21/09/2010

Sabem que estão a ««exagerar»»


O presidente e os restantes administradores foram obrigados a fazer as declarações, mas solicitaram que as mesmas não fossem tornadas públicas.

Publicada por Manel em NRP CACINE.

Eles lá sabem porquê!!!
E a Justiça não actua?

Imagem do NRP Cacine

5 comentários:

Luís Coelho disse...

A vergonha que compra este país de classes, compadrio, poder enganar a todos com a peneira a tapar o Sol.
São sempre os pobres os sacrificados.
O governo não lança mão nesses gorilas, sem vergonha, sem moral nem princípios..........
São todos iguais e não há escolha possível..........
Quando sai um entra outro ainda pior, mais ganancioso e prepotente.
Que Deus nos livre desta cambada de políticos sujos e a cheirarem ao podre de cadáver.....
Que todos sejam punidos com a ira de Deus e nenhum se julgue imune....

A. João Soares disse...

Caro Luís Coelho,

Isto é um mal nacional. O povo tem que agir, sem esperar a «ira de Deus». Deus, como pai amantíssimo não faz mal a um filho, deixa isso ao diabo e este é parceiro dos nossos políticos na exploração do povo.
Em Moçambique os políticos procuravam ignorar o sofrimento do povo devido à carestia da vida, mas as pessoas abriram os olhos e foram para a rua. E, então, os políticos viram que não podiam continuar de olhos fechados ao sofrimento dos cidadãos e tomaram decisões para melhorarem a situação dos mais carentes.
Será bom que isso sirva de exemplo, para obrigar estes lunáticos a descer à terra e ver com realismo o que se passa e tomar as medidas convenientes. E quando vierem a público dizer palermices devem receber o tratamento dentário do estilo do que aconteceu com Berlusconi. Não podemos andar a fazer vénias aos nossos algozes, verdugos, torturadores, carrascos.
Em democracia a soberania está nas mãos do povo.

Abraço
João
Do Miradouro

Celle disse...

João,aqui também possuimos semelhantes problemas. As eleições chegando e a corrupção correndo a solta. Falta indignação ao nosso povo,e o congresso não reage, e só denuncias acontecem...
Pediu demissão obrigada, a ministra-chefe da Casa Civil, depois que a imprensa publicou o balcão de negócios que ela e sua familia instalaram dentro do palácio do Planalto.Teria saído caso não tivéssemos a poucos dias das eleições, com possível prejuizo para a candidata do governo? O caso provavelmente seria metabolizado e enterrado sob eufemismos,como tantos outros!
Beijos
Celle

A. João Soares disse...

Amiga Celle,

Esta doença social está a afectar uma grande parte do mundo. Os cidadãos têm que acordar e reagir de qualquer firma que esteja ao seu alcance, de preferência agrupando-se e a actuando de forma racional e organizada. Se o não fizerem, em breve deixarão de poder existir e será a extinção da espécie humana. Na natureza têm sido extintas muitas espécies, de que é exemplo mais conhecido a dos dinossauros. A espécie humana não será excepção. Mas como nos consideramos inteligentes e os únicos racionais, bem podíamos procurar conviver em harmonia, poupando os outros e o ambiente. Mas estamos a entrar numa fase de loucura letal, final.
O apocalipse foi uma previsão que dois mil anos depois continua com a mesma força de convicção.
O mundo está em crise grave, convindo raciocinar serenamente e partir para um rumo mais correcto do que aquele que tem vindo a seguir. Que o espírito dos governantes se ilumine.

Beijos
João
Do Miradouro

Saozita disse...

Caro João Soares, e assim vai Portugal! Meia dúzia têm tudo e os restantes nada. Há dias foram divulgadas as médias salariais das regiões, até esses números são apresentados de forma a que a leitura seja da forma que os senhores políticos queiram. Como sabe uma média, não espelha a realidade, aínda por cima sendo Portugal o país aonde a amplitude entre os salários mais baixos e os mais elevados é maior.
Tive oportunidade de ver o salário que ofereçem na Maia a técnicos electricistas, picheleiros, serralheiros e mecânicos... 600 Euros, é uma vergonha, o patronato aproveita-se da já penalizada situação dos desempregados, para explorar aínda mais.

Tenha uma boa semana.

Bj

Sãozita