18/05/2016

16/05/2016

FOMENTAR DIÁLOGO ENTRE OS OPOSTOS

Deparei com um poema publicado pela amiga e colega de blog Fê Blue Bird que me levou a vir aqui felicitá-la. Desenhou um quadro muito artístico para nos mostrar o conflito entre os opostos adversários «palavras» e «silêncio» e, depois da quase derrota de uma das partes, a «palavra», perante a arrogância e teimosia da outra parte, o «silêncio», surgiu o apaziguamento, o consenso.

 Parece outra forma de exprimir a harmonia que o PR Marcelo, repetidamente, sugere e aconselha para a convergência de esforços no sentido dos benefícios procurados para a Nação.

A palavra, a opinião, a expressão não devem se dominadas pelo silêncio com medo ou outro tipo de submissão imposta por arrogantes e teimosos que impõem o silêncio e a aceitação acomodada. A luta por um futuro melhor não deve ser amordaçada, é preciso não ter medo de avançar, de ir para lá da curva da estrada e procurar novas formas de respirar e de viver.

Foi assim que cada um de nós aprendeu a andar, arriscando cair mas, logo a seguir, levantando-se para ir mais além. No conflito entre o silêncio e as palavras, referido na poesia, devemos apoiar e aplaudir a vitória das palavras, e sugerir que elas produzam acções positivas e não fiquem à espera de ouvis vaidosamente o seu eco.