para ser o rei da casa, para me tornar o centro das atenções, para ocupar o melhor lugar, para que todos os olhares se voltassem para mim.
Desejaria que os meus pais se preocupassem comigo como se preocupam quando o televisor avaria. Chamam imediatamente o técnico.
Desejaria fazer companhia à minha mãe quando ela se sente sozinha, quando se sente triste. Gostaria de estar tanto tempo com ela como o que ela concede à televisão.
Gostaria de ser televisor para ser amigo dos meus pais e a pessoa mais importante para eles.
Ó pai celestial, se me transformasses em televisor, eu poderia ter outra vez pais, e ser outra vez feliz.
Por favor, Pai, faz de mim um televisor.
Ámen."

Beijinhos

4 comentários:

Luís Coelho disse...

As crianças continuam a ensinar os adultos e com grande sabedoria........seria bom que os ouvíssemos.........

A. João Soares disse...

Amiga Fê,

O adulto que escreveu isto é um psicólogo sábio que não perde uma pitada daquilo que se passa. Está muito bem visto. Há tempos passou por aqui um texto de um miúdo que perguntou ao pai «quanto ganhas por hora?». O miúdo queria poupar dinheiro para comprar ao pai uma hora da sua companhia. Gostava dessa companhia que o pai nunca lhe dispensava.
A vida moderna é demasiado desumana, muito materialista, egoísta, de ostentação e de consumismo.

Obrigado por trazer este texto aqui.
Beijos
João
Do Miradouro

Fê-blue bird disse...

Amigo Luís e João:
A televisão entrou na nossa sociedade e na nossa casa e invadiu a nossa privacidade e a nossa vida, cabe a todos nós, moderar o tempo que passamos à sua frente.
Custa-me muito também ver o tempo que as crianças e os jovens passam em frente do televisor em vez de terem outras actividade.
O que é demais faz mal.

Beijinhos aos dois

Luis disse...

Minha Querida Amiga Fê,
No Dia Mundial da Televisão este post é importante pois mostra que esta pode ser prejudicial se usada pelas familias em excesso não permitindo que haja um convivio são entre os seus elementos. Sem diálogo entre eles perde-se a possibilidade de transmitir valores e cria-se um vácuo nas pessoas.
Bem haja por ter trazido este post como um alerta a ter em atenção aos maleficios que os excessos podem criar!