01/02/2011

Como salvar Portugal da Crise!


Estudo de Álvaro Santos Pereira, Professor da Simon Fraser University, no Canadá

Portugal tem hoje 349 Institutos Públicos, dos quais 111 não pertencem ao sector da Educação. Se descontarmos também os sectores da Saúde e da Segurança Social, restam ainda 45 Institutos com as mais diversas funções.
Há ainda a contabilizar perto de 600 organismos públicos, incluindo Direcções Gerais e Regionais, Observatórios, Fundos diversos, Governos Civis, etc., cujas despesas podiam e deviam ser reduzidas, ou em alternativa - que parece ser mais sensato - os mesmos serem pura e simplesmente extintos.

Para se ter uma noção do despesismo do Estado, atentemos apenas nos supra-citados Institutos, com funções diversas, muitos dos quais nem se percebe bem para o que servem.
Veja-se então as transferências feitas em 2010 pelo governo socialista de Sócrates para estes organismos:

ORGANISMOS DESPESA (em milhões de €)
Cinemateca Portuguesa 3,9
Instituto Português de Acreditação 4,0
Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos 6,4
Administração da Região Hidrográfica do Alentejo 7,2
Instituto de Infra Estruturas Rodoviárias 7,4
Instituto Português de Qualidade 7,7
Administração da Região Hidrográfica do Norte 8,6
Administração da Região Hidrográfica do Centro 9,4
Instituto Hidrográfico 10,1
Instituto do Vinho do Douro 10,3
Instituto da Vinha e do Vinho 11,5
Instituto Nacional da Administração 11,5
Alto Comissariado para o Diálogo Intercultural 12,3
Instituto da Construção e do Imobiliário 12,4
Instituto da Propriedade Industrial 14,0
Instituto de Cinema e Audiovisual 16,0
Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional 18,4
Administração da Região Hidrográfica do Algarve 18,9
Fundo para as Relações Internacionais 21,0
Instituto de Gestão do Património Arquitectónico 21,9
Instituto dos Museus 22,7
Administração da Região Hidrográfica do Tejo 23,4
Instituto de Medicina Legal 27,5
Instituto de Conservação da Natureza 28,2
Laboratório Nacional de Energia e Geologia 28,4
Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu 28,6
Instituto de Gestão da Tesouraria e Crédito Público 32,2
Laboratório Militar de Produtos Farmacêuticos 32,2
Instituto de Informática 33,1
Instituto Nacional de Aviação Civil 44,4
Instituto Camões 45,7
Agência para a Modernização Administrativa 49,4
Instituto Nacional de Recursos Biológicos 50,7
Instituto Portuário e de Transportes Marítimos 65,5
Instituto de Desporto de Portugal 79,6
Instituto de Mobilidade e dos Transportes Terrestres 89,7
Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana 328,5
Instituto do Turismo de Portugal 340,6
Inst. Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação 589,6
Instituto de Gestão Financeira 804,9
Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas 920,6
Instituto de Emprego e Formação Profissional 1.
TOTAL......................... 5.018,4

- Se se reduzissem em 20% as despesas com estes - e apenas estes - organismos, as poupanças rondariam os 1000 milhões de €, e, evitava-se a subida do IVA.
- Se fossem feitas fusões, extinções ou reduções mais drásticas a poupança seria da ordem dos 4000 milhões de €, e não seriam necessários cortes nos salários.
- Se para além disso mais em outros tantos Institutos se procedesse de igual forma, o PEC 3 não teria sequer razão de existir.


NOTA:
Até quando se vão manter estes organismos que, na maioria dos casos, só servem para acomodar boys?
Cuidado com o que se passa no Mediterrâneo Sul pois pode começar a alastrar-se para o Norte! A Grécia já foi um inicio...

6 comentários:

A. João Soares disse...

Caríssimo Luís,

A tua NOTA diz tudo. Já há um candidato a substituir o José que reconhece que o principal papel dos partidos é serem agência de emprego, para boys sem capacidade para caminharem na vida sem a bengala do partido.
Andam a sacar o nosso pouco sangue para alimentar esses vampiros inúteis, predadores insaciáveis. Todos os amigos do José Ali Babá estão ricos sem nada fazer em benefício do Portugal que estão a saquear.
Talvez, por aqui dizer algumas verdades, houve na noite de sexta para sábado uma tentativa de acertarem na minha password, provavelmente para eliminarem os meus blogs. Não conseguiram. Informo-os que a password já não é «asarmaseosbaroesassinalados», mudei-a para outra mais complexa a fim de ficar mais segura.

Não é a primeira vez que tentam. Há ideias de que não gostam e pretendem silenciarem. Mas tenho cópia de tudo o que aqui publico e se destruírem um blog os seus textos aparecerão noutro local.

Um abraço
João
Do Miradouro

Luís Coelho disse...

Mas que lista e que rol de amigos assim colocados pelo aparelho do estado.

Paga Zé !

São disse...

Este mal dos empregos para os boys está entranhado em todos os Partdidos, particularmente PSD E PS.

No entanto, concordando com a análise, não podemos partir do prncípio que existe Democracia se partidos...e eu de ditadura já tive mais do que o suficiente.

Além disso, a responsabilidade é também nossa na medida em que votamos sempre maioritariamente PS e PSD( com a agravante de este se coligar com o CDS)

Bom dia.

Anónimo disse...

Fiz parte de um destes organismos e nunca fui boy de ninguém. Vim-me embora precisamente por não estar disposto a ver o meu dinheiro, o dinheiro dos contribuintes, ser gasto sem qualquer necessidade com empresas e indivíduos que levavam dinheiro à pazada, muitos a fazer estudos sem qualquer valor como este. Cada vez mais os boys estão disfarçados de noboys.

Luis disse...

Caríssimo Anónimo,
Tenho pena que se não identifique pois até confirmou que na maioria dos casos tudo quanto aqui foi dito é verdade. Não há que ter medo - A VERDADE É A MAIOR E MELHOR ARMA!

Luis disse...

Amiga São,
Acredite que o maior partido português é o POP pois é ele que dá os votos ao partido ganhador! POP quer dizer partido oportunista português... e todos os partidos fazem promessas para obter deles os votos necessários para ganharem... É tudo uma porcaria!!!
Um abraço amigo e solidário.