27/10/2013

Porque Hoje é Domingo




O Poder do Dinheiro
É preciso evitar ceder à tentação de idolatrar o dinheiro. Significaria debilitar a nossa Fé e deste modo correr o risco de se tornar dependente do engano dos desejos insensatos e prejudiciais, aqueles que levam o homem a ponto de se afogar na ruína e perdição. 
Sobre este perigo o Papa Francisco advertiu-nos durante a homilia da missa celebrada na sexta-feira 20 de Setembro, na capela de Santa Marta «Jesus- afirmou o Santo Padre comentando as leituras- disse-nos claramente e de maneira definitiva, que não podemos servir a dois senhores: não podemos servir a Deus e ao dinheiro. 
Entre eles alguma coisa não se harmoniza. Há algo na atitude de amor pelo dinheiro que nos afasta de Deus». De facto a avidez -prosseguiu- «é a raiz de todos os males. Subjugados pelo desejo, alguns desviaram-se da Fé e encontraram muitos tormentos. É o poder do dinheiro que nos faz desviar da fé pura que se debilita e, acabamos por perdê-la».
Depois o Papa explicou que o pecado ligado ao desejo do dinheiro, com todas as suas consequências, no primeiro dos dez mandamentos, peca-se por «idolatria», disse: «O dinheiro- evidenciou E por isso Jesus diz-nos: não podes servir ao ídolo dinheiro e ao Deus vivo. Um ou outro».
Os primeiros Padres da Igreja «diziam uma palavra forte-, o dinheiro é o esterco do diabo-. É assim, porque nos torna idolatras e adoece a nossa mente com o orgulho, tornando-nos maníacos de questões ociosas afastando-nos da Fé. Corrompe».
O Apóstolo Paulo por sua vez diz-nos para nos inclinarmos para a justiça, a piedade, a fé, a caridade e a paciência. Contra a vaidade e o orgulho «serve a mansidão». Aliás, «este é o caminho de Deus, e não o do poder idólatra que o dinheiro pode dar. É o caminho da humildade de Jesus Cristo, que sendo rico se fez pobre, para nos enriquecer, precisamente, com a sua pobreza. Este é o caminho para servir a Deus. E que o Senhor ajude todos nós a não cair na armadilha da idolatria do dinheiro»

(Fonte; O.R., edição semanal de 29 de Setembro, “In Missas matutinas na Domus Sanctae Marthae”)

amr

4 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

O Papa Francisco surpreende a todos pela sua lucidez e capacidade de nos fazer entender a Mensagem de Jesus.

Gisele Claudya disse...

Eu não sei se foi melhor ou não usar o Euro mas tenho saudades do Escudo. Aliás, quando morei em Portugal, usava o Escudo . Que saudade de Portugal!!!
Ainda hei de voltar aí, Portugal.

Orvalho do Céu disse...

Olá, Luís
Realmente o dinheiro pode nos atrapalhar e nos fazer cair em armadilhas violentas até...
Que possamos receber a graça de sabermos administrar bem o mesmo!!!
Abraços fraternos de paz e bem

Celle disse...

Luis, o problema está no 'ser humano" e não no dinheiro em sí.O dinheiro bem distribuido, e em bom uso não é um mal. O homem é que o idolatra e na sua ganância de possui-lo e conquista-lo a qualquer preço, causa tantos males a si mesmo e ao próximo!Nada é bom em excesso, nem mesmo o dinheiro, querer igualar a sociedade por baixo também não se deve, é preciso educar o homem para possui-lo e isso começa na infância!O dinheiro bem empregado, bem usado, beneficia a todos!
É isso que o papa quer mostrar, viver com o necessário para sobreviver, com dignidade e ajudar espontaneamente, aos que não conseguiram, não por obrigação ou por leis, por fraternidade e solidariedade.
bjs