10/04/2011

Os 10 Mitos da Lingua portuguesa


8 comentários:

Luís Coelho disse...

Agradeço esta aula de bom português. É sempre bom saber.
Muitos erros são tão comuns que é quase impossível identificá-los.

Eva Gonçalves disse...

Muito interessante. Houve aí dois ou três que me surpreenderam! Cumprimentos

Sandra disse...

É com muito carinho que venho lhe visitar e convidar para ver quem esta comigo hoje. Neste cantinho
http://sandraandradeendy.blogspot.com/
A harmonia da vida está em tudo que fizemos e realizamos com o coração.
A amizade é uma oração no coração das Pessoas que se amam e se respeitam.
Vou te esperar.
Carinhosamente,
Sandra

Pentacúspide disse...

Mas por que carga de água ela os chama de mito? se na rtp são simplesmente erros. E... será que a língua não evolui? Quando os erros tornam-se comuns e todos os passam a usar, e têm o mesmo sentido para os seus múltiplo usuários. E ela usando aqui muitas vezes a linguagem popular para a corrigir com termos latinos soa-me a simples pedância (palavra que ela provavelmente dirá que não existe) dos gramáticos descritivos. Além de mais, se seguirmos o seu raciocínio todas os termos que nasceram da aglutinação do grego e do latim seriam incorrecta. E xenofobia seria um mito, porque trata-se de ódio racista e não de medo dos estranhos, entre outros.

Luis disse...

Meus Bons Amigos,
Não sou pedante nem tão pouco me considero um ás em Português mas, defender que os erros mais não são do que a evolução da lingua, parece-me demais... O último comentarista deve defender igualmente o novo acordo ortográfico e as confusões que nos virá a trazer! Pois o "fato" que aqui se trata nada tem a ver com o fato que veste... Ou talvez por o não usar não veja ou sinta a diferença dos significados das palavras.

Pentacúspide disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pentacúspide disse...

E defendo mesmo o acordo ortográfico e toda a confusão que vai nos trazer a nós, geração acostumada ao acordo anterior.

Se os erros da linguagem não se tornam evolução, Luís, ainda estaríamos a falar Latim em vez de português. E o fato de um fato poder ser usado significa que o fato está prompto.

A língua não é estática, a ortografia também não. E se dizer isso com convicção for pedância, sou pedante.

Luis disse...

Amigo Pentacúspide,
Concordo que a Língua e a Ortografia não sejam estáticas mas fazer crer que os erros que se cometem resultem na "evolução" das mesmas já não concordo. Mas cada um tem direito a pensar de forma diferente. Por isso fique com a sua opinião que eu fico com a minha... E não sou pedante!