13/02/2011

Feliz dia de S. Valentim


Encosta a sua cabecinha no meu ombro e chora...
E conta logo suas mágoas todas para mim 

Quem chora no meu ombro eu juro que não vai embora,
Que não vai embora,
Que não vai embora

Quem chora no meu ombro eu juro que não vai embora,
Que não vai embora,
Porque gosta de mim...

Amor, eu quero o seu carinho, porquê, eu vivo tão sozinho

 Não sei se a saudade fica ou se ela vai embora,
Se ela vai embora,
Se ela vai embora...
 Não sei se a saudade fica ou se ela vai embora,
Se ela vai embora,
Se ela vai embora...

 Encosta a sua cabecinha no meu ombro e chora...
E conta logo suas mágoas todas para mim...

 Quem chora no meu ombro eu juro que não vai embora,
Que não vai embora,
Que não vai embora

 Quem chora no meu ombro eu juro que não vai embora,
No meu ombro chora,

Porque gosta de mim...


Cabecinha No Ombro
Almir Sater
Composição: Paulo Borges







7 comentários:

Fê-blue bird disse...

Meus queridos amigos e amigas:
Publiquei este post também no meu blogue "Só te peço 5minutos ", repeti-o aqui porque desejo igualmente para todos vós um dia cheio de muito AMOR E O CALOR DE UM OMBRO AMIGO !

Beijinhos

A. João Soares disse...

Amiga Fê,

Agradeço ter-nos trazido estas imagens e a mensagem de amor e amizade. Felicito-a pela bela conjugação desta canção muito especial com imagens muito expressivas das palavras da canção.
Se os animais, que são considerados irracionais, porque razão os humanos, ditos racionais, não têm mais atitudes de amizade sincera, desinteressadas sem procurar mais do que o agrado do outro, ou da outra.

Beijos e votos de um óptimo dia de S. Valentim
João
Do Miradouro

Gisele Claudya disse...

Muito amor aqui. Lindo post, João. Adorei.
Obg pelo carinho de sempre.
Feliz dia de S. Valentim a todos. Com muito amor.
Beijocas

Celle disse...

Fê, neste mundo atribulado que estamos vivendo onde só se ouve denuncias de fatos que nos deixam indignados, você nos tras para amenizar um pouco as más noticias estes versos e estas lindas fotos simbolizando o carinho o amor e as amizades!
Que bom terminar o dia assim, na paz... boa noite!
Celle

Luis disse...

Minha Querida Amiga Fê,
A ideia de trazer os animais como exemplo para os humanos é uma delícia!
Um beijinho muito amigo.

A. João Soares disse...

Amigo Luís,

A ideia de trazer os animais não é uma «delícia», é uma bofetada nos humanos que não estão à altura da qualidade genuína dos afectos de muitos animais.
Dão-nos grandes lições de convivência entre grupos sociais e não olham à diferença de espécie daqueles que os trata bem e retribuem-lhe a amizade. Há muitos exemplos de animais muito diferentes que convivem... Têm por aqui passado muitos exemplos de fêmeas a alimentar crias de outras espécies.
Seria bom que muita gente meditasse nesta chicotada que a Amiga Fê muito bem dá na humanidade, e que o ser humano melhorasse o seu comportamento e acabasse com guerras, arrogâncias, autoritarismos e hostilidades, desde as pessoas individuais até aos grandes Estados.

Abraços
João
Do Miradouro

Brown Eyes disse...

Fê já passei pelo teu blog e achei este post lindo, cheio de sentimento e como uma mensagem muito importante: Os animais, infelizmente, são os únicos que nos proporcionam sentimentos puros, os únicos em que podemos deitar a cabecinha e chorar sem medo que utilizem isso como arma de remessa. Os animais são os nossos amigos leais. Dos seres humanos pouco já poderemos esperar. São capazes até de esquecer os seus irmão, permitindo que eles, depois de velhos, morrem sós, sem uma mão amiga. Recordo-me de um vídeo que vi em que um cão, numa auto-estrada super movimentada, continuava ao lado do amigo que estava morto. Não o abandonou, fez-lhe companhia. Eles dão-nos grandes exemplos que nós teimamos em não ver.
Fê um beijinho para ti e obrigada por este excelente post.